PARTICIPANTES


01. J. R. Cônsoli
02. Joyce Lima Krishcke
03. Esther Rogessi
04. Kedma O'liver
05. Marco A.Amado
06. Sidney Santos
07. Sílvia Silva Benedetti
08. Marina Martinez
09. Ana da Cruz
10. Fernando Alberto Salinas Couto
11. Carlos Reinaldo de Souza
12. Humberto Rodrigues Neto
13. Ana Teresinha Drumond Machado
14. Aparecida de Lourdes Micossi Perez
15. Sérgio Martins Pandolfo
16. Eurydice Meimei de C. Corrêa
17. Luciana Tannus de Andrade
18. Paulo Rodrigues
19. Akasha De Lioncourt
20. José Maria de Jesus Raimundo Silva
21. Odilon Machado de Lourenço
22. Marly Feliciano Tamani
23. Rosângela da Silveira Coelho
24. Eloisa Antunes Maciel
25. Sílvia Araújo Motta
26. Daniel Brasil
27. Pablo Silveira




PARTICIPAÇÕES

01.
Mensagem
J.R.Cônsoli

Meu amigo J.J., braço do Francisco aqui na Terra! Que sua luta não seja inglória, como foi a de Francisco, quando viu sua Ordem ser tomada de suas mãos pela Igreja Católica(Não consta da história oficial, por motivos óbvios). Que você consiga levar a sua alegria, o seu desprendimento e o seu carinho a todos os corações. Muita saúde, paz e alegria são os desejos desse seu discípulo no seu aniversário.

Abrs., Cônsoli.





02.
Para o aniversário de JJOTAPOETA
(27 de janeiro de2010)
Joyce L. Krischke


Vou chegandosorridente
Trago uns versos na mão
Ofertando teu presente
Escrito com o coração

Desejo saber um segredo
Será que irás me contar?
Será que estás com medo
Daquilo que irei perguntar?

Mestre conta-me: acredito
Quantos sonetos ao dia
Tens em média escrito?
Ah, sorris com alegria!

Creio não irás revelar
Arrisco: serão CINCO...
Pra tuas musas (en)cantar?
Sei que escreves com afinco!

Desejo que tua vida
Seja um rosário de Paz...
Que não haja mais ferida
E mau momento seja fugaz!

Os versos que te ofereço
São folhas orvalhadas:
Verdes esperanças... apreço
E... felizes caminhadas!!

17/01/2010

03.
AO J.JOTA
Esther Rogessi
 
Aqui há pouco cheguei...
Namorei,  me apaixonei,
Meu  poetar ancorei !
 
Sei ser este o meu lugar
Entre versos e prosas
Homenageio o  J. JOTA!
 
O ‘Presidente de Honra’ CAPPAZ
 
De alma poética, sensível e tenaz!
 
EstherRogessi.Confreira Seccional /Recife /PE.
Indriso:AO J.JOTA
19/01/2010.
 
04.
POETA J.JOTA
(ACRÓSTICO)
Esther Rogessi

Poeta de alma sensível
Orgulho não traz no peito
Estimo-o e tenho apreço...
Traduzo meu sentimento:
Amo-te J. Jota, não conhecer-te, lamento...

Jota e Jota tem o seu nome...
Jota por certo é CAPPAZ...!
Oliveira Gonçalves seu sobrenome...
Toda a confraria te homenageia neste dia!...
Aqui deixo uma parte, compartilho da bela arte!


EstherRogessi.Confreira Seccional /Recife /PE.
Acróstico: POETA  J.JOTA .
19/01/2010.

 
05.
AO AMIGO JJ
Kedma O’liver
 
Falar do amigo J.J.
Pode supérfluo parecer
Por ser alguém muito simples
De fácil conviver
Embora o conheça pouco
Apenas por raros contatos
Conseguiu minha admiração
E meu carinho, isso é fato
Sendo o poeta que é
Receio dá de escrever
Homenageá-lo com versos
Desacato pode parecer
Mas como sei que ele é
Um elegante cavalheiro
Coloco esses versinhos
Como se fosse primeiro
Desejo a ele saúde
Paz e satisfação
Que continue sempre
A nos causar emoção
Com seus sonetos
Muito belos e sensuais
E que seu poetar
Não acabe jamais.
 
 
06.
ALMA DE CRIANÇA...
Marco A. Amado
 
Os dias passam...as horas, minutos, meses
e anos voam como as aves em busca de seus ninhos
Neste entremeio, são muitos os momentos...
Em nossos caminhos: de alegrias e ilusões...
Há também os desenganos...
E as compensações...
Tem as desventuras e as aventuras...
A lágrima e o sorriso...
 
São tantos passos que damos
Que às vezes nos sentimos em desalinho!
A maturidade totalmente presente
Leva-nos  a momentos de contestação...
 
Mas em alma de criança.
Existe sempre espaço...
Para a esperança...
 
É mais um ano na vida de devaneador
Que nunca deixou extinguir a chama
Acesa em seu coração de poeta sonhador!
 
Ocram 17/01/10
 
 
07.
Parabéns, JJota!

Alma poesia
Palavras coração
Esperança alegria
Versos oração

Sidney Santos
 
 
08.
JJota
Sílvia Silva Benedetti

De PAPA PRÊMIOS chamado,
Este menino é demais!
No versejar, renomado...
Faz a CAPPAZ, crescer mais.
 
 
09.
Quem chorará por ti quando morreres?
Marina Martinez

Certamente não serei eu, poeta.
Lágrimas não negarão tua morte
ou darão às flores outra sorte.

Quem chorará por ti quando morreres
certamente não serei eu, amigo.
Não necessitarás do meu pranto,
pois terás cumprido tua meta:
manter tua poesia viva.

Quem sabe escape uma lágrima furtiva
ao reler algum verso antigo.
Afinal, terás cumprido teu norte
e tudo na vida tem fim.

Mas podes crer, poetamigo,
não precisas que chorem por ti:
quem fica é quem mais sofre,
por isso, só chorarei por mim.

 
 10.
FELIZ ANIVERSÁRIO
Ana da Cruz

Hoje é seu aniversário!...
Deve ser lembrado, comemorado, brindado...
pois o mundo ficou um lugar melhor com sua presença.
Eu lhe desejo tudo de bom e algo mais.
Que suas amizades sejam verdadeiras e multipliquem-se.
Que muitas alegrias e vitórias lhe acompanhem.
Que se houver derrotas,
elas sejam apenas degraus para uma vitória maior.
Que as lágrimas sejam poucas,
e, quando surgirem, sejam compartilhadas,
pois há que surgir sempre uma palavra amiga
e um abraço que lhe agasalhe.
Que o carinho esteja sempre presente no seu convívio.
Que Deus, com sua mão estendida, ampare sua cria.
Que a inveja ou o desamor,
não sejam obstáculos no seu crescimento,
pois tem a sua verdade acima de toda pequenez.
Que, nas desavenças, a compreensão suscite o perdão,
tornando o seu coração mais leve das amarguras.
Que o amor pelo próximo esteja ao seu redor,
como próximo que é para quem e de quem lhe cerca.
Que, no dia de hoje, sua jornada esteja repleta de flores.
Que nossa amizade seja sincera e duradoura.
São tantas coisas... que é difícil falar.
Posso dizer, obrigado por você existir em minha vida,
como um presente surpreendente
que a gente ganha assim, de repente...
Eu quero ser também, para você, um presente,
muito além de qualquer presente que eu possa lhe dar.

 
 
11.
PARABÉNS POETA
Fernando Alberto Salinas Couto

Iremos buscar no seu recanto,
com o carinho de um franciscano,
assim como fará Francisco, o santo,
pelo nobre poeta que faz mais um ano.

Amigo das artes e dos animais,
ele é sempre exemplo e lição
de como alcançarmos nossos anais,
com o coração e inspiração.

Nesta linda festa, a natureza,
realiza essa fascinante proeza,
ao unir todas as nossas almas...

no momento em que amor cresce
em torno daquele que enternece
nossas vidas com os seus lindos poemas.

SP – 23/01/10
Fernando Alberto Salinas Couto

Parabéns nobre poeta e digníssimo Presidente. Que esta confraternização se repetita por muitos anos, sempre com vossa boa saúde, Paz, inspiração e muita felicidade. Obrigado por mais um ano de existência em nossas vidas !!!

12.
HOMENAGEM AO JOTA JOTA
Carlos Reinaldo de Souza

O nome do poeta é João José,
para nós, "Jota Jota", um Poeta.
Seus sonetos são dignos de fé,
um Poeta "Cappaz", ele é um Esteta.

Seu lindo verso flui como a maré,
mensagem que sai d'alma, mui correta.
Tem ritmo de um passo de balé,
do amor que leva à paz e se completa.

A sua inspiração é rica e bela,
alcança o limiar da perfeição:
obra de arte, beleza então revela.

E seu soneto, lírico e autêntico,
revela toda a essência e o coração
de um Poeta sensível e romântico !

13.
A VOCÊ, "J-JOTA"!
Humberto Rodrigues Neto

Muitos são, cujo dia de aniversário,
esquecemos de por no calendário
pra lhes dar nem que seja simples nota.
Mas não lembrar seria um heresia
justo do dia em que aniversaria
um grande amigo como o Jota-jota!

Alheio aos raros dotes de poeta,
um mínimo sequer de orgulho afeta
e humildes sempre são suas atitudes.
Que Deus bem longos anos lhe reserve
com boa saúde e n'alma lhe conserve
indefinidamente as suas virtudes!

Que hoje do céu ele receba as graças,
que borbulhe o champanhe em nossas taças,
desejando-lhe opíparo fadário!
Amigos como o "Jota" poucos temos,
então é natural que lhe auguremos
um grandioso e feliz aniversário!

Carinhosamente,

Humberto.

14.
Estro de amizade
Ana Teresinha Drumond Machado
Ao amigo JJota

“As palavras de amizade e conforto podem ser curtas, mas o seu eco é infindável”.
(Madre Teresa de Calcutá)

Complexa a missão de versejar ao nobre amigo,
visto o raio de saber , como de tua nobreza.
Simples se torna falar de JJota, já que é falar de Assis.
Pelo belo, aprender foi o que contigo quis.

Há milhas tu encontras! E te digo com firmeza:
és (mais) um dos mestres do viver e da singeleza ...
por irradiares a paz... o total amor e a desambição,
que fazem o ser humanizar-se. E a atenção,

dos animais às nobres artes , termos compromisso.
Jota – tu és a pianíssima canção bucólica
que o vento (dos pampas) com força eólica
cobre, estende, semeia , dá cor e por isso

nos curvamos, como girassóis, com ardor
a este poeta que nos enche de susto, alegria e amor.
Hoje, ao abraçar-te (receba) o carinho especial,
pois tu sabes o tanto que te amamos , afinal.

Quisera trazer-te versos... ah... os mais lindos!
De dentro de mim angariados, mas enfim,
dou-te palavras apenas (palavras) nestes versos findos,
advindos de um coração em tom de carmim.

15.
FELIZ ANIVERSÁRIO, JOTAJOTA!
Cida Micossi

JotaJota nosso irmão,
Presidente de Honra da CAPPAZ
Um poço de inspiração
Aniversário hoje ele faz.

Uma vida dedicada
Aos irmãos e aos animais
Cultiva a fraternidade
E trabalha pela Paz

Um poeta de “mão cheia”
A lira é sua companheira
“Fábrica de fazer sonetos”
A poesia é sua bandeira

Na minha simplicidade
Venho a ele desejar
Que seja muito feliz
E tenha saúde ímpar

Cida Micossi, Santos, janeiro 2010

16.
JOTA. JOTA. SALVE, SALVE!
Sérgio Martins Pandolfo


Nosso mago Presidente
Honorário - e honorável,
nos brinda, diariamente,
com sua lira amorável.

São poesias rimadas,
também com métrica e ritmo,
preciosas gemas lavradas
que mexem com nosso imo.

Poemas de Amor e Paz,
de profundo sentimento,
não fosse ele um Cappaz
do mais soberbo talento!

Dos austrais pagos gaúchos,
em que lhe chantaram o umbigo,
regala este “paraúcho”,
que louva seu gesto amigo!

Seus sonetos são preciosos,
irretorquíveis, perfeitos!
Que degustamos... maviosos,
estremes e escorreitos!

Ao ensejo de seu niver,
por todos nós festejado,
vimos toar, a retriever,
mil loas a seu legado!

17.
SONHAR...
Meimei Corrêa

Sonhar... Eis que o jardim da ilusão se enche de cores. As flores vão se abrindo regadas pela esperança contida em cada coração. As pálpebras descerradas ocultam o mundo mágico que se mostra diante dos olhos da alma; e é lá que nos perdemos entre risos de anjos e danças ao som do vento.
Sonhar... Eis que o corpo descansa, enquanto o espírito mergulha nas águas que o tempo não consome. E nos deixamos ir pelo espaço que os olhos físicos não alcançam, nos envolvendo na plenitude infinita da Obra Maior. E nos sentimos livres, conduzidos pela suavidade e leveza que somente as mãos do Senhor podem proporcionar.
Sonhar... É encontrar o céu aberto às inspirações da alma, no momento em que os arroubos do coração já não mais cabem dentro do peito. Os sonhos são passarelas que nos conduzem a estradas inalcançáveis pelos nossos pés, a lugares intocáveis pelas nossas mãos, quanto então nos é permitido viver o que a realidade nos impede.
Sonhar... É permitir que os pensamentos reprimidos se soltem como as aves que bailam entre as nuvens no céu; é despertar sentimentos adormecidos; é afagar sensações que desabrocham no íntimo de cada ser.
Sonhar... Ah!... Na tela dos sonhos, são incontáveis as imagens refletidas; são inexplicáveis as emoções deixadas. Assim, gostaríamos de não mais acordar para o mundo real; viveríamos a sonhar... Sonhar... Somente sonhar... Mas... Se não nos fosse dado o privilégio da vida, talvez não tivéssemos motivos para sonhar; motivos estes que servem de alimento para que os sonhos se manifestem.
Sonhar... As ilusões invadem o sono, caminham pela madrugada e se aconchegam no leito das estrelas que brilham no firmamento. Lá, onde a solidão se torna companhia; o silêncio se converte em música suave; o desespero se acalma; as tristezas se alegram e o pranto se derrama em forma de luz.
Sonhar... Eis que surge o ciclo: acordar, viver, dormir e acordar novamente para a vida além da vida, para a vida além da morte, para a vida além de tudo... Além de tudo... Além de tudo...

Feliz aniversário JJota

18.
MENSAGEM
Luciana Tannus de Andrade

Veja o tempo como um grande aliado
Ele vem de mansinho, todo ano te acrescenta uma idade!
Ele é tão certo, preciso, que nunca chega cedo ou tarde
Mas sempre no dia exato
Ele te traz realizações, e quando não, ainda te dá mais tempo para realizá-las
O tempo é o nosso velho e fiel aliado
O companheiro inseparável
Aquele, que ao longo de nossa existência
nos mostra que para tudo na vida
há um tempo certo para tudo acontecer....

Ao nosso Presidente CAPPAZ - JJota
Parabéns e felicidades

Luciana Tannus de Andrade
Aracaju/SE

19.
Ao amigo JJota
Paulo Rodrigues

A aurora da minha sina desconhece sua face:
Conquistada do tempo
Sofrida da labuta
Alegre da vida
Sorridente dos sonetos singulares.

Mas meus versos simples são para ti
Uma saudação virtual.
Marcante talvez
Ou esquecida na gaveta das recordações
Até quando a dama negra nos requistar ao seu lado
Na dança da vida.

Eles correm aos ventos
Às serenas brumas e aos luares de beija-flores famintos
Passeam na asa de uma doce borboleta
E se encantam no sorriso inocente da criança
Brincando feliz na fronte de águas cristalinas da praça da minha doce infância
E não se cansam de cavalgar nos decassilabos do Vinicius.

E se eu insisto em questionar tamanha euforia
Simplesmente sorriem...
Sorriem...sorriem.
Sorriem docemente
Nessa homenagem ao Amigo Virtual JJota.

25/01/2010

Paulo Rodrigues - Sorocaba - São Paulo

20.
Seu aniversário, nosso é o presente.
 (Para JJota Poeta)

Cada ano que vivemos,
É motivo de alegria,
Afinal, o que somos,
Além do nosso dia a dia?

Cada momento, cada segundo
Conta inteira a nossa história,
Somos o nosso próprio mundo
E nos levamos em nossa memória.

Nessa viagem de eterno aprendizado,
São muitos os companheiros que nos levam,
Alguns viajam pertinho, ao nosso lado,
Outros afastados, nem sempre se aproximam.

Mas cada um deixa um pouco de si,
Levando um pouco de nós,
E sempre será um verdadeiro frenesi,
Essa experiência de não vivermos sós.

Alguns são almas perfumadas,
Que espalham sua essência pelo ar.
JJota é uma dessas almas afortunadas,
Traz leveza e paz por onde ele passar.

Seu aniversário é nosso presente,
Por estamos ao seu lado mais um ano.
Amizade é um sentimento inerente,
Que burila e aperfeiçoa nosso lado humano.

Feliz Aniversário, querido amigo e poeta,
Que seus dias sejam paz e muito amor.
E possamos fazer parte da festa,
Com pequenos versos de raro esplendor.

Akasha De Lioncourt – 25/01/2010

21.
JJota

O poeta retrata em seus versos,
A luz divina.
pressenti...
respira através da alma.
Jjota sensibiliza e encanta,
valoriza o amor,
transmite a paz.

José Maria de Jesus Raimundo Silva

22.
Quando o poeta morrer
Odilon Machado de Lourenço

Ao caro J. J. Gonçalves

Passarei a eternidade psicografando línguas mortas
Escrevendo linhas mortas
Amando...
Buscando o puro amor da palavra
E depois de tudo ao chegar minha morte
Não querer ser perdoado de nada.

23.
JJOTA GONÇALVES
Marly Feliciano Tamani


Juntando carinho, afeto e solidariedade
Jota oferece inteiramente aos animais,
Olhos de pai cuidando de sua felicidade
Total atenção não lhes faltarão jamais,
Anjo dos animais, você é só afetividade

Gorgeio dos pássaros em suas poesias,
Olhos de lince à descrever as mulheres
Navega com os golfinhos nas maresias
Caminha com os passos de teu felino
Amigo de branca alma de pombo da paz
Lealdade fiel de um cão de guarda.
Venho aqui trazer o meu abraço fraterno
E irrestrita amizade no teu aniversário,
Saúde, paz e felicidade é o teu fadário.

24.
JJOTA
Rosângela da Silveira Coelho

Fazer versos em sua homenagem
para mim é quase impossível
Você é o mestre dos sonetos
e eu, somente improviso.

Conhecê-lo pessoalmente
Foi um sonho realizado
espero encontrá-lo novamente
e dar-lhe um abraço apertado.

Ofereço esses singelos versos
a você meu grande amigo
Desejando sempre muito sucesso
E a felicidade sempre contigo.

Curitiba (PR), 26/01/2010 - 12h21min.

25.
JJ... O POETA DA PAZ...
Eloisa Antunes Maciel

Poeta iluminado pela luz divina,
Expressa nos seus versos puros sentimentos...
E com sua verve pura uma lição ensina:
A poesia é a lira a superar tormentos...

Verseja sobre a vida e adversidades,
E à vida entoa um hino pleno de louvor...
E canta seus pesares - e também saudades,
Revela a plenitude da palavra Amor...

E para seus amigos faz-se o companheiro,
Amigo dedicado que, por verdadeiro,
Partilha suas tristezas e a melancolia...

E ao suavizar da vida seus cometimentos,
Tende a afastar os medos e os ressentimentos,
E a celebrar a paz com a sua Poesia...

Santa Maria, 26/01/2010

26.
FELIZ ANIVERSÁRIO
Acróstico-festivo para
JJOTA / CAPPAZ,
Por Sílvia Araújo Motta


F-Fazer anos é brindar o viver
E-Em sintonia com o Pai-Criador:
L-Limite humano para agradecer
I-Inesgotável fonte de paz, amor e
Z-Zelo com cada filho ao nascer!

A-Aniversário é data de alegria!
N-Nos recônditos, a alma, em verdade
I-Irradia a pauta perfeita da sinfonia:
V-Vale a pena viver! Felicidade
E-É valorizar o momento vivido,
R-Realizar com prazer, de modo diverso
S-Sonhos em busca de algo querido,
Á-Ao observar a natureza e o universo,
R-Razões para fazer um verso e abraçar...
I-Irmanados, agora, queremos cantar
O-O PARABÉNS A VOCÊ, hoje e sempre:

“PARABÉNS A VOCÊ
NESTA DATA QUERIDA,
MUITA FELICIDADE
MUITOS ANOS DE VIDA”

27.
Ao Poeta JJota
Daniel Brasil

Vinte e sete de janeiro
Nasceu um poeta verdadeiro
Lá nas plagas de Bagé
É meu amigo de fé
O JJota Oliveira
Da rainha da fronteira
Pra o Rio Grande inteiro
Mostra que é hospitaleiro
Guapo de raça guerreira.

Mestre em Comunicação Social
Cursou Letras na capital
Também fez Jornalismo
Fascinado pelo xamanismo
E por São Francisco de Assis
A Terra é mãe e matriz
Para esse poeta e prosador
faz tudo com muito amor
E sabe bem o que diz

Ensaísta palestrante
Dentro do peito um diamante
Um coração bondoso por demais
irmão dos amigos animais
Disto temos certeza
Filho da mãe natureza
Professor de português e literatura
Um homem de postura
Sempre mostrando firmeza

Parabéns pelo teu aniversário
Nosso poeta extraordinário
Que nasceu para escrever
Teus poemas devemos ler
Porque nos passa ensinamentos
Com dádivas e argumentos
Abraçamos-te neste dia
Com os anjos do firmamento

Porto Alegre 26/01/2010

28.
A um Poeta
Pablo Silveira

Cadência pura de menestrel,
ouço a lira sua tocar
no verso perfeito impregnado
de perfume campesino,
onde a alma é refém
dos verdes ramos: a Poesia.

Soneto: pouco se tem
para muito se dizer.
Os Mestres falam pouco
pelas palavras envergadas
no coração de palha,
onde a chama da eloquência
crepita na veia do Poeta.

Meu poeta, meu irmão
amigo és da natureza:
mar, terra e pássaros;
escravo és da emoção:
paixões, musas e saudades.
Tudo isso é Poesia,
quando se tem nos ombros
o doce fardo da Maestria.

Meu poeta, meu irmão
hoje, a ti escrevo
aquém de teus versos,
mas além de meu coração.

Professor Poeta, parabéns,
pois escreves como ninguém.
 

 

 

 
SELO DE PARTICIPAÇÃO

Pegue seu selo de participação na 12ª Ciranda Especial Cappaz, clicando com o botão direto do mouse e em salvar como.

 
 

 

 

 





|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

 

 

Arte e Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados