6ª CIRANDA MENSAL CAPPAZ



Introdução

O Amor é tudo!

Essa frase, todavia, não é plágio da famosa e bela canção inglesa, (Love is All), cantada pelo tenor inglês Malcon Roberts. Não. É uma frase de meu inesquecível Mestre - Prof. Frederico Petrucci, que lecionava Português e Literatura para minha Turma 301 - do Curso Científico, no então Colégio Estadual de Bagé, em dezembro de 1963. Naqueles verdes dias, feitos de alegria e ansiedade, nosso sábio e fraterno Professor - em período seu - se irmanava à turma, também dando sugestões para o lema que constaria de nossos convites de formatura. E foi nesse diapasão que, se o lema não foi exatamente esse, foi outro que o mesmo Mestre sugeriu: Nada senão o amor! Debatemos muito. Afinal, havia tantas outras sugestões... E alguns se destacavam pela força da própria expressão: clara, direta, de efeito... Todavia, com nosso sábio e fraterno Mestre, descobrimos a Beleza, a Profundidade, enfim, a Verdade contida em tão singelas (?) palavras! Pela mão bondosa e experiente do nosso professor de Português e Literatura, mergulhamos nas profundezas das Águas da Vida, de nós mesmos - e descobrimos a Pérola desse pensamento... sem machucar a Ostra que desvelava sua jóia - velada e filosófica! - para nós: aprendizes em busca da Luz do Espírito!
Pois bem... Nesta 6ª Ciranda CAPPAZ "Amor na Paz, Fraternidade e Natureza" creio que aquele lema, vindo lá de fins de 1963, se insere - perfeitamente! - no contexto da temática aqui apresentada.
Afinal:
Como construir a Paz sem o Amor?
Como falar em Fraternidade sem o Amor?
Como respeitar a Natureza sem o Amor?
Caros Confrades, Caras Confreiras:
Nada senão o Amor! Sempre! No dia-a-dia. Em nossos corações. Em nossas ações. Mesmo e, principalmente, em nosso pensamento - eis que o pensamento trai...
Nestes Tempos de Natal, sejamos, como sempre fomos, cirandeiros a semear canções de ninar a embalar - cuidadosamente! - o Amor. Eis que somente ele pode nos proporcionar Paz... Eis que só ele pode nos fazer, efetivamente, fraternos... Eis que só ele pode nos levar a cuidar da Mãe-Natureza, dos irmãos-animais, enfim, da preservação da Vida neste encantado Planeta-Azul, onde, - com certeza! -, somos meros e mortais inquilinos de Deus!

Feliz Natal!!
Bom Ano Novo!!
J.J. Oliveira Gonçalves
Presidente CAPPAZ/Nacional
Porto Alegre, 08 de dezembro - Dia de Nossa Senhora da Conceição - 2008. 09h44min - HS

Agradecimento

Encerramos o Evento 6ª Ciranda CAPPAZ -Amor na Paz, Fraternidade e Natureza
com 27 participantes dentre eles: poetas, escritores, educadores, médico, artistas plásticos, digitais e cênicos - do Brasil e do Mundo (Portugal;França;Espanha e Peru) membros da CONFRARIA ARTISTAS E POETAS PELA PAZ - CAPPAZ.
Nesta Ciranda, estão participando novas adesões à CAPPAZ :
1.Humberto Rodrigues Neto; 2. Pablo Silveira; 3. Manuel Luis Pereira Feliciano.
Registramos os nossos agradecimentos a todos
os participantes pela acolhida demonstrada.

Nosso agradecimento especial à amiga Ilka Vieira
criadora da arte na Ciranda.

Joyce Lima Krischke
Coordenadora da 6ª Ciranda Mensal CAPPAZ
Presidente-Fundadora - CAPPAZ

Endereço/hospedagem da Ciranda
www.cappaz.com.br

Relação dos Participantes

01 - Regina Coeli - Presidente Regional CAPPAZ-Rio de Janeiro
02 - Gloria Dávila Espinoza - Presidente CAPPAZ Núcleo Peru e Diretora de Relações
           Internacionais CAPPAZ-BR

03 - Humberto Rodrigues Neto - Vice-Presidente Seccional CAPPAZ-São Paulo/SP
04 - Marco A.Amado - Presidente Seccional CAPPAZ-Ilha do Governdor/RJ
05 - Milton J.Pantaleão - Seccional Porto Alegre/RS- Diretor Financeiro-CAPPAZ-BR
06 - BRita BRazil - Presidente Seccional CAPPAZ- Rio de Janeiro e 2ª Vice-Presidente
          CAPPAZ-BR

07 - Kedma O'liver - Diretora Cultural CAPPAZ-Seccional Santos/SP
08 - Lourival Villas-Bôas - Diretor de Literatura Regional-BR
09 - Arnaldo Agria Huss - Vice-Presidente Seccional CAPPAZ-Santos/SP
10 - Lenir Castro - Presidente CAPPAZ Seccional Niterói/RJ
11 - Sidney santos
12 - Daniel Brasil - Seccional CAPPAZ-Porto Alegre /RS - Diretor de Artes Cênicas-BR
13 - Pablo Silveira - Presidente CAPPAZ Seccional Bagé/RS
14 - Aparecida de Lourdes Micossi - Diretora Social e de Eventos-CAPPAZ-BR,
         Presidente Regional CAPPAZ/SP e Seccional Santos/SP

15 - Gladis Rodrigues Moreno - Diretora de Revisão e Edição e Presidente CAPPAZ
          Seccional Pelotas-RS

16 - Maria de Lourdes Gonçalves -Vice-Presidente CAPPAZ-Seccional Itajubá/MG
17 - Marly Feliciano Tamani - Presidente -Seccional Porto Alegre/RS
18 - Judite Krischke Sebastiany - Confreira CAPPAZ-Porto Alegre/RS
19 - Léon Lambert - Presidente CAPPAZ Núcleo França
20 - Saturnino de La Torre - Presidente CAPPAZ Núcleo Espanha
21 - Marina Martinez - Vice-Presidente no exercício da Presidência Seccional CAPPAZ
          Porto Alegre/RS

22 - Jonas Krischke Sebastiany - Presidente CAPPAZ Seccional Brusque/SC
23 - Eloisa Antunes Maciel - Presidente CAPPAZ Secional Santa Maria-RS
24 - Joyce Lima Krischke - Presidente Fundadora CAPPAZ-BR e Presidente Regional SC

25 - João José Oliveira Gonçalves - Presidente Nacional CAPPAZ

PARTICIPANTES

01.
AMOR NA PAZ, FRATERNIDADE E NATUREZA
Regina Coeli

É tempo de um abrir dos corações,
Silentes nas agruras do viver;
É tempo de deixar as emoções
Brotarem um sincero compreender...

É tempo de buscar o Amor na Paz
Dos sorrisos mirins que enfeitam praças,
Nos abraços que nunca são demais,
Porque irmanam venturas e desgraças...

É tempo de fazer do Amigo um Irmão,
E amá-lo ao fiel abrigo da Amizade;
Dispensar, a um estranho, atenção,
Porque isso é que é Fraternidade!

É tempo de escutar a Natureza,
Chorando cada chaga e ferida
Que o homem causa, alheio à certeza
Que ela é escora a sustentar a Vida!

É tempo de rever, de repensar,
Mudar a si, para mudar o mundo,
Interpretar o Amor, e a ele amar,
Sentindo que ele habita o eu profundo.

Amar a Vida, um Bem, a nós, comum,
Imenso no esplendor da sua glória;
Amar, sem preconceito, cada um,
E construir, quem sabe, nova história?...

Rio

02.
AMOR, PAZ, FRATERNIDADE y NATURALEZA
Gloria Dávila Espinoza

¿Amor…?
Dulce sonido ay…Tienes
se hacen ritmos entre mis vísceras
y fluyen cadenciosas
y caminan y aletean
al ritmo de un colibrí
y se convierte en fuego y
surca los andes
prados, lagos y junglas
y llegan a la vida
pincelando sus auroras
después de tanto magma en mar.

¿Paz…?
Mucha lluvia bajo el agua
mucho hierro en su torrente
es tibio y duro a la vez
son solo tres letras p. a. z
p, porque no hay más que decir
a, que es amar es su transitar
z, que es su zigzagueando el elixir de vida
que nos lega sintiendo
llegar como alfombra a los pies
agotados de tanto andar.

¿Fraternidad…?
Entre mis manos un color escurre
y hoy es arco iris
cantando a mis oídos
que eso es fraternidad

¿Naturaleza…?
Madre que emerges
del nirvana
del averno
para darnos de beber
tu néctar en baro y sal
en luz y cáliz
y sacramentos de vida

Porque soy mortal
te imploro...
Sé mi amor en la paz
mi fraternidad en la vida
y mi naturaleza misma hasta el siempre jamás.

Huanuco, 9 de diciembre de 2009
© Gloria Dávila Espinoza

03.
AMOR NA PAZ, FRATERNIDADE E NATUREZA.
Humberto Rodrigues Neto

Buscar a paz de modo pertinaz
é uma atitude de cristão louvor,
pra que possamos transformar a paz
no mais belo sinônimo do amor!

Pra que se usar o fogo da metralha,
se a guerra que assassina multidões
não se vence nos campos de batalha,
mas no acordo de mútuas concessões?

Mas paz não é somente a fatuidade
da calma de um planeta infenso à guerra;
faz-se preciso que a fraternidade
abranja todos os rincões da Terra!

Se o bloco de nações de mais pujança
reduzir o armamento que consome,
não faltará agasalho a uma criança,
nem um prato de sopa a quem tem fome!

Só amor na paz e na fraternidade
não sana os nossos males totalmente;
faz-se mister que toda a Humanidade
preserve a qualquer custo o meio-ambiente!

Que cada rio, floresta ou oceano
não mais suporte as agressões de agora;
que o ar poluto não mais cause dano
à multiplicação da fauna e flora.

Se os povos todos, num elã fraterno,
deixarem das paixões que inda os consomem,
é bem possível volte, o Pai Eterno,
a acreditar na sensatez do Homem!

São Paulo

04.
NATAL!... AMOR, FRATERNIDADE E PAZ...
Marco A.Amado

Oh!... Grande Arquiteto do Universo
Que este Natal: Data festiva no Mundo Inteiro...
Onde os sinos dobram, festejando o nascimento de vosso filho
Seja um momento de grande reflexão
Para todos os seres humanos...
Que eles venham a conhecer a verdadeira fraternidade
E absorvam o conhecimento adormecido em vossas mentes
Redescobrindo na natureza a força de seus ensinamentos!
Onde a simplicidade e a Harmonia vigoram...
E a Esperança é constante...
Oh!... Grande Arquiteto do Universo
Desejo que os seres humanos aprendam a usar a Fraternidade!
Não somente nos momentos de tormentos...
Mas diariamente demonstrando que as dores e sofrimentos
Podem ser amenizados por simples afago...
Um carinho mais pungente...
Oh!... Grande Arquiteto do Universo
Desejo que nós possamos realmente compreender
A palavra mais usada no mundo: AMOR!
Que ela não seja ultrajada... Nem cuspida...
Mas que venha realmente da alma e coração
Que este AMOR... possa curar as feridas!
Cicatrizar as mágoas!
Que extinga a Solidão...
Ensine-nos sobre a verdadeira Fé...
O valor da verdadeira Amizade... Da resignação...
Apague dos corações a vaidade...
A cobiça...
A covardia...
Oh!... Grande Arquiteto do Universo.
Façais que sejamos mais humildes...
E venhamos a usufruir de Seus ensinamentos:
Para um Mundo mais perfeito...
Onde a união de FRATERNIDADE e do AMOR...
Possam mostrar o caminho de uma Nova Era
Com maior respeito e interação à NATUREZA
Para que venhamos a usufruir da tão ansiada e desejada PAZ
Oh!... Grande Arquiteto do Universo
Que este Natal seja iluminado... E que o ser humano
Venha refletir realmente o valor de seu Criador...
(Ocram 12/12/08)

Ilha do Governador/RJ

05.
AMOR
NA PAZ, NA FRATERNIDADE, NA NATUREZA
Milton J. Pantaleão

Amor? Que Amor?
Existe palavra mais eclética do que Amor?
Qual a exata definição para o Amor?
Amor filial? Amor carnal?
Amor da filial?
Amor às plantas? À Natureza?
Ao Próximo? Isso é Fraternidade?
Fraternidade vem de irmãos?
Que irmãos? Caim e Abel?
Ou Irmãos Metralhas?
Quem ama a Paz? Quem odeia a Guerra?
Por que estamos sempre em Guerra?
Por Amor à Paz?
Quando os Poetas ensinarão a Paz ao próximo?
E a si mesmos?

Porto Alegre/RS

06.
DISPAREI
BRita BRazil

Temos que cortar as árvores para pormos nós,
menos nós, de menos redes. São menos pássaros, são menos cheiros, menos verdes.
Nosso alimento, quando frutas, somos árvores
quando vegetal, somos plantas
mas quando gado, somos fogo queimando floresta,
somos vazios, somos pasto.

Somos aço, somos ferro, somos prédios, todos grudados.
Somos conjugados, cubículos, corredores, elevadores.
Somos postes, somos fios de alta tensão
somos muros, arames farpados
somos canos, somos carros
coisas fúteis, inúteis
somos lixos, carbonos
desperdícios.
Somos a conseqüência do raciocínio ilógico.

Somos a propaganda enganosa
somos omissão às crianças,
pois à elas não é dito, como tudo vendido destrói.
À elas está escondido, mantido, velado,
secreto, contido, ignorado
o que gera poluição;
é "peneirado", é manipulação.

A Economia gasta fortunas em sonhos fantásticos,
ilusionismo.
A realidade atrai os cientistas
mais é menosprezada pelos consumistas.
Cadê o projeto pro mundo?
Ele é privado, comprado.
Os Governos trabalham pra poucos
somos empresas, somos números de identificação
protocolados a todo instante.
Sem registro, não se é cidadão.
Prisão.

Somos coisas, somos datas,
somos inauguração.

O Homem, ainda está pra nascer.
Mas isto, vai depender de uma milagrosa transformação.
Definindo-se que milagre, é uma profunda vontade humana
de modificação,
em Ação!

BRita BRazil, 13 dezembro 2008.
Rio

07.
AMOR NA PAZ, FRATERNIDADE E NATUREZA.
Kedma O'liver - anjo KM

Como falar de amor
E não pensar em paz?
Ele é que nos fortalece
E nos faz capaz
De sermos unidos
Como os nossos irmãos.
Não podemos falar paz,
Nem de fraternidade,
Se não soubermos amar
E respeitar de verdade.
Se vivermos a fraternidade
Com pureza de coração,
Respeitaremos a natureza
E também ao nosso irmão.
Só respeita a natureza
Quem tem consciência
Que o amor é dom divino;
A paz vem como conseqüência.

08.
AMOR NA PAZ, FRATERNIDADE E NATUREZA
Lourival Villas-Bôas

Com Paz e Amor, com Amor e Paz,
Com muito amor tudo se faz.
De qualquer jeito em qualquer idade,
Sai tudo perfeito com Fraternidade.
Afirmo, asseguro com toda a certeza.
Pensamento puro: Viva a Natureza!

Porto Alegre/RS

09.
MINHA MENSAGEM DE NATAL
Arnaldo Agria Huss

Toda vez que relembramos o nascimento de Jesus,
reverenciamos a vida, cremos na presença de Deus e
admiramos o mistério do amor do Pai por toda a criação.
Nosso desafio é saber cuidar da vida na Terra
e cultivar a Paz em todo o Universo.
Desejo-lhe um Natal de Amor e Paz,
um 2009 com Fé, Esperança e Saúde, e que sejamos, juntos,
artífices de um mundo de justiça e solidariedade.

Santos/SP

10.
AMOR NA PAZ, FRATERNIDADE E NATUREZA
Lenir Castro

Falar em paz, praticar a paz,
Agir com o diferente em fraternidade,
É o que praticamos? Será?
É o que olvidamos?

Assistimos a uma paz exangüe,
A uma natureza morta, rota,
Desequilibrada, embaçada,
Bifurcada em pranto...

A fraternidade como anfitriã de
Outrora está obstruída
Pela própria mão do homem,
Um predador de afã...

Sangra a natureza na dureza
Crua do seu suposto protetor.
Sangra a fraternidade no olhar
Indiferente de um homem em dor...

Onde está a partilha, a paz tão
Esperada? Onde o canto do sabiá
Que este homem com passos tão
Apressados, não pára para escutar?

Um reinício é preciso.
Que possamos refazer o caminho
Dando ao outro e a nós a oportunidade
Necessária para o aprimoramento,
Para o discernimento...

Enredados na CIRANDA DA FRATERNIDADE,
Afagados pela mão do amor que faz nascer...
Constituídos na soberania
Necessária e na redenção do dever ser...

NITERÓI/RJ
18.DEZ.2008

11.
LIÇÃO
Sidney Santos

Beijo da minha amada, mel de doce sabor
Olhos de muito brilho com o desenho do amor
Colo de rara beleza
Fruto da mãe natureza

Abraços da minha amada, toda força e calor
Suas firmes palavras, todas de muito valor
Coração de forte chama
Flama viva de quem ama

Corpo da minha amada, folha de porte fino
Caderno do homem - menino
Riscando versos de alegria
Vivendo amor e poesia

12.
QUATRO PALAVRAS DE GRANDEZA
Daniel Brasil

A nossa mãe natureza
De tudo ela é capaz
O sopro da vida nos traz
Com sua capacidade
No amor e fraternidade
Um lindo canto de paz!

Amor na paz
Fraternidade e natureza
Quatro palavras de grandeza
Cada qual com seu esplendor
Da natureza sou defensor
Sem elas a vida é incerteza!

Para conquistar a paz
Às vezes, há truculência
Mas sem perder a paciência
Amor e fraternidade
Encontra a paz de verdade
Com a natureza na consciência!

Porto Alegre/RS

13.
SE O HOMEM...
Pablo Silveira

Se o homem espalhasse sementes de amor,
Se o homem apanhasse um trigo de paz,
Se o homem acolhesse a vida com fervor,
Se o homem cedesse à natureza um beijo lilás.

Se o homem abrisse seu coração em nuvens,
Se o homem visse sua alma em um espelho,
Se o homem retirasse de sua reflexão ferrugens,
Se o homem ouvisse da fraternidade um conselho.

Se o homem deixasse de viver um deixar,
Se o homem quisesse da paz um querer,
Se o homem realizasse da utopia um realizar.

Se o homem unisse as mãos com fitas de esperança,
Se o homem quebrasse as mágoas rijas d´ofender,
Se o homem tivesse a terna ilusão de uma criança!

Bagé/RS

14.
AMOR NA PAZ, FRATERNIDADE E NATUREZA
Aparecida de Lourdes Micossi

O Amor, esse sentimento tão cantado,
Sonhado, esperado, almejado,
Só de fato acontecerá
Se for sinceramente sentido
Acima de tudo, vivido.

De nada adianta: “Eu te amo”
Se os atos por si, falarem
De desrespeito e falta de consideração
Porque aquele que ama
O faz sem restrições:
Assim a Paz passa a reinar
Em todos os corações.

Praticando a Fraternidade
Compartilhando com os irmãos:
Liberdade e Igualdade.
Repassando Amor e Fraternidade
À nossa Mãe-Natureza
Teremos com Ela, então
Respeito, consideração.
Receberemos em troca
O ar puro, o solo fértil,
A garantia do Pão!

20/12/2008

15.
SONETO DE NATAL
Gladis Rodrigues Moreno

Tempo de Natal, tempo de Amor
De ajuda ao próximo, nosso irmão,
Viver com humildade e sabedoria
Ser feliz pelos caminhos do coração.

Jesus veio trazer a Paz na Terra,
Acendendo a chama da Fraternidade
Dias melhores para os seus filhos,
Serenidade, harmonia, felicidade.

Bem-Vindo Jesus, pai da Humildade,
Daí-nos inteligência para a reflexão
Iluminando-nos na Fé da hospitalidade

Que a Paz verdadeira e esperada,
Venha Contigo ao mundo salvar
A esperança de toda a humanidade.

16.
NOITE DE PAZ
Maria de Lourdes Maia Gonçalves

Oh, Santo Menino nascido em Belém!
Venho, nesta noite gloriosa,
ajoelhar-me a Teus pés,
agradecer-Te e louvar-Te!

O sorriso que brilha em Teu pequeno e gracioso rosto,
inspira-me a cantar, mesmo que em pensamento,
uma canção em que possa Te falar
da ternura que encontro em Teu olhar;
Tua maneira absoluta de amar,
e a Tua generosidade em conceder-nos o perdão.

Agradeço-Te, oh, Deus Menino, pela vida,
plena de graças contínuas a nos guiar os passos!

Agradeço-Te pela luz e pelo brilho da estrela
que colocaste no coração do homem sob as bênçãos do amor.
Em nome desse mesmo amor nos fez irmãos
E com a fraternidade nos presenteaste!

Agradeço-te as belas roseiras que fizeste florescer em meu caminho.
As rosas, o doce aroma e até mesmo os espinhos...
As montanhas que me convidam a olhar para o alto;
A melodiosa e mansa brisa que canta ao meu ouvido,
O gotejar da chuva a derramar bênçãos dos céus!

Agradeço-Te, ainda, oh, Divino Menino,
pelo exemplo de simplicidade e pureza que deixaste ao mundo.
Por nos ensinar a mais bela verdade:
Onde existe o amor, existe a paz!
E é isso de que se precisa para ser feliz a humanidade:
Permanecermos iluminados pela estrela de Belém,
e inspirados pelo Teu sorriso em forma de canção!

– Cappaz – Itajubá - MG

17.
UM MUNDO DIFERENTE
Marly Feliciano Tamani

Em meus sonhos sempre o vejo
um mundo diferente no interior deste mundo louco
em que todos vagamos...
um mundo de paz em algum lugar neste mundo de
medo e de rancor.

entre esta terra de desespero e de fome,
uma nova terra de amor...
tudo é paz,
tudo é harmonia,

as pessoas não esquecem de suas próprias vidas,
sabem ver a beleza que existe em cada ser,
não apenas seu valor material,
sabem como é belo cada amanhecer

e como é triste o morrer do sol,
ninguém pensa em conquistar o mundo,
todos se compreendem,
todos se harmonizam, se identificam.

as pessoas não se odeiam,
não existe a desilusão,
ninguém enlouquece de desespero
como a cada dia vemos acontecer...

quantas vezes eu não procuro abandonar
a loucura deste mundo
e fugir para esse mundo diferente...quantas
e fico pensando que este mundo realmente
existe em um lugar qualquer...

e neste momento quando meu coração
se volta para a luz natalina que se aproxima mansamente...
olho ao redor e vejo com a alma...

talvez este mundo esteja aqui dentro de mim...

(21/12/08)

18.
COM AMOR CONSTRUÍMOS PAZ E FRATERNIDADE
Judite Krischke Sebastiany

Convivendo aprenderemos
A considerar o que lemos
A distinguir o que ouvimos
A decidir o que somos.

Somos amigos e irmãos
Reconhecemos nossa filiação
Vivemos a Fraternidade
Construindo laços para a Eternidade.

Iguais em dignidade
Diferentes na personalidade
Iguais em necessidades:
Natureza,
Amor,
Paz,
Fraternidade.

Porto Alegre, 20/12/2008

19.

CHEMIN-2- Léon Lambert-Sers/France

20.
CRIA
Saturnino de La Torre

ABRA O NATAL A NOVOS SONHOS
Cria vida ao teu redor,
Cria vínculos quando dás,
cria magia com teu sorriso,
cria nos outros amizade.
Confia em ti, comprometa-te
com tuas idéias,
com teu fazer.
Quando sintas que estas coisas começam de
novo a aflorar, compreenderás que conseguiste
criar dentro de ti um Natal.

Barcelona/Espanha

21.
PAZ, FRATERNIDADE, NATUREZA E AMOR
Marina Martinez

Todas estas palavras estão presentes nas mais variadas mensagens.
Para uns, são sentimentos; para outros, apenas palavras.
Não pretendo repetir o que já foi dito.
Prefiro senti-las em mim, e agradecer, a cada dia.
Que exista em mim a fraterna idade de todas elas
e que cada amanhecer contenha a essência de um viver melhor.

22.
AFINAL?
Jonas Krischke Sebastiany
(excerto)

...
Acho que sei porque estou vivo:
É a busca constante
De que seja instaurada
No cimo de nossas cabeças
Uma revolução do ser

E que os jovens cadáveres
Espalhados pelo mundo
Sejam tratados com piedade
Pela nova Era da Paz
E da dialogicidade sem metáforas.

“In” Espreitando - Rabiscos de
Jonas Krischke Sebastiany-1985

23.
AO LONGO DOS CAMINHOS...
Eloisa Antunes Maciel

Ao longo de um caminho imaginado
Vicejam flores,
Sob esplendores
De um sol que se anuncia em seu nascente...

O sol aquece um sonho acalentado...
E a sua magia
Faz-se alegria...
E uma esperança faz-se persistente...

Ao longo de um caminho desvelado
Não há perigo,
Nem inimigo,
A vida se revela complacente...
Ao longo de um caminho do passado
São revividos
Os tempos idos
Lembranças que restaram, tão somente...

E ao longo dos caminhos são perdidos
Projetos de grandeza destituídos,
Amores que findaram em despedidas...

No entanto, resta um sonho que se faz presente,
O de pensar o Amor que faz-se permanente:
O Amor que tem na Paz seu ponto de partida,
A fim de realizar-se, pura e simplesmente...
E a união Amor e Paz será reconhecida,
O Amor unido à Paz dará sentido à vida

Santa Maria/RS

24.
POETAS: PAZ E AMOR...
(Para as poetisas e os poetas da CAPPAZ)
Joyce Lima Krischke

Realmente, a força da minha vida
É viver completamente esta lida...
E, amar muito... pois a vida é boa!
Amar o amor... aquele que ressoa...

Ah, o Amor! É o combustível vital...
No mundo, penso que não há outro igual!
Sinto que neste combustível da vida
Há diversos componentes ainda...

Há você que escreve PAZ docemente,
Suas palavras me tornam sorridente!
Há o sol de dezembro, também a brilhar,
Seguido da lua em noite de luar!

Há o mar... suas ondas espelhando!
Há os poetas: Paz e Amor cantando
Não importa quando: na dor... na alegria...
Canto de Paz e Amor dia-a-dia!

Porto Alegre/dezembro-2008

25.
RIMANDO AMOR E PAZ!
J.J. Oliveira Gonçalves

Neste Sábado de Oxum em que o Sol brilha
Minh'Alma é esta menina que a Sonhar
Do Amor Universal persegue a Trilha
E um canto alvo de Paz fica a entoar!

Minh'Alma - incorrigível franciscana
Insiste a embalar esta Utopia:
Alquimizar o Ódio e a Mente Insana
Em Pura e Amorosa Energia!

Ah, o velho Amor (banido!)... A Bem-Querença
De Deus sublime Herança de nascença
Quem dera entre os homens triunfar!

Então, em sua Bondade a Natureza
Seria em seu Santuário de Beleza
A Escola do Saber e do Pazear

Porto Alegre, 20 de dezembro/2008. 10h35min - HS
jjotapoeta@yahoo.com.br  - www.jjotapoeta.art.br

Selo de Participação

O Selo de Participação na 6ª Ciranda Mensal CAPPAZ -
arte da amiga
escritora e artista digital Ilka Vieira/RJ.

Caros confrades e confreiras! A CAPPAZ entrega aos participantes da 6ª Ciranda Mensal - o selo comemorativo como lembrança de nossa roda poética. Clique com o botão direito e em salvar como, escolha a pasta e salve seu selo de participação na Ciranda.










|| Página Inicial | Voltar | Painel dos Participantes | Livro de Visitas ||

Arte Ilka Vieira
Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz