AGRADECIMENTOS

Somos gratos, pela participação da Confraria na nossa “Ciranda Mensal.” Certamente, a arte e suas nuanças está fazendo a sua parte: capacitando-nos cada vez mais aos sentimentos de "Amor e Paz."
É com alegria que vemos explicitados os seus sentires, os quais, através da poética - de forma geral – têm abrilhantado o nosso trabalho.
Expressões literárias, obras em verso, prosa, música e/ou imagens; criações nascidas dos corações solidários; sentires diversificados, descritos em cada texto, na forma que lhes é peculiar; a cada um dos autores, os nossos sinceros agradecimentos.

Aproveito o ensejo, para estender-me um pouco mais, na informação concernente a nossa temática, visto que, estaremos comemorando no próximo dia 31/01 “O Dia da Solidariedade.”
Registro os nossos agradecimentos a quem tornou oficial, esse dia, estabelecendo-o: o Deputado Estadual Cézar Busatto autor da/Lei Estadual/RS Nº 11.693/01, que tornou possível tal feito. Esse Evento é realizado pelo Comitê de Solidariedade, uma instância de articulação, com representações dos três setores da sociedade.

EstherRogessi
1ª Vice-Presidente Nacional -CAPPAZ
Seccional Recife/PE
26/01/11. Às 16: 00.




INTRODUÇÃO

Solidariedade - o que é isso?
J.J. Oliveira Gonçalves

Em tempos pra lá de bicudos, em que o decantado avanço tecnológico criou um mundo artificial e consumista e tornou o homem mais frio e materialista, a palavra solidariedade - e toda essa família que traz "sol" em seu corpo e em sua alma ortográfica - está em baixa no mercado, (inegociável!), das Emoções humanas. Como sempre ocorre nas comparações caducas entre o discurso e a prática, se é muito falada é escassamente praticada. Pode parecer exagero o que afirmo, pois - numa beleza cativante e paradoxal! - assistimos, felizmente, a desmesurados atos solidários de Amor ao próximo. E, aqui, deixo claro que esse próximo ao qual me refiro não é apenas o um outro ser humano, mas que bem pode ser um bichinho, uma árvore, enfim, um outro Ser da Natureza - eis que todos nós, filhos de uma mesma e Sagrada Fonte, somos simples e Bem-Amados Seres da Natureza. (Queiram os sabichões de sempre - ou não!) Aliás, no dia, (será que virá?), em que os arrogantes "donos do mundo" se conscientizarem disso - aprendendo as Lições mais do que fáceis e esclarecedoras do nosso conturbado e violento cotidiano - a Terra será curada de algumas seculares e doídas doenças...

Como bem diz e nos ensina o Grande-Chefe Seattle, somos parte da imensa Teia do Universo - tecida pelo Grande Pai. Cada um de nós é um Fio dessa Teia - e estamos (todos!) interligados. O Bem ou o Mal que um Fio sofrer atingirá todos os outros. Isso, aprendi: é uma Lição de Harmonia. Só essa Harmonia pode nos trazer o Bem e, em lógica conseqüência, a Paz: palavras do sábio enunciado franciscano. Todavia, e infelizmente, o contrário do que aqui escrevo, (porque acredito!), é o que acontece nos quatro cantos do Mundo - não é triste, doída e indesmentível verdade?

No ápice do Triângulo Eqüilátero de Pitágoras, assentam-se as Quatro Letras da Palavrinha Divina chamada AMOR! Ainda que pequenina, cada Letra contém seu "peso", sua "medida" e Universal e Sagrado Significado! Pois, aprendi desde muito cedo - quando casa era Família e Família era metáfora de Lar - que DEUS é Amor, sim, e, reciprocamente: Amor é DEUS! Ah, e quem, hoje, pratica esse AMOR que é o próprio DEUS?? Com certeza, cada um de nós tem, na boca, (ou no coração?), sua resposta.

Vaidades. Ganâncias. Egoísmos. Ambições. Prepotência. Poder. Essas, entre outras palavras que maculam a Imagem e a Semelhança, estão a serviço do deus-dinheiro, do deus imediatista do aqui-e-agora! "Meu Reino não é deste mundo." Quem assim falou e ensinou - em suas metafóricas Mensagens de Amor e Paz? Quem quer, realmente, se iluminar da Luz do Mundo?? Quem cuida das Flores exuberantes de Mãe-Natureza para degustar - graciosamente! - do sabor doce e generoso de seus Frutos? Quem cuida do frágil e inocente pássaro para que seu canto ou suas plumas encantem o coração? Quem cuida dos manos animais lembrando que suas Dores a as nossas são feitas dos mesmos anônimos e doloridos ais? Ao fazer tais indagações, deixo de lado os hipócritas e os cínicos... Porque esses, (faz tempos!), em seu livre-arbítrio, escolheram outro rumo - eis que perderam a própria identidade...

Caros(as) CAPPAZES: convidado pela nossa fraterna Joyce-Lu@zul, a escrever a introdução para a primeira Ciranda deste jovem janeiro/2011, vim para o PC e rabisquei estas palavras. Não creiam sejam palavras do intelecto, mas, com certeza, sussurros de um coração-poeta, no peito exausto e encanecido de um homem-comum...

Portanto, deixo-lhes este texto sobre o tema "Solidariedade" - à guisa de introdução e reflexão - desejoso de a "Ciranda Solidariedade" traga muitas mãos dadas, para, fiando o Fio Mágico da Arte, cantarem cantos de PAZ e BEM à Sagrada e Preciosa Teia da Existência!

Porto Alegre, 16 de janeiro/2011. 13h53min - ha

"Minhas palavras são como as Estrelas: jamais empalidecem."
(Grande-Chefe Seattle)






PARTICIPANTES - 1ª PARTE

01- Flávio Martinez Guebara
02- Sidney Santos
03- José Augusto Silvério (Zito)
04- Marco A. Amado
05- Sérgio Santos
06- Joyce Lima Krischke
07- Paola Rhoden
08- Judite Krischke Sebastiany
09- Lourdes Ramos
10- Pinho Sannasc
11- Fátima Maria do Nascimento Peixoto
12- Elio Cândido de Oliveira
      (duas participações)
13- Adriana Pontes Mendes
14- Iraildo Dantas LUA
15- Kátia Pérola (quatro participações)
16- Edécio Mergener
17- Sílvia Silva Benedetti
18- Eloísa Antunes Maciel
19- Jonas Krischke Sebastiany
20- Carlos Reinaldo de Souza
21- José Antônio Gama de Souza - Balzac
       (duas participações)
22- Leonardo André
23- Fernando Alberto Salinas Couto
24- Rosana Carneiro
25- Renata Rimet (duas participações)
26- Ana Teresinha Drumond Machado
27- Akasha De Lioncourt
28- Celso Corrêa de Freitas




PARTICIPANTES - 2ª PARTE

29- Cleide Regina Scarmelotto
30- EstherRogessi
31- Humberto Rodrigues Neto
32- Nena Sarti
33- Rosângela da Silveira Coelho
34- José Roberto de Assumpção
35- João José Oliveira Gonçalves
36- Tânia Maria de Souza
37- Eliene Dantas de Miranda Taveira
38- Paulo Rodrigues
39- Sônia Rêgo
40- Marina Martinez
41- Saturnino De La Torre
42- Odilon Machado de Lourenço
43- Glória Dávila Espinoza
44- Érico Baymma
45- Joyce Lima Krischke




Para ver a ciranda, clique:




SELO DE PARTICIPAÇÃO

Pegue seu selo de participação na 27ª Ciranda Mensal CAPPAZ "Solidariedade", clicando com o botão direito do mouse sobre a imagem e em salvar destino como.












|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

Arte e Formatação por Rosângela Coelho
Exclusivo para a CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Imagem do top capturada na Net sem menção de autoria.
Música de Fundo: "O Pastor Solitário" de George Zamphir
Todos os direitos reservados