CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz

Utilize esse comando para parar
a música de fundo e os respectivos
comandos para ouvir as demais
músicas.
 

 

 

 

 

12ª CIRANDA MENSAL CAPPAZ

AMIZADE... REDUTO DE PAZ...

 

 

AGRADECIMENTOS

A CAPPAZ CON AMISTAD
Saturnino de la Torre
Barcelona. España.

Con el mayor cariño y amistad a todos los “cofrades” de CAPPAZ, mi agradecimiento y admiración por compartir vuestro sentir y pensar (sentipensar) en esta espiral creciente de la amistad. Existen familias de personas, familias de palabras y de lenguas, familias de profesionales, familias de partículas, familias de… No me cabe la menor duda de que los que compartimos los valores y sueños de CAPPAZ formamos una extraordinaria familia. Una familia cuyos valores más importantes son la armonía, la amistad, la paz, el diálogo de sentimientos y esos encuentros presenciales y virtuales que son como el abrazo, la caricia, la sonrisa, el toque de aprecio para seguir compartiendo y superando los contratiempos de la vida. Por eso celebramos el día de la amistad, porque es esa relación emocional las que nos mantiene unidos en aspiraciones e ideales.

Mi agradecimiento adelantado a cuantos se acerquen cautelosos a leer estas palabras en español. Quien lo haga será como aventurarse a navegar por el mar del “sentipensar”.

El mensaje más hondo puede venirnos de la persona, de la palabra, del poema o del momento más inesperado. Porque sólo quien está preparado y sensible para recibirlo, conecta con lo que lleva dentro. El significado y alcance de los mensajes varían con nuestro momento emocional. El pensamiento da el significado a las palabras; pero es el estado emocional, el ánimo interno, quien proporciona el alcance, el impacto, la fuerza y dirección y da sentido a la palabra leída o escuchada. El pensamiento lee, el sentimiento interpreta. Una misma página cambia su sentido dependiendo del momento que vivimos. Un poema puede tener 365 interpretaciones al año. La conciencia toma cuenta de los dos, del significado y de su sentido. Pero sabe muy bien que todo aquello que nos toca por dentro es porque vino cargado de sentimiento.

Por eso es importante celebrar y festejar a la amistad. Porque es tomar conciencia del valor de las relaciones para el desarrollo del ser humano. Porque si no compartimos sentimientos es como andar ciego, sordo y manco por la vida. Porque la amistad es como una danza circular, como arco iris de emociones y pensamientos compartidos. Las relaciones de amistad no son las de pareja ni las profesionales. Es posible transitar por la vida sin amor de pareja. ¡Cuantos matrimonios lo saben! El amor de pareja puede durar años; la amistad puede durar la vida entera. El primero se basa en al fidelidad y exclusividad; el segundo en la libertad y sensibilidad.

Es posible vivir feliz sin grandes recursos. Nada impide tener la soledad por compañera. Pero resulta difícil no caer en el abandono y autodestrucción sin una familia de referencia y una amistad con la que armonizarse emocionalmente. La amistad nos hace sentir vivos, nos hace sentir humanos, nos ayuda a superar las dificultades. La amistad nos hace crecer, confinar, disfrutar de lo bueno, compartirlos éxitos y superar las adversidades. Porque la amistad se rige por una ley universal: La satisfacción que produce el éxito, la belleza y la bondad se acrecienta al compartirse; pero la tristeza, el dolor y la angustia decrecen al compartirse a través del amor y la amistad. Por eso decimos que la amistad acrecienta las satisfacciones y reduce las penas.

La amistad se alimenta de gestos, de momentos de vida, de confidencias, de presencias y ausencias, de ayuda en momentos difíciles, de consejos, de sincera y delicada crítica, de abrir y cerrar de ojos, de llamadas inesperadas, de celebraciones y de acompañamientos tristes, de silencios prolongados en el espacio y el tiempo y de encuentros gozosos, de palabras estimulantes y de palabras para la reflexión, de discusiones y de reencuentros.

Hacer un amigo es un regalo,
Tener un amigo es un don,
Conservar un amigo es una virtud,
Ser tu amigo es un honor.

Gracias por vuestra amistad

Saturnino de la Torre
Presidente CAPPAZ – Núcleo España.

 

 

 

INTRODUÇÃO

O mês de julho é dinâmico, é esperança, é alegria, é férias de crianças... É tempo de brindar ao heroísmo do bombeiro brasileiro, à responsabilidade do engenheiro florestal, ao encantamento que nos traz a voz de um cantor, à liberdade do pensamento, à descontração dos clubes nacionais, à proteção das florestas, à primeira viagem à Lua, à criatividade do escritor, ao sucesso do comerciante, à luz que guia cada motorista, ao carinho de avó, à destreza do motociclista, à manutenção da vida que nos traz o agricultor e, finalmente, àquele que está ao nosso lado em todas as horas, alegres ou difíceis, ajudando-nos a caminhar, o Amigo e o dia internacional da amizade.
"O valor de uma amizade é algo que não está nas palavras, não está só nos gestos, não está na estrada...
O valor de uma amizade sincera, não se encontra no mar, não se encontra na terra, não está num olhar...
O valor de uma amizade... não está no brilho das estrelas, na clareza da lua nem nos raios do sol...
O valor de uma amizade... não se perde nos campos, não está no perfume das flores, tão pouco na magia das cores...
Bem... então... onde está o valor de uma amizade?
Aqui bem dentro da gente, no cofre do coração, na caixinha do tempo, no amor que eu não invento, na prece que Deus transforma a lembrança eterna do amigo..."
Eis nossa 12ª Ciranda Mensal com o tema: "AMIZADE... REDUTO DE PAZ..."
Convido-os confrades e confreiras, amigos cativos, amigos distantes, porém tão presentes em nossa existência, através da poesia, da inspiração, do pensamento e carinho que nos une no objetivo maior: a PAZ!... Aqui, a amizade floresce, é cultivada lentamente, se solidifica através do que a tecnologia nos proporciona e prossegue na conduta proposta pelo escritor Antoine de Saint-Exupéry: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas". Sejamos, então, como pequenos príncipes e princesas, habitemos as estrelas, cantemos à amizade, conheçamos aquilo que cativamos, elevemos ao céu uma prece de agradecimento e peçamos a Deus que nos abençoe com a paz.
Venham, brindemos juntos. A festa será nossa, numa corrente de amor ao próximo, à natureza, aos animais, à vida...
Aguardo-os e faço questão da presença de todos.
Obrigada de coração. Paz e Luz!

Meimei Corrêa
1ª Vice-Presidente Nacional CAPPAZ,
Presidente Regional CAPPAZ Minas

 

 

 

PARTICIPANTES

01. João José Oliveira Gonçalves
02. Verney Ferreira Naves
03. Humberto Rodrigues Neto
04. Kedma O'liver
05. Fernando Alberto Salinas Couto
06. Sílvia de Lourdes Araújo Motta
07. Marly Feliciano Tamani
08. Joyce Lima Krischke
09. Rosa Maria Athanásio de Oliveira
10. José Antônio Gama de Souza
11. Marco A. Amado
12. Odilon Machado de Lourenço
13. Eloisa Antunes Maciel
14. Dido Oliveira
15. Augusto Pitta
16. Osmar Ricardo Lazarini (Sonekka)
17. Sidney Santos
18. Sandra Almeida
19. Marcelo Salviano de Freitas Roque
20. Joaquim Saturnino da Silva
21. Glória Dávila Espinoza
22. Eliene Dantas de Miranda Taveira
23. Rosângela da Silveira Coelho
24. Regina Célia A. Azenha
25. Sílvia Silva Benedetti
26. Ana Teresinha Drumond Machado
27. Lenir Castro
28. Mariângela Rodrigues Repolês
29. Karina Salerno Gonçalves
30. Ilka Vieira
31. Edson Lopes
32. Carlos Reinaldo de Souza
33. Lourival Villas-Bôas
34. Aparecida Lourdes Micossi Perez
35. Eurydice Meimei de C. Corrêa
36. Regina Coeli Rebelo Rocha
37. Saturnino de la Torre

 

 

 

PARTICIPAÇÕES

01.
É COMUNHÃO!
J.J. Oliveira Gonçalves

Amigo é uma Jóia Preciosa
Achado nos Garimpos da Existência!
Tem Transparência e Luz e Consistência
E a Pedra da Amizade é Cor-de-Rosa!

Eis que Rosa é o Amor-Sem-Condição
Que prova que, embora, esteja ausente
O Amigo, com certeza, está presente
No Relicário-Azul do Coração!

Amigo a gente cuida... a mãe lembrava
Em tempos que, menino, eu desfraldava
Meus Sonhos matizados... de Ilusão!

Ah, nunca eu esqueci da mãe a fala
Que, hoje, a Memória ainda me embala...
Amigo eu aprendi: é Comunhão!

Porto Alegre (RS), 26 de junho/2009. 18h02min

02.
AMIZADE... REDUTO DE PAZ
Verney Ferreira Naves

Arauto da Paz, da amizade
Mestre fraterno com exemplos, parábolas
Incitou homens, mulheres e crianças.
Zangou e expulsou do templo
Aqueles que não queriam entender
Depois de tanto ouvir – nada
Escutar – tudo que queria ensinar.

Reduto de paz queria edificar
Em toda a humanidade que amava.
Depois de fazerem ouvido mouco,
Usou para ganhar muito dinheiro
Todo espaço a Deus dedicado.
O mestre exasperou com razão!

Demo-nos: mãos, gestos, voz
E a Deus nas alturas

Peçamos, glorificando: paz na terra
Aos homens de boa vontade!
Zelemos... Para todos se eternizarem!

Campos Gerais (MG)

03.
AMIZADE
Humberto – Poeta

Toda sincera amizade
dispõe dessa qualidade
de suavizar nosso trilho...
Com ela é mais linda a lua,
mais rica a palavra tua,
e os astros, na noite nua,
têm mais vida e maior brilho!

Conhecer-te é um privilégio,
chega a ser um sortilégio
de encantos paranormais.
Não sei se cresces comigo,
mas uma coisa te digo:
que o bem de privar contigo
me faz crescer muito mais!

São Paulo (SP)

04.
AMIZADE...REDUTO DE PAZ
Kedma O'liver

Entende os problemas,
Ouve-nos com atenção,
Ajuda nos dilemas,
É mais que um irmão.

Consola quando triste,
Divide a alegria,
Afasta quando precisa
Ou aparece todo dia.

É presença certeira
Nos piores momentos,
Sabendo que está perto
Alivia o sofrimento.

Amizade é simplesmente
Alguém do coração
Com quem dividimos
Os momentos de emoção.

Santos (SP)

05.
NO SÊMEN DA AMIZADE
Fernando Alberto Salinas Couto

Na terna candura do amor
podemos encontrar o aconchego,
mas também a amargura da dor,
uma vulnerável felicidade
nesse sentimento tão sublime.
Também abraçamos o perigo
de sentir morrendo a flor
da alegria, através da maldade
que vem com a traição e o ciúme.

No calor intenso da paixão,
perdidos entre abraços e beijos,
com nosso âmago em erupção,
até a própria razão desatina
na satisfação dos desejos.
Sensações que levam à loucura,
acendendo, do libido, as chamas.
Mas essa labareda pouco dura,
deixando vazias nossas almas,
quando, em cinzas, tudo termina.

Mas no sêmen da amizade
o ser humano descobre,
em meio a toda conturbação,
o sentimento mais nobre.
Aquele que é o único CAPPAZ
de sobreviver à realidade,
levando ao mundo em evolução
a tão almejada e querida paz.

São Paulo (SP),  06/07/09

06.
TEMA: “AMIZADE... REDUTO DE PAZ...” (1)
Acróstico/C.A.P.P.A.Z/ Nº 2433
Por Sílvia Araújo Motta

A- Amigos, Artistas, Poetas, Escritores,
M- Mais uma vez, Confrades da CAPPAZ,
I- Irradiam valores da Paz e da Amizade,
Z- Zelosamente, divulgando entre leitores,
A- As justas comemorações com criatividade:
D- Dia Internacional da Amizade, que faz
E- Estender mãos abertas à solidariedade;

R- Reconhecemos os Bombeiros Brasileiros,
E- E importância do Engenheiro Florestal,
D- Dignidade do Cantor,compositor primeiro,
U- Um aplauso à primeira Viagem à Lua,
T- Total Liberdade de Pensamento responsável,
O- Operador de Telemarketing, dia do Hospital,

D- Dia da Revolução, Soldado Constitucionalista,
E- Enfim, Dia Internacional do Cooperativismo...

P- Ponte Internacional da Amizade liga 552,4m:
A- A Cidade Foz do Iguaçu,Brasil,Rio Paraná, à
Z- Zona da Ciudad del Este, no Paraguai.(1965)

I- Instituição Internacional:Organização das
N- Nações Unidas é formada para Segurança e
T- Também a Paz, em 192 Estados Soberanos...
E- É fundamental a participação individual,
R- Real dos Direitos Humanos no Progresso Social.
N- Na integração à ONU, entre muitas outras:
A- A OMS:Organização Mundial da Saúde;
C- Com Organização Internacional do Trabalho;
I- Inclui a UNICEF, o Banco Mundial, FMI:
O- O Fundo Monetário Internacional, etc...
N- Na fundação da ONU, ações desde 24-10-1945.
A- A “Declaração Universal dos Direitos Humanos”
L- Lidera um dos feitos mais significativos:1948.

Belo Horizonte (MG), 6 de julho de 2009.

07.
AMIZADE...REDUTO DE PAZ
Marly Feliciano Tamani


Na alma uma amizade escolhida
é exclusivamente afinidade,
essa amizade por nós acolhida
será amor sincero, autenticidade

a amizade vem nos chegando
em um carinho por alguém,
a empatia vai instalando
unindo um caminhar aquém.

apaixonar-se é sentir só emoção,
vida breve, satisfaz apenas o ego,
sentimento que prevalece a paixão

o casal para alcançar a paz da felicidade
e essa paz permanecer a vida inteira,
deve haver a junção de amor e amizade.

São Paulo (SP)

08.
AMIGOS...
Joyce Lima Krischke

Amigos dos bons e maus momentos
Repositórios de sentimentos!
Sim, na alegria ou na tristeza
Estendem-nos as mãos com certeza!

Quando alguém fecha a janela
Mostram-nos outra paisagem mais bela!
Fazem-nos doações sem devolução
Vêem-nos com olhos do coração!

Dividem seus sonhos e alegrias
Tornam mais leves os nossos dias.
Ah! Tenho muitos com este perfil.
Vejo-os, no mundo, e no Brasil...

Confrades e confreiras da CAPPAZ
Amigos: presenças que a Alma apraz!
Sinto-os envoltos em PAZ e BEM
Conduzem bandeira do Amor, também!

(Oh, Amizade... Reduto de Áurea Paz!)

Balneário Camboriú (SC), 12 de julho de 2009-01h 55 min

09.
O GRANDE FRIO DO MEU INVERNO
Rosa Athanásio

O dia estava frio
O frio me fez puxar minhas cobertas
Elas pareciam geladas
Muito geladas...
Quis ter uma companhia a meu lado
Só estávamos nós
Meus gatinhos sobre a cama
O frio continuava – chovia – o vento cantava
Nada parecia me agradar
Eu estava esquecendo alguma coisa
Não sei...
Pensei bastante, levantei, abri meu PC
Descobri meu frio era por esquecimento
Esquecer esfria e dá a sensação de abandono
Mas os meus amigos do ano todo
Lembraram que era dia 20
E eu esqueci que era o dia dos amigos
A lembrança me aqueceu...
Telefonei para todos e o calor inundou meu corpo
E aqueceu completamente meu coração
Tenho a certeza de que quando leres essas linhas
Lembrarás de todos os teus amigos e eu me aqueço,
Vocês estão comigo.

Porto Alegre (RS)

10.
ODE À AMIZADE
José Antônio Gama de Souza-Balzac

Sou de um amor diferente
Dócil escravo, fácil presa
Um sentimento consciente
De muito valor e nobreza

Não permite preconceitos
Não envolve distinções
Mulheres e homens aceitos
Defeitos, virtudes, razões

Há, do ancião à criança
Neste modo de amar, profundo
Muita lição e esperança
De melhorar nosso mundo

Tem este amor a decência
De acatar, com harmonia
O prazer da convivência
No pesar e na alegria

Como exprimir tal valor
Não ser, nos versos, prolixo
Sintetizar tanto amor
Como Deus no crucifixo?

Ser lacônico, entretanto
Sem desprezar a beleza
Sem ferir tanto encanto
Sem perder tal riqueza?

Este poder, já vos digo
Que tem tal dignidade
É a bênção do amigo
O amor da amizade!

Leopoldina (MG)

11.
AMIZADE... REDUTO DE PAZ...
Marco A.Amado

O que será a verdadeira amizade?...
- É aquela que é cultivada como uma semente
Que deve ser regada dia a dia...
Pode ser que seja aquela que surge
No momento de maior precisão...
Talvez seja aquela que abala o coração...
Não sei ao certo,
Mas a verdadeira amizade
É algo mais que especial!
Ela traz luz aos nossos caminhos
Nos momentos de solidão.
Reacende o desejo de lutar
Quando nos sentimos sozinhos.
A amizade nasce de forma espontânea.
É formada: pelo amor, respeito, ternura e compreensão.
Sentimento extremamente sincero,
Dom precioso!
Talvez seja o desejado tesouro
Que nossos olhos egoístas
Demoram a encontrar.
É difícil formar uma definição...
Mas esta simples palavra
Talvez venha a ser um reduto da paz.
Quando o bicho-homem
Descobrir a verdadeira força e valor da amizade,
Saberá ser Cappaz
De mudar sua consciência através da compreensão,
Absorvendo a mensagem do Grande Arquiteto do Universo...
Amor, paz e união!

Ilha do Governador, Rio de Janeiro (RJ), (Ocram 09/07/09)

12.
SOLIDARIEDADE
Humberto Rodrigues Neto

Senhor, eu nunca soube de uma porta
que se fechasse ao longo da procela
da minha vida, sem que uma janela
logo me abrisses à esperança morta!

Pelo jorro da luz que entra por ela
dás-me o ombro do amigo que conforta,
que sempre me incentiva e à fé me exorta,
qual se fora o meu anjo ou sentinela!

De cada amigo, ó Pai, de cada amiga,
nunca me falte do incentivo a voz,
pra que eu suporte o mal que me castiga!

Só te suplico humildemente e a sós:
faz com que um dia eu merecer consiga
todo esse imenso amor que tens por nós!

São Paulo (SP)

13.
DA AMIZADE
Odilon Machado de Lourenço

Ali os amigos estão acordados com o silêncio...
Ouvem as lembranças, redimem as distâncias, calam...
Na inconstância sonham, criam imagens, sorrisos e
Abraços n’alguma estação do longe.
Quando partem são saudade alegre,
Olhar que finda na curva...
Esperança de um dia se encontrarem.

Porto Alegre (RS)

14.
AMORES - PERFEITOS...
Eloisa Antunes Maciel

Em cores contrastantes,
(E em tons vibrantes),
Eles ressurgem como de surpresa,
E mostram na modéstia sua beleza...

E de amarelo e roxo pintam suas faces, sem disfarces...
E brilham sob o Sol de um veranico improvisado em meio à estação fria,
Como a insuflar o alento sobre a nostalgia,
Como a saudar a vida, em primazia...

São amores – perfeitos nos canteiros dos sonhos, nos jardins da Vida
São florinhas miúdas, de esplendor vestidas,
Florinhas de beleza sem rival...

Variando apenas em suas dimensões,
Traduzem-se na paz aos corações...

Evocam sentimentos de bondade,
E lembram que os tesouros da humildade

Contemplam-se no Amor Universal!

Santa Maria (RS), 07/07/09

15.
O SENTIDO DO UNIVERSO
Dido Oliveira

 

Quem dera ser um beija-flor
Pra voar entre os canteiros
Dar um beijo em cada flor
Saciar esse desejo
O desejo que me queima
É o mesmo que me leva
A estar em cada cena
Onde esse amor revela
Nova aurora começar
E em gotas de orvalho irrigar
Esse paraíso
O Sentido do viver
Do amor com prazer
Do abraço amigo
Por isso devemos lutar
Por isso escute o que eu digo
Se todos tem que caminhar
Entre flores, entre espinhos
Ter coragem pra sonhar
Acordar, ver o caminho
Por escuro que ele seja
Mostra como estamos perto
De entender a vida plena
O Sentido do Universo.

Rio de Janeiro (RJ)

16.
JESUS, O MELHOR AMIGO
José Antônio Gama de Souza-Balzac

Vagávamos tristes pelas sendas da incerteza
Sedentos de amor, conhecimento e verdade
Quais mendigos suplicantes por caridade
Com os espíritos cheios de fraqueza

Ansiávamos caídos e necessitados
Por algum bom samaritano, talvez
Que nos erguesse e amparasse de vez
Que nos fizesse tanto amar, quanto amados

Eis então que nos surge Jesus
Fonte de luz, bálsamo, força e amor
Que na figura de um bondoso professor
Nos instrui, elucida e conduz

E com misericórdia o Médico Divino
Como caridade diária nos tem dado
A fé de que está sempre ao nosso lado
Que a saúde nos zela com atino

Para nossa segurança e proteção, Do além
reveste-nos o Mestre com sua fortaleza
Através de anjos libertos com certeza
Mas que trabalham como escravos do bem

De Mestre, Médico e Protetor, Ainda
faz-se Mãe, Jesus, nos abraçando com candura
Pelo amor, pelo carinho e pela doçura
De Maria Mãe, das hostes celestes vindas!

Leopoldina (MG)

17.
VISÕES COLORIDAS
Augusto Pitta

 
Se voltar dessa viagem
Desse mundo alto astral
Tenha fé no arco-íris
Prove do bem e do mal

Visões coloridas
Reflexos do sol no mar
É um dia de vida
Onde podemos sonhar e ver
Num mundo melhor
Imagens proibidas

Num sonho onde a lua me chega
Toda cintilante de azul-grená
Espalhando beleza
Desfilando num vestido
Todo em tafetá

Uma laranja fumê
Numa lente de Ray-ban
Uma visão colorida

Paixão inibida
Coragem de se revelar
E ser amigo e amiga
Duas pessoas iguais
E ver num mundo melhor
Visões coloridas

Salvador (BA)

18.
IRRADIAÇÃO
Sidney Santos

Não faço parte de "panela"
Que ao ligar do fogo, esquenta,
Ao retirar da chama, esfria.
E com a diferença,... arrebenta.

Sou o calor específico
Que espalha e irradia,
Rejeitado ou assimilado
Irradiações sem ideologia.

Não imponho ensinamentos
Valores cada um, sabe,
Venho no melhor e no pior momento
Visando o "ser feliz", sou Amigo, Amizade!

Santos (SP)

19.
ENQUANTO
(Sonekka/Fernando Cavallieri)



Enquanto você não vem
Eu vou cultivar canções
Mas vou contar os dias
E acenar para os aviões.

Fingir que sou o mais feliz
Dos homens sobre a terra
E acostumar o meu coração
À dor doída dessa espera.

Enquanto você não vem
Vou amar os meus amigos
Olhar para o céu, contar estrelas
Contar com a sorte, correr perigo.

Vou aprender a caminhar
Sozinho nessa estrada
E ensinar meu filho a ver
O amor no fio da espada.

Santos (SP)

20.
“AMIZADE... REDUTO DE PAZ” (2)
Acróstico/C.A.P.P.A.Z/ Nº 2439
Por Sílvia Araújo Motta

A-Amanheci tristonha, com frio,
M-Minha coberta de lã, nada valia!
I-Imediatamente senti um calafrio...
Z-Zebras? Não! Jamais acreditaria,
A-Afinal tenho fé no Redentor;
D-Diante do meu coração carente
E-Encolhida, até sofria com dor...

R-Resolvi fazer um telefonema
E-E a grande AMIGA o atendeu,
D-Dizendo-me que aquele dilema,
U-Unido ao engano que aconteceu,
T-Teria que ser bem esclarecido,
O-Ouvindo da vizinha, a verdade...

D-Dirigi-me à casa dela, ao lado
E-E dialoguei, com olhos marejados.

P-Perdão que pedi, logo foi obtido!
A-Aquele fruto doce na PAZ da amizade,
Z-Zelosamente secou meu pranto caído.

Belo Horizonte (MG)

21.
SONETO DA AMIZADE
Sandra Almeida


Tal qual, um prédio em construção,
com alicerces seguros e exatidão,
vejo num paraíso dourado, perfeição
num mundo de lealdade, inviolável.

Sonho, com esse aspecto e detenho,
avistando uns momentos raros e calo.
Ouço sons de violino, e me satisfaço,
num diferente sentimento, que irradia!

Reencontros de vidas, que se unem
com almas descontraídas e contagiantes
buscando nas estradas da vida... aconchego!

Ao pé de ouvido, eterna cumplicidade,
e numa suave música, calamos a saudade.
perpetuando simbolicamente a amizade!

Cacoal (RO)

22.
MELHOR DO AMIGO
Marcelo Roque


Eu quero te agradecer, meu amigo,
mas, não pelo ombro cedido
nas horas difíceis,
ou pelas tantas conversas agradáveis
nos momentos de mais pura descontração,
e nem pelos risos soltos,
ou choros compartilhados.

Eu quero te agradecer, meu caro amigo,
tão somente,
pelo enorme bem desta tua companhia,
que me fez entender,
que o verdadeiro amigo,
é aquele que com tua presença
nos torna ainda mais humanos...

São Paulo (SP)

23.
AMIGOS SEMPRE
Joaquim Saturnino


Amigos são...

Pessoas,
cujos abraços unem almas,
além de corpos.

Entes que falam
com os olhos e o coração...
dizendo, às vezes,
com o silêncio,
mais do que as palavras poderiam.

Que aprenderam,
com o tempo,
que relacionar-se
não é depender ou prender.

Que falam
mesmo ferindo,
para evitar feridas maiores,
dizendo o que há
para ser dito,
pelo compromisso com seu amor.


Que guardam os segredos
no quarto secreto
de sua lealdade,
sem jamais trair
a confiança depositada.

São Carlos (SP)

AMIGO
Gloria Dávila Espinoza

Um amigo é:
verdes prados florescendo em eternas primaveras
a paz no ultimo confín do universo
Em onde achas paz e só paz para tua alma
E em dias frios , unl sol abrigando esperanças
e corpos que sobre a terra regados perviven


É amigo quem olha a teus olhos
e faz com elas amalgama da doçura
e meles ainda que o alma cercenada caminha


Amigo faz que o frio não cunda em nossa almas
E nas escuridões é
como uma lua cheia
que aclara teu caminho
para teu andar.
Amigo é o que tende uma mão morna
e um caminho seguro no que teus passos
têm destino escrito
em suas mãos e
o que ostentas tão só para ti.

(Peru)

25.
AMIGO É:
Eliene Taveira

Saber ouvir e calar
Compartilhar segredo
Falar de maneira simples
Renunciar e servir sem medo

Alegrar-se nos bons momentos
Ser forte na dificuldade
Sofrer também nos tomentos
Promover paz, aconchego e felicidade

Ser fiel e leal na adversidade
Sem preconceito de sexo, raça ou cor
Regar a planta da amizade
Com bondade, presteza e calor

Ver-se no outro
Cantar, dançar e chorar na dor
Aconselhar e criticar, se preciso
Refletir e poetizar o amor

São Paulo (SP)

26.
Amizade... Reduto de Paz...
Rosângela Coelho

Minha vida é atribulada
Trabalho, casa, filho
E durante essa jornada
Perco um pouco do meu brilho.

Mas de repente surge alguém
Que me ajuda por inteiro
E vejo muito mais além
É um amigo verdadeiro.

Nessa amizade encontro paz
E caminho calmamente
Nesse momento sou CAPPAZ
De viver intensamente

Amigos são flores em nosso caminho
São rosas sem espinhos
E a certeza de nunca estar sozinho!

Curitiba (PR)

27.
UM DIA... UMA FLOR FEZ-SE LUZ...
Regina Azenha

Um dia, andando pelas esquinas
do mundo
linda flor eu encontrei...

Não era cravo, nem gerânio,
era diferente de todas
que eu conhecia.

A essa flor de beleza tão rara
linda...pura...genenosa,
dei o nome de "Luz"...

Trago-a junto ao meu coração
pois é ela quem clareia
meu caminho
me dá somente alegria
traz encanto ao meu viver...

Essa flor que todos os dias
rego com muito carinho
para que ela sobreviva
e se faça eternizar

Essa flor que perfuma
minh'alma,
que me faz feliz
me acalma
essa "Luz" meu amigo
é Você...

Santos (SP)

28.
AMIZADE
Sílvia Benedetti

Onde ela está floresce a esperança
Do povo sofredor, nos versos da poesia,
Tão pura como o riso ingênuo da criança
Nos sonhos do amanhã, orquestra em sintonia.
Com ela, o sentimento que nutre o coração,
Que faz mais leve o jugo de toda caminhada,
Mostrando ser de Deus divina criação
Que ampara iluminando a meta desejada.
Sem AMIZADE a vida é guerra atroz!
É luta fratricida ferindo a humanidade!
Pedido de socorro, sufocado, sem voz,
Tristeza, incompreensão, carência de lealdade.
AMIZADE é doação, mágico encanto,
De partilhar nos momentos de ventura;
De repartir e consolar a dor do pranto
Em comunhão fraterna de ternura.
AMIZADE é apoio sem cobrança!
Dedicação que nunca humilha ou discrimina...
Convívio salutar que o outro alcança,
Sob o manto protetor da luz divina!

Porto Alegre (RS)

29.
AMIGOS - FLORES DA VIDA!
Ana Teresinha Drumond Machado

Amigos são como árvores!
Há aqueles que se entrecruzam
Em nossa vida e encorpam.
Crescem frondosos e dão flores!

Esses são amigos d’alma:
Preenchem-nos de alegria
São guardiões do dia-a-dia:
Vinda a aflição, plantam calma.

Choram ante nossas lágrimas,
São aragens, leve brisa no cansaço,
São sombras e alento às lástimas,

São clorofila nos desalinhos.
De sementes a flores perfumadas,
Criam-se bosques, vêm ninhos

(de amigos como reduto de Paz.)

Alvinópolis (MG)

30.
MEU NOME... AMIZADE!
Sílvia Benedetti

Sou a luz, que alça o céu todo azulado.
Sou a força que ajuda toda gente...
Sou estrela de fulgor nunca igualado...
E, em muitos corações estou presente.
Dou exemplos de total desprendimento;
me dou bem, quer no campo ou na cidade.
Nunca escolho para agir, a hora, o tempo,
por onde passo florece a fraternidade.
Meu nome? vais saber: É AMIZADE.
Sete letras de feliz combinação.
Amostragem de valor, de lealdade,
que à vida traz conforto e proteção.

Porto Alegre (RS)

31.
AMIZADE, PAZ, BEM E FRATERNIDADE
Lenir Castro

Quando mãos se
Entrelaçam em
Um firme propósito
De Paz, Bem e
Fratenidade
Aí há amizade.

Quando, na aflição
Extrema da vida,
Olhos úmidos se
Erguem à procura
Da solidariedade,
Aí há amizade.

Quando, mesmo sem
Pedir, um amigo entende
Um olhar ou "adivinha"
As suas dores,
Esta posta aí a amizade!

Quando, no declínio da
Existência, encontramos
As mãos que
Nos erguem do cansaço
E, por isso, damos graças à vida
Encontramos a verdadeira amizade...


Cada amigo é
Um companheiro
De jornada,
Cada amigo
É uma estrela contada

Niterói (RJ)

32.
¡ Canta poeta!
“Si se calla el canto, el deseo muere en silencio”
Mariângela Repolês

Quisiera ser poeta y rimarte
plasmarte en letras perfectas,
poetizar tu cuerpo por entero.

Amarte en versos rimados,
acariciarte con las palabras
siempre rimadas, cadenciadas.

Soneto o poema así nacerían
de caliente ay fragmentado,
en pocas letras escapadas.

Rimas perfectas redondas
con sonoridad de mi viento,
ante gozado en tu vientre.

Mis palabras se me callarían
¡Ah! Suspiro gemirían de dolor,
en verbal goce de mis pudores.

**********

Canta poeta!
“Se se cala o canto, o desejo morre em silêncio”
Mariângela Repolês

Quisera ser poeta e te rimar,
te modelar em letras perfeitas,
poetizar teu corpo por inteiro.

Te amar em versos rimados,
te acariciar com as palavras
sempre rimadas, cadenciadas.

Soneto ou poema nasceriam
de quentes ais fragmentados,
em poucas letras escapadas.

Rimas perfeitas redondas
com sonoridade de vento
antes gozadas no teu ventre.

Minhas palavras se calariam
ah! Suspiro gemeria em dores,
em verbal gozo de mil pudores.

33.
UMA AMIZADE DIFERENTE
Karina Salerno Gonçalves

Eu e meu cão unidos andamos
Na rua, na praça, no jardim,
Um acompanha o outro,
Eu olho pra ele e ele pra mim.

Me faz companhia e me faz sorrir
Quando faz pirueta e cambalhota,
Com carinha de ‘coitado’ pra pedir:
“Um ossinho, um naquinho, uma meiota”.

Nossa amizade é pura e verdadeira,
Reduto de paz e felicidade.
Sem ele ficaria sem eira nem beira,
Perderia até minha identidade.

Meu cão me torna uma pessoa melhor
Me dá lições que com outros não aprendo.
Ser mais grato e mais humilde,
Oferecer aos desafortunados algum alento.

Queira Deus que quando eu morrer,
Possa no céu meu cão encontrar.
Mas se lá ele não estiver
Seja onde for, é com ele que quero ficar.

Porto Alegre (RS)

34.
CONVITE AO AMIGO
Ilka Vieira

Entra, Amigo!
Vem sentir este coração que tanto estima o teu
Deixemos que eles se encontrem nessa emoção
Que falem de suas queixas e cada um do seu eu
Que celebrem juntos, a vida, o amor, a razão

Vem, Amigo, não precisas bater!
Traze contigo esse coração tomado de saudade
Aqui ele poderá se expor... chorar... enfraquecer
Não se cobrarão respostas e nem terá idade

Vem, amigo!
Traz contigo tuas mãos cansadas de tentar colher
Tenho flores plantadas brotando para a tua chegada
Tenho a penumbra para o repouso do teu anoitecer
Tenho a paisagem de voo do pássaro na sua largada

Vem, amigo, não te enfeites!
Eu sempre olho além da tua bela cobertura
Mergulho fundo no embaçado do teu interior
Troco de lugar contigo, se tiveres rachadura
Dou-te minha vida e assumo a tua dor!

Vem, Amigo!

Rio de Janeiro (RJ)

35.
O CÉU FICA LÁ NA FANTASIA
Edson Lopes




Às vezes costumava ver
A imagem de Papai Noel
Às vezes costumava ser
Capitão de um barco de papel
Às vezes costumava ser um pistoleiro
Contra índios e bandidos fazer tiroteio
Às vezes costumava ser um marechal
Outras vezes fuzileiro da base naval

No tempo um sonho que ficou
Perdido entre arranha-céus
Eu hoje procuro entender
Essa imensa Torre de Babel
E me envolvo no silêncio deste estranho mundo
De rostos assustados e lábios tão mudos
Que me vem uma vontade de me libertar
Dar a volta no relógio e no tempo voltar

O céu fica lá na fantasia
Onde mora a alegria
Onde se pode sonhar
E viver sem sentir medo da morte
Sem se lamentar a sorte por não ter nada a perder

Às vezes eu costumo ver
Perdidos entre arranha-céus
Às vezes eu costumo ser
Uma própria Torre de Babel
E me envolvo no silêncio deste estranho mundo
De rostos assustados e lábios tão mudos
Que me vem uma vontade de me libertar
Dar a volta no relógio e no tempo voltar

O céu fica lá na fantasia
Eu passei por um dia
Fui criança uma vez

Guarulhos (SP)

36.
AMIZADE, REDUTO DA PAZ
Carlos Reinaldo de Souza

Na tenra infância, eu ouvi,
com total sinceridade
e, com ternura, senti
o valor da amizade !

Conselheiro generoso,
disse meu pai, voz capaz:
"O amigo é um bem precioso,
é guardião da sua paz" !

Procurei sempre lembrar
aquela frase brilhante,
assim, pude desfrutar
paz que a amizade garante !

Se hoje vivo feliz,
sempre longe dos perigos
é porque eu sempre quis
ter muitos e bons amigos !

Conselheiro Lafaiete (MG)

37.
AMIZADE... AMOR...
Lourival Villas-Bôas

O sentimento de amizade sincero, claro, verdadeiro, tem sua duração maior quando verte de um interesse recíproco: de homem para homem, de homem para mulher, de mulher para mulher, de mulher para homem.
Sem algum interesse recíproco entre uma e outra parte, não haverá, acredito, atração, entendimento, simpatia, namoro e, conseqüentemente, amor e união.
Surge da convergência ou dos desejos e das necessidades de ambas as partes. Encontradas as razões, discutidas, comentadas entre duas pessoas e aceitas, reciprocamente, nascerá a concordância e o respeito às opiniões contrárias que tiverem. Daí, surgirão, certamente, o entendimento, a amizade e o amor.

Porto Alegre (RS)

38.
CAPPAZ!

*MY FRIEND
Cida Micossi

There is a friend of mine
that always makes me smile:
when he feels I am blue
he touches in my soul;
with his worthy words
he shows me a friendship true.

I miss him a lot
when we are not together.

But as soon as he comes
life seems as nice as never.

So, I feel happy.
Then, I react
and I travel with him
to wonderful places
where his words and feeling
can guide me
and where I’d never been before.

Santos (SP), Setembro/2004

*Há dias venho postergando por sentir que o tema é profundo demais e de muita responsabilidade. Não há mais como esperar, porém: é chegado o momento e eu fico indignada ao perceber que tenho escrito apenas um texto sobre esse assunto. Mas vamos lá: homenageio aqui a primeira pessoa com quem conversei na internet, exatamente no dia 24 de julho de 2004: Joaquim Saturnino da Silva, homem digno, profissional, escritor e palestrante conceituado, amigo a quem dedico admiração e estima e meu “afilhado” na Presidência Seccional CAPPAZ lá em São Carlos/SP.

Cida Micossi

39.
AMIGO
Meimei Corrêa

Sinto-te tão amigo que eu às vezes
Nem sei como é que eu posso me expressar.
Admiram-me os teus gestos tão corteses,
Dá-me orgulho poder compartilhar

Um pouquinho da tua intimidade,
Onde formas enfeitam pensamentos
E alguns versos traduzem a amizade,
Nascida de sinceros sentimentos.

Cativaste uma flor no meu jardim...
A semente da paz em ti plantei...
A vida, meu amigo, é mesmo assim:

Ganhamos muito mais do que perdemos.
E eu que andava tão triste agora sei
Que tudo nessa vida venceremos.

Campos Gerais (MG)

40.
AMIZADE
Regina Coeli

Vão-se os anos escoando
Como as águas de um regato,
Que às do mar vão se abraçando
Sem briga nem desacato...

Cabelos embranquecendo,
Suavidade no olhar,
Brilho no rosto acendendo
A certeza de um amar...

Olho as formigas que passam,
São como nuvens no chão...
Meus olhos o céu devassam,
São terras de imensidão...

Tanta coisa eu não sei...
Muitas não soube saber,
Mas hoje pra mim é lei
Aprender a compreender...

E senti, embevecida,
Nunca eu hei de esquecer,
Que a Amizade é Luz da Vida,
Não a deixa escurecer!

Amizade é um tom do Amor,
Serenata ao coração...
Num jardim é uma flor
Em invisível floração!

Amigo é bem infinito,
Enlaça a alma da gente
Num abraço tão bonito...
Tão meigo... E tão ternamente...

Nos anos que vão escoando,
Nado em águas fraternais
Com Amigos... Respirando
Brisas em ondas de Paz!

Rio de Janeiro (RJ)

 

 

 

SELO DE PARTICIPAÇÃO

Pegue seu selo de participação na 12ª Ciranda Mensal CAPPAZ - "Amizade... Reduto de Paz...", clicando com o botão direito do mouse e em salvar como.
 

 

 






|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

 

Arte e Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados