Ângela B. Mota Torino Paletti

Nasceu em Itamonte (MG). É bacharel em Direito e professora na Escola Estadual Nilo Peçanha, na mesma cidade. Desde muito jovem, se encantou e se interessou pelo mundo poético e musical. A exemplo de seu pai, famoso músico, compositor, orador e poeta, logo começou a escrever e estudar música. Estudou piano clássico por dez anos. Como compositora, participou de vários “Festivais de Música”, obtendo diversos primeiros lugares. Apaixonada por poesia, começou a rabiscar cedo seus versos, escrevendo por muito tempo, no jornal católico O Lutador na coluna poética. Em Porto Alegre (RS), concorreu com o poema “O Imigrante”, obtendo o 5º lugar. Participou de várias antologias poéticas pela Editora Alba. Neta de imigrantes italianos, morou em Parma, na Itália, estudando italiano em Bologna. Participou em Gênova, na cidade de Sestri Levanti, do evento “Prêmio Literário Internacional Morengo D’Óro” na Associação Cultural “Maestrale”, com a finalidade de valorizar a cultura literária na região da Ligúria. Reside em Itamonte (MG).

Confreira Efetiva.






"A LÁGRIMA"
Ângela B. Mota Torino Paletti


Entra-me
peito afora,ó lágrima silenciosa e fria
do meu caminhar...
companheira amiga
dos meus sonhos...tecelã antiga
de inacabados fios
de solidão e dor.

Entra-me
ó lágrima silenciosa e fria
e ouça-me:
terminado o sonho
não sonha-se mais!
É como um barco esquecido
nas águas escuras e calmas
de um velho e esquecido cais.

Entra-me
inacabada lágrima,
e diga-me:
quando a mágica da vida
transformará em luz
a indecifrada ferida
que sem licença e medidas
a paixão nos conduz?

Entra-me
e deslize no meu peito afora,
sem mais lamento, sem mais demora!...












Confraria Artistas e Poetas pela Paz - Todos os direitos reservados
Formatação e layout por Rosângela Coelho