Utilize esse comando para parar
a música de fundo e os respectivos
comandos para ouvir as demais
músicas.




AGRADECIMENTO

É com alegria que recebi da nossa querida Rosângela Coelho, minha madrinha CAPPAZ, o convite para fazer o encerramento e agradecer, em nome da CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas Pela Paz, a participação de todos os confrades e confreiras, que praticam a Paz e semeiam o Amor e os valores da CAPPAZ por diversos lugares, na 35ª Ciranda Mensal CAPPAZ "Poetando para as Crianças".

Fiquei encantado diante dos belos textos e a lembrança da minha recente infância no campo, me fizeram derramar saudosas lágrimas.
Por um momento me senti criança novamente e acredito que quem ler os textos dessa doce ciranda voltará a infância, relembrará da inocência, da alegria genuína e da sinceridade infantil e desejará ser uma eterna criança brincando com as palavras e poetando a doçura da vida.

Certamente, as crianças receberão com alegria e entusiasmo o carinho e afeto "dos meigos sorrisos e da alegria infinita e verdadeira" expressada em cada palavra dos textos e dos desejos sinceros dos poetas para nossas crianças.

Que os pais não permitam que o mundo desvirtue nossas crianças, para que elas cresçam e se tornem adultos com as adoráveis e fascinantes qualidades de criança: verdadeiras, felizes e ingênuas.

Não deixemos morrer "nossa capacidade de sonhar e amar nos piores momentos de nossas vidas", nem percamos a esperança porque é através dela que seremos verdadeiramente CAPPAZ de construir um mundo melhor e mais justo para todos.

Um grande e fraterno abraço bem carinhoso a todos!

"Sonho com o dia que seremos especialistas, mestres e doutores na doce arte de amar o próximo como nos amamos."


Paulo Rodrigues
Confrade Regional São Paulo

Sorocaba, 01 de outubro de 2011.
17h35mim.



INTRODUÇÃO

Ser criança hoje em dia é muito mais difícil do que há algumas décadas. Hoje, a criança nasce e traz consigo uma bagagem muito superior que lhe será acrescida pelo monstro da modernidade. Ela aprenderá que se um de seus pais lhe der umas palmadas pode ser um caso de maus tratos com punição severa, aprenderá que ninguém pode lhe obrigar a fazer o que não queira, a professora não merece seu amor e respeito, portanto, pode xingá-la ou até mesmo agredí-la. São convenções da psicologia moderna que criou o bullying, intensificou a noção de maus tratos e deseducou as crianças, que já sofrem com a ausência de pais que trabalham e têm pouco tempo para dedicar aos pequenos em formação.

No meu tempo, a gente subia em árvore, caía, machucava e ainda levava uns puxões de orelha da mãe. Brincava de roda, de 'queima', de corda (nossa, como doía quando ela batia na gente durante o foguinho, pegava mesmo fogo nas pernas!), pega-pega e 'mãe-da-rua'. Tinha sempre um colega 'quatro-olhos' (que não morreu nem ficou traumatizado a ponto de sair matando gente inocente depois de adulto) a quem dávamos um pouco mais de atenção para não acertarmos seus óculos nas brincadeiras. Criança 'especial' convivia no mesmo ambiente e às vezes na mesma sala de aula e era salutar pra todos, porque nos mostrava que não era preciso ter tanto cuidado assim, bastava tratá-los com respeito merecido, amor e igualdade.

Hoje, nossos meninos e meninas vivem diante da TV, vendo programas não indicados para a sua idade, jogando videogame ou colados no computador. Não existem mais aqueles grupinhos que jogavam bola na rua até mais tarde (mesmo porque a violência crescente também não ajuda em nada). Os grupinhos são virtuais, criados no Orkut, Twitter, Facebook e tantos outros milhões de sites de relacionamento e redes sociais. É a internet unindo e afastando as pessoas mais e mais do contato físico e visual direto.

Vamos poetar para as crianças, mostrar a elas que a infância é seu primeiro momento e o mais importante de suas vidas... É nos primeiros anos de vida que o caráter de uma criança é formado. Vamos estimular pais e mães de hoje a ler contos infantis e cantar músicas de ninar para que seus filhos sintam-se amados. Vamos poetar também para a criança que se encontra dentro de cada um de nós e não pode ser sufocada, porque é ela quem nos salva quando perdemos a nossa capacidade de sonhar e amar nos piores momentos de nossas vidas.

Um grande e fraterno beijo em todos vocês.

Akasha De Lioncourt
Confreira Seccional São Paulo/SP

14 de setembro de 2011.



PARTICIPANTES

Akasha De Lioncourt
Alice Luconi Nassif
Ana Teresinha Drumond Machado
Carlos Reinaldo de Souza
Diná Fernandes
Eliene Dantas de Miranda
Eloísa Antunes Maciel
Estela Braud
Fátima Peixoto
Fernando Alberto Salinas Couto
Haydée S. Hostin Lima
Isabell Sanches
Joyce Lima Krischke
J Otoniel Poeta
Leonardo André
Lourdes Ramos
Luciana Tannus de Andrade
Marcelo de Oliveira Souza
Marco A. Amado
Marina Martinez
Mário Ferreira da Silva
Nena Sarti
Paola Rhoden
Paulo Rodrigues
Rosângela da Silveira Coelho
Ruan Carlos Ferreira
Sidney Santos
Sílvia Araújo Motta
Sônia Rêgo
Varenka de Fátima Araújo


Os textos aqui apresentados são cópias fiéis dos conteúdos enviados por e-mail, ficando essa web designer e a CAPPAZ isentas de qualquer responsabilidade pela revisão dos mesmos.

PARTICIPAÇÕES

-01-
MENINA (acróstico)
Alice Luconi Nassif

Meus olhos se tornam brilhantes
Enquanto te observam a brincar
Na vida minha jóia meu presente
Inspiração e ternura do Criador
Nada supera teu brilho e encanto
A criança é sempre semente de amor



-02-
Sou o futuro do Brasil
Letra e música de Leonardo André



Sou criança, sou feliz e amo muito o meu País;
tenho sonhos, esperanças, sou o futuro do Brasil.
Aprendendo, estudando, vou seguir meus ideais
a família, a escola, são meus símbolos reais
Crescer, crescer, com força juvenil
Vencer, vencer, sou o futuro do Brasil



-03-
Ser criança
Paola Rhoden

Criancice é rir correndo
No parque gritos felizes
Braços abertos ao vento

Por certo nesses matizes
Felicidade é constante
Que se leva nas valises

Desse tempo de lembranças

No riso de ser crianças



-04-
Criança que precisa amar.
Akasha De Lioncourt

I

Sou criança e sou travessa,
Preciso de formação.
Meus pais me ensinam sem pressa ,
A ser um exemplar cidadão.

Possuo muitos direitos,
Saúde, lazer e educação,
Esses direitos geram deveres
É o que diz a nossa Constituição.

II

Adoro cantigas de roda,
E também de girar no dedo o peão,
Foi brincando desse jeito
Que tornei-me um campeão.

Não preciso de enorme riqueza
Para ter plena felicidade
Descobri que a rara beleza
Cabe em qualquer lugar ou idade.

III

Sou pequeno, sou carente
Sou um aprendiz de gente
Que lutem por nós, isso é urgente,
E nos permitam crescer de forma decente.

Protejam-nos dos maus intencionados.
Nos ensinem a reconhecer a maldade.
E que a nossa tenra idade,
Não nos impeça de crescer com dignidade.

IV

Que o amor seja um pilar,
Dentro e fora de nosso lar.
E com ele possamos evoluir
Para esse planeta salvar.

E que nos ensinem a respeitar.
A natureza e os animais.
Porque sob o olhos amorosos de Deus.
Somos todos seus filhos iguais.

Akasha De Lioncourt – 14 de setembro de 2011.



-05-
FESTA
Sidney Santos

Meninas dançando ciranda
Meninos na rua marchando
Bandeirolas na varanda
O mundos segue cantando



-06-
Criança
Rosângela da Silveira Coelho

Vem criança, vem cirandar
vamos todos com alegria
nessa brincadeira entrar
girando, girando, sem parar!



-07-
O GATO
Ana Teresinha Drumond Machado

O gato de minha vovó
é maroto como só:
dá um salto em rococó,
mia alto para o Totó,
abana o rabo pra dançar forrobodó
se enrola todo como esquimó.
Não é mesmo esperto esse Jericó?

Alvinópolis/MG


-08-
Isabell Sanches

Toda criança quer carinho e
necessita ser cuidada, como flores
num jardim elas precisam ser
regadas pra que floreçam sempre
lindas e possam crescer sadias
e "maravilhosas".



09.
GENTE MIÚDA...
Marco A. Amado

Desta ciranda
Não poderia deixar de participar
Pois a gente miúda
Desejo homenagear
São nelas que devemos
Nosso futuro depositar
Pois somente a inocência e a pureza
Pode ser capaz, de o mundo salvar
Vamos através delas
A mentalidade
Do ser humano mudar



-10-
RESPEITEM AS CRIANÇAS
Fernando Alberto Salinas Couto

Respeitem toda a humanidade,
especialmente nossas crianças,
porque é da sua prosperidade
que depende a nossa esperança.

Da semente que hoje nós plantarmos,
um dia, nós mesmos iremos colher.
Por isso, se nem crianças amarmos,
preparemo-nos só para sofrer !

SP - 03/09/11



-11-
Poetando para as Crianças
Joyce L. Krischke

I

Sorrri...

Sorri... Sorri menina
Alegre meu coração
Com seu jeito de traquina
Faz da vida uma canção

II

Menino Poeta

Menino poetando flor
Do seu jardim secreto
Escreve com muito amor
No seu poetar dileto

III

Pega-pega

Pega-pega é brincadeira
Tão gostosa de brincar!
Entro nessa corredeira
E não canso de pegar

IV

Bola

Joga bola a meninada
Num corre-corre sem fim...
Que corrida engraçada!
Seus rostos ficam carmim

V

Pelé... Mané

De tanto jogar bola
Pensou que era Pelé
Menino te controla
Na verdade és Mané

VI

Boneca

Ela brinca com boneca
Sua Barbie é a preferida
Sim, a menina é sapeca
Mas por todos é querida

VII

Histórias

Ah, gostam de ouvir histórias
E de contá-las também
Personagens e vitórias
Fadas e gnomos do além

VIII

Roda

Vamos brincar de roda
Ciranda iremos rodar
Cantar o que está na moda
Para a vida alegrar



-12
Meninas e Meninos
Haydée S. Hostin Lima

As meninas são lacinhos
que os anjinhos criaram
os meninos chapeuzinhos
que as borboletas sonharam.

Os meninos e meninas
com seus pezinhos de asas
são a alegria dos dias
dos moradores da casa.



-13-
Criança que te quero criança
Luciana Tannus de Andrade

Sou criança, sou vida, um coração a desabrochar
Canto em fá, sol, lá, si... para ouvidos agradar
Tenho pouca vivência, mas muito amor a doar
Tenho muitos sonhos e esperanças a realizar
Sei que é uma fase que voa, por isso vou ao máximo aproveitar
Ai quem me dera este momento eternizar

Aracaju/SE



-14-
Alma de criança
Marcelo de Oliveira Souza

Alma pura pueril
Encanto de criança
Renova-se a esperança
Em um mundo de alegria.

Comemoramos sempre o seu dia
Com a mais perfeita harmonia,
Nos braços de Aparecida
Firmando um firmamento de paz
Que só o sorriso de uma criança nos traz.



15.
Ser criança II
Diná Fernandes

Ser criança é crescer livre como o vento.
Ter o direito de desfrutar de sua infância,
Desenhar seu castelo de sonhos,
Viver de mãos dadas com a esperança!

Cabedelo/PB



-16-
RETORNA, CRIANÇA
Marina Martinez

Perdoa, amiga, o que me tornei.
Quando me perdi de mim,
não mais corri ou brinquei.
Levada pela vida, louca dança,
bem pouco me emocionei,
pois me esqueci de ser criança.
Por favor, volta, me beija e abraça,
ensina-me a vida, renova-me a esperança.



-17-
QUADRINHAS
Estela Braud

I

Ah eu entrei na roda
E logo caí um tombo,
Todo mundo deu risada
Minha calça abriu um rombo!

II

Amendoim, amendoim torrado
Pé de moleque, bolo dourado
Venham correndo, estou chamando
Barriga cheia, sigam brincando...

III

Quanta laranja madura,
Quantas flores em botão,
Meu amor sempre perdura
Por ti em meu coração.

IV

Atirei um pau no gato-to
Acertei no meu irmão.
Pobrezinho levou susto-to
Mas nem fez galo não!

V

Estava brincando na areia,
Castelos a construir...
Conchinhas catadas na praia
Nas torres a reluzir!

VI

Temos o mundo inteiro
No nosso quintal...
Muita folia, esconder ligeiro,
Só alegria, sem nenhum mal.



-18-
Sílvia Araújo Motta

Sempre brinquei de ciranda
nos bons tempos de CRIANÇA...
Hoje, a lembrança é que manda
dar as mãos para a esperança.
O meu anel de brinquedo,
na CIRANDA, que eu passava
sem brilhantes, em segredo,
minha inocência guardava.

Sílvia Araújo Motta/BH/MG.



-19-
TROVAS EM CASCATA
Lourdes Ramos

I

O sol encobrindo a lua
Faz o céu ser mais azul
Quer que a luz seja só sua
Reinando de norte a sul

II

Se a Lua fosse minha
Ia mandá-la buscar
E logo de manhãzinha
Deixava-a ao céu voltar

III

Quem me oferecer flores
Ganhará beijos e abraços
Elas enfeitam os amores
Estreitando nossos laços

IV

Colhi rosas no jardim
E flores na jardineira
E se gostares de mim
Eu não ficarei solteira

V

Tens nos teus olhos azuis
Toda a imensidão do mar
Eu serei sempre aprendiz
Do teu jeito de me olhar!

VI

Descasquei uma laranja
Joguei a casca para ver
Que letra ela formava
Para teu nome escrever

VII

Mamãe, palavra divina
Feita de brandura e mel
Mas se precisar, ensina
Cumprindo o seu papel

VIII

Nunca leve a vida a sério
Qualquer que seja o motivo
Aproveite enquanto pode
Da vida ninguém sai vivo!



-20-
Ser criança é ...
Fátima Peixoto

...ter vindo de um ato de amor.
... ter pureza no olhar.
... um sorriso sempre para dar.
... acreditar que o amor existe em qualquer lugar.
... brincar com a sombra.
... brincar com bolhas de sabão.
... não se preocupar com o amanhã.
... precisar de amor e proteção.
... confiar em todos .
... ver um mundo encantado.
... sonhar que é anjo.
... abrir as asas e voar.

Texto para ciranda mensal CAPPAZ, "Poetando para crianças"



-21-
Ser Criança é
Eliene Dantas de Miranda

Ser simples e bondosa
Pular e falar sem pensar
Ser sincera e carinhosa
Apreciar, brincar e pipa empinar

Divertir-se na internet e pega-pega,
bicicleta, amarelinha, futebol.
Não esquecer do bem externar
Alegrar-se com o canto do rouxinol.

Apesar das peraltices, crescer
Não deixar sua pureza fenecer.

24/09/2011



-22-
A ALEGRIA DAS CRIANÇAS!
Ruan Carlos Ferreira

Minha amiga alegria
Sorria!

Alegre as crianças
Para que sorriam também.

Assim é melhor todos sorrindo,
Todos se divertindo.

E as crianças transmitem a Alegria
As crianças nos fascinam nos
Envolvem com sua alegre
Companhia.



-23-
QUANDO CRESCER
Sônia Rêgo

Nesse mundinho infantil,
onde tudo se pode fazer,
perdemos tempo imaginando
o que vamos ser quando crescer !

SP - 26/09/11



-24-
Que mico
Nena Sarti

Mico leão da cara preta,
Mete a cara que indico,
Grita, grita mico,
Extinção me incomoda,
Se a coisa fica preta,
Viro onça, fico fera
Igual leão, e
Grito, grito feito mico:
Qui-qui-qui é issssso!
Que feio homem!



-25-
Quadrinhas (avulsas) sobre a criança.
Eloísa Antunes Maciel

1) Paráfrase de “Batatinha quando nasce”.

A criança, quando nasce,
A alegria faz reinar...
É esperança que renasce
Para a vida iluminar...

2)
A criança, em sua alegria,
É farol na imensidão...
Sua presença é poesia,
Onde o amor é inspiração...

3)
A criança representa
Afeto, carinho, amor...
É esperança que sustenta
Um futuro promissor.



-26-
Yan
Varenka de Fátima Araújo

Yan,nova geração
meu neto-sobrinho
inteligente,coração
meu eterno carinho



-27-
Criança - futuro da nação
Paulo Rodrigues

Cuide bem da criança
com muito carinho e atenção
porque ela é a esperança
e o futuro da nação.

Sorocaba - SP



-28-
PARA AS CRIANÇAS
J Otoniel Poeta

"Vinde a Mim as criancinhas
Delas é o Reino dos céus!"
Palavras do Mestre Jesus
Podemos afirmar: por serem
Inocentinhas e puras tal os véus
Das noivas diante do Altar perante
A Cruz!
E na companhia do Senhor possam
eternamente viverem!



-29-
ABRAÇO DE CRIANÇA
Mário Ferreira da Silva

O riso cristalino da criança
Desperta em nós ternura e felicidade
Sua ingenuidade nos encanta
Sua honestidade, Sua pureza de ser
Contagia nossas almas
Com as crianças adentramos o mundo mágico da fantasia
Num abraço da criança
Sentimos o puro amor do criador...

Texto produzido para ciranda
"Poetando para as crianças" da CAPPAZ



-30-
CRIANÇA
Carlos Reinaldo de Souza

Explicar quem poderia
tanto bem e sensação?
somente Deus saberia
responder essa questão:
existe certa magia,
fonte de toda esperança,
ela possui energia,
o teu nome é CRIANÇA!




SELO DE PARTICIPAÇÃO

Pegue seu selo de participação na 35ª Ciranda Mensal CAPPAZ - Poetando para as crianças, clicando com o botão direito do mouse sobre a imagem e em salvar destino como.









|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||  


Arte Joyce Lima Krischke
Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados