INTRODUÇÃO

Coração, no ritmo harmônico do amor

Honrada pelo convite para elaborar a abertura da Ciranda Mensal de Fevereiro com o tema, "Coração, no Ritmo Harmônico do Amor", externo minha satisfação em escrever sobre este sentimento único, mas muito abrangente.
Sentimos o coração bater mais forte quando olhamos alguém ignorado em sua existência, ou alguém que se entrega à escuridão do sem ter. Nossa alma fica pequena quando o sorriso se apaga no semblante de um ser que perdeu alguém, e não tem volta. Ficamos sem palavras ao ver que nada podemos fazer quando o sofrimento se instala e demora a sair.
Isso é Amor.
No entanto, há jubilo sem par quando olhamos nos olhos daqueles que nos dão felicidade, da música alegre a soar pelos ares e do poder que ela exerce em nossas mentes. Quando o coração bate forte ao lembrarmos do bem que nos fazem os abraços que recebemos com carinho, e de quanta alegria nos vem junto com um ramo de flores.
Isso é o Amor.
O coração bate em harmonia toda vez que essas coisas nos acontecem, porque nada é mais poderoso que o sentimento profundo do Amor a todas as coisas da natureza.
O Verdadeiro Amor nos torna imortais.

Paola Rhoden
Brasília/DF


PARTICIPANTES

01- Aila Maria Brito (12 e 13)
02- Andrade Jorge (03)
03- Carlos Reinaldo de Souza(28)
04- Daniel Brasil (06)
05- Deomídio Macêdo (04)
06- Diná Fernandes (02 e 07)
07- Edvaldo Nunes (25)
08- Eliene Dantas de Miranda (22)
09- Eloisa Antunes Maciel (10)
10- Emérita Andrade Ramos (08)
11- Fátima Peixoto (19)
12- Gerusa Guedes (15)
13- Giba Peixoto (09)
14- J. J. Oliveira Gonçalves (27)
15- José Otoniel da Costa (17)
16- Joyce Lima Krischke (11 e 14)
17- Leticia da Rocha Silva (26)
18- Marcelo Oliveira (Som)(05
19- Neneca Barbosa (24)
20- Paola Rhoden (01)
21- Paulo Rosrigues (23)
22- Regina Kreft (20)
23- Roseleide Santana de Farias (18)
24- Tânia Maria Souza (16)
25- Virginia Maria Pereira da Rocha (21)


PARTICIPAÇÕES

01.
Harmonia com o coração
Paola Rhoden


O coração dos seres vivos,
bate uníssono com os sentimentos.
Sentimos os batimentos.
Se há felicidade,
ou uma tristeza qualquer,
conforme a intensidade,
da tristeza ou da alegria,
ou se alcança o que se quer,
logo vem a euforia,
ou talvez constrangimento,
mudar nosso pensamento.
Amor, tristeza, alegria,
faz o coração bater de acordo,
em perfeita harmonia.

Brasília/DF



02.
Harmonia do Amor
Diná Fernandes (dinapoetisadapaz)


Como a profundeza do mar
onde repousam suas águas,
é a minha de fome de amor, de amar.

Um amor como carne e unha,
tatuado em meu coração,
com a harmonia de quem ama
sem aprisionar... Apenas ama!
Amo a Deus, à natureza, os animais
e tudo que há na terra.

Sigo o compasso do amor e do coração,
e tempo não terei para questionar
qualquer outro sentimento
que possa desgastar o amor
em todas as formas de amar.
A isso eu chamo de “Harmonia do Amor”

Cabedelo/PB



03.
Minha Canção
Andrade Jorge


Dedilhei minha canção de amor,
com as notas da afinada ilusão,
a letra escrita com a pena do amargor,
soou a melodia pura, pura desilusão.

Quis compor um novo refrão
com vigor e ousadia,
mas o irrequieto coração
nunca se decidia.

Feri as cordas do instrumento com impaciência,
fiz vibrar o som da minha canção de amor,
de ilusão vivi, dissimulando aparência,
hoje finalmente cantei a minha dor.

Diadema/SP



04.
Coração Harmônico
(Deomídio Macêdo)


O coração brota da Terra verdejante do meu Brasil, brasileiro, ao som do maestro do bem, que impunha o seu bastão produzindo sons harmônico de amor. E neste gesto, contamina a todos nós, em pautas musicais, de símbolos, produzindo colcheias e semi colcheias em ritmos harmônicos.
Nessa vibração, o coração que é envolvido pela música fraternal, sente e colabora com o outro que está esquecido à beira do caminho.
Entende e consola, a dor daquele que "perdeu" um ente querido, quando a morte chega, levando-o para o plano espiritual.
Compreende e ajuda, o ser que estar ao seu redor, quando o sofrimento se aporta devagarinho.
E quando deixamos nos envolver, no ritmo harmônico do amor, nós enfrentamos todas essas nuanças, com fé no Pai Celestial e assim: Vencemos.
Então, cantemos com emoção:
"Bate coração, bate alegremente, sem medo de amar.


Salvador - BA



05.
Ritmo do Amor
Marcelo Oliveira (Som)


No rock pauleira
Uma alegria passageira
O samba cadenciado
A tristeza do abandonado,
Chorando no bar.

No tango argentino
Tapas e beijos no menino
Todo tipo de melodia
No amor e na agonia...

O coração bate por alguém
Ou até quem não ama ninguém,
A música sempre inspirada
Acalma a alma...
Seja de quem for
Pois o coração vai seguindo
No ritmo do amor...

Salvador/BA



06.
Ritmo Harmonioso
Daniel Brasil


Neste ritmo harmonioso
Que é belo e gostoso
Na alma tem seu valor
Fazendo um ser conhecedor
Deste ritmo compassado
Quando nasce ritmado
No compasso do amor.

Bate, bate coração,
E nesta pulsação
Sem errar tua batida
Cicatrizando ferida
Seu pulsar tem muito valor
Ritmo harmônico do amor
Na cadência linda da vida.

Quem faz o bem recebe o bem
Este ditado, sei também
Que alegra o sofredor
Sem magoas e nem rancor
Tira da vida grande lição
Para no final ter o perdão
No ritmo harmônico do amor...

A vida deve ser vivida
Por isso amo a vida
Com seu tamanho esplendor
Cada dia nasce com seu louvor
Dando novas oportunidades
Alegrias, dores, saudades,
Filtram-se no ritmo harmonioso do amor...

Porto Alegre/RS, 12/02/2016



07.
Ritmo do Amor
Diná Fernandes (dinapoetisadapaz)


Esse coração maltratado
bate no peito descompassado
não há dor que o faça parar,
quer sempre acompanhar,
o louco ritmo do amor.

Por excesso de paixão
dilacerou minhas artérias,
fez delas um tamborim,
com o sangue derramado
coloriu minhas palavras,
com aquele tom carmim,
que simboliza o amor.

Veja que harmonia,
O coração mesmo dorido,
não perdeu sua cadência,
ainda bate no peito,
em ritmo acelerado,

Cabedelo/PB



08.
Harmonia (do livro "Balé dos Sonhos")
Emérita Andrade Ramos


Quis fechar os olhos
Para as fantasias,
Mas a harmonia
Fez-me despertar
Quando um bandolim
Descerrou as notas
com um bailado longo
Fez precipitar
um grupo alegríssimo
Cheio de energia,
Ao meio do salão
Prontos pra dançar,
Foi deveras lindo
Braços estendidos,
Marcando o compasso
Ligeiros e suados,
Cabelos molhados,
Corpos vigorosos,
Rostos estampados
Que a doce alegria
Fazia-os gargalhar.

Salvador/BA



09.
No Ritmo do Meu Coração
Giba Peixoto. 13/01/2016


Bate, mais bate forte meu amado coração
E deixe que eu conheça outro coração que me ensine a viver
Que me encha de solidariedade e não de emoção
Para que sirva de aconchego da paz, do amor, da alegria, felicidade e prazer

Me mostra as coisas boas, mande que sarem minhas feridas
Meu futuro pertence a ti e faça, meu Eu, infinito, necessário e inesgotável
Seja o alimento do amor, que levara para eternidade nossas vidas
Promovendo a certeza que és a parte do meu corpo impermutável.

Estás sempre a batucar numa cadencia infinda dentro de mim
E nem mesmo que ninguém perceba, sinto a ternura da tua batida
Ecoando como demonstração de ensinamento de um amor sem fim
Onde te alardearei com brilho e gloria por todo meu caminhar por esta vida

Cabedelo/PB, 13/01/2016



10.
Celebração do Amor pelo Trabalho...
Eloisa Antunes Maciel


Um pequeno extra -terrestre
Veio à Terra visitar...
E pousou sobre um cipreste,
Sem na planta se apoiar...

Vendo um lindo passarinho
Que voejava sobre as flores,
Perguntava ao pequeninho
Sobre aromas e sabores...

Surpreendido, o passarinho
Respondia ao visitante:
Eu só como, no meu ninho,
Sementinha verdejante...

O estranho visitante
Retrucava o passarinho:
Rebatia o informante:
- Tu não vives só no ninho...

Prontamente esse informante
A questão esclareceu:
Eu te afirmo, sem rompante:
O meu ninho não é meu...

Sou filho da Eternidade,
Tenho Deus por meu Senhor...
E à Sua Majestade
Teço um hino de louvor...

E por isso, diariamente,
O saúdo com fervor...
Meu trabalho permanente
E voto de puro Amor...

Mais adiante, o forasteiro
Encontrou um beija-flor...
Perguntou-lhe, sorrateiro:
Tu trabalhas por Amor?

O pequeno interrogado
Que "beijava" cada flor,
Logo deu o seu recado:
Eu trabalho por Amor...

E as pessoas que avistava
Respondiam sem temor:
O que ele perguntava:
Trabalhavam por AMOR...

E assim, o tempo inteiro,
Sempre a ouvir o termo AMOR,
O estranho forasteiro
Exclamou com destemor:

Mas que coisa surpreendente!
Sempre a mesma confissão...
Todos bichos, toda gente
Tem a mesma posição...

Ao final de sua empreitada,
Em encontro com seu Guia,
Relatava a sua jornada,
O Amor que o surpreendia...

Se o Amor predominava
Nessa "nessa estranha situação",
O seu Guia o convidava
A buscar explicação...

São Martinho da Serra/RS



11.
Coração, no Ritmo Harmônico do Amor
Joyce Lima Krischke


Coração – em harmonia com o Amor
Ah! Que reveste nosso coração
De Humildade na Paz, com fervor
De Benignidade e de Mansidão.

Amor a Deus no coração pautado...
Coração pulsa pra quem se aproxima
Amor ao próximo - coração amparado
Amor - ritmo harmônico: semínima...

Permeia e preenche todos os espaços
Amor, até voltado aos vegetais
Amor sem limites e nem cansaços.

Amor voa alto, nas asas do condor
Amor, por fim, a todos os animais
Coração: no Ritmo Harmônico do Amor!

Balneário Camboriú/SC, 15/02/2016



12.
Coração no Ritmo Harmônico do Amor- (enlaces disticus)
Aila Maria Brito


Repousa em meu peito divina emoção
Gerando harmonia em meu coração
Portal da alegria, do encanto e da paz
No ritmo do amor e da pureza, me apraz
E me envolve no mais belo esplendor
E faz-me conceber quão belo é o amor
Repleto em magia e felicidade
Em pura essência e densa verdade,
Sementes que brotam em mim, com alegria
E disseminam a mais perfeita energia.

E faz-me feliz, toda essa comunhão!

Cocal/PI



13.
"Sob o Embalo das Emoções"
Aila Maria Brito


Deixe que a emoção te embale,
E faça gerir em ti, pulsos harmônicos;
Afastando as desídias e traços irônicos...
No ritmo do amor... A vida equivale!

Doe amor, carinho e atenção,
Harmonize a vida;
Na beleza e no brilho do amor,
Que chamas ‘carmim’ em ti crepitem;
E se faça canção...

No ritmo harmônico do teu coração!

Cocal/PI



14.
Amor entre animais
Joyce Lima Krischke




Balneário Camboriú/SC



15.
Bate Coração no Ritmo do Amor
Gerusa Guedes


Bate coração, pulsa por favor,
Bate coração no rítmo harmônico
Do amor.
Bate coração seguindo o compasso,
Marcando cada tempo sem cansaço.

Bate coração em mínimas, semínimas,
Colcheias , semi colcheias, fusas e semi
Fusas.
Bate em escalas ascendentes e descendentes
Sacode a emoção da gente.

Bate coração, no ritmo, as notas ordenando,
Sente a melodia dos sons simultâneos,
Seus lindos acordes formando.
Sente a bela poesia de amor encantando.

Bate coração, continuo esperando,
As batidas em ritmo de amor,
Harmonizando.

Cabedelo/PB



16.
Amor
Tânia Maria Souza


Palavra tão falada e pouco praticada..
Todos queremos amor,
mas poucos queremos amar.
Todos queremos ser lembrados,
mas poucos lembramos.
O amor é desinteressado,
não cobra e não deve ser cobrado.
O amor é doação,
não tem pretensão.
Ele apenas é.
Não é fácil amar...
Mas é possível tentar.
É preciso tentar.
É urgente amar!

Balneário Camboriú/SC



17.
Coração, no Ritmo Harmônico do Amor
José Otoniel da Costa


É romântico e agradável dizer algo
Sobre o Tema acima mencionado:
Falar do órgão tido entre os mais
Importantes do corpo ...
É no coração que habitam os mais
Fortes sentimentos de nascença,
Do amor

Para isso criou Deus Nosso Senhor
O homem, como um gesto sublime
Do seu amor,
Amor existente entre tantas coisas
Do homem pela mulher
Dando assim possibilidade de ambos
Continuarem ao processo da Geração
Humana

E o coração em harmonia sente
As palpitações que dão origem
Em ritmado compasso, ao romance
Cabível aos dois seres viverem
Felizes, e darem continuidade
Ao processo de procriação; daí
Como complementar performance
Vindo novas criaturas a povoar
A terra, tida como uma necessidade
Como forma da humanidade
Sempre habitar ao existir
Destacando-se antes o sentimental
Gostoso e prazeroso ato de união
Dos corações e almas em forma até
Espiritual
Em função da mesma finalidade:
Amar, amar em ritmo harmonioso
E subir ao mais alto dos céus
Proclamando ser o ritmado amor
A vitória conquistada com seus troféus!

Jandira/SP, 22/02/2016.



18.
Coração no Ritmo Apaixonado do Amor
Roseleide Santana de Farias


Corações podem bater descompassados
Ao ver ou sofrer medo, ansiedade e dor.
Sentir-se angustiado, saudade, nostalgia,
Também por alegria, reencontro de amor.

No ritmo do amor nós busquemos viver,
Para que as dores, possamos esquecer.
Com o perdão aos outros e a si mesmos,
Toda e quaisquer mágoas desaparecer.

O tempo que é o melhor dos conselheiros
Das tristezas da alma; ele nos acalma
E se faz mediador de todas as coisas.
Saneará os males a cada gesto de perdão,
O calor da misericórdia trará a paz, o amor,
E assim a luz de Deus, o bem e a alegria,
Se consolidarão em cada coração!...

Cabedelo/PB



19.
Coração
Fátima Peixoto


Quero queimar a tristeza,
Queimar a saudade,
E a solidão.

Quero queimar as mágoas,
Os sentimentos ruins,
Que existem em mim.

Quero queimar os desejos,
Os impossíveis,
Que ardem e inquietam o meu corpo.

Quero queimar os pensamentos,
Que atormentam,
E não me deixam dormir

Só não quero apagar a chama do amor,
Que arde e encanta meu coração.

Só não quero apagar a chama do amor,
Que arde e pulsa em harmonia
Com o meu apaixonado coração.

Cabedelo/PB



20.
O Amor!
Regina Kreft


Invisível ao nosso olhar
retira todas as dores da alma.
Restaura a esperança do sonhar!

Sempre altruísta e benevolente!
Silencioso faz ninho nos corações!
Dá guarida a todos nas aflições

Traduz-se através de gestos magnânimos!
Harmonia que abençoa os desprotegidos!

Joinville/SC



21.
No Ritmo do Coração
Virginia Maria Pereira da Rocha


No ritmo do coração
Declaro aqui uma paixão
Tenho certeza de que não será em vão
A vida sentida com emoção
Vamos vibrar cantar e dançar
Como numa noite de verão
Vai aqui um samba canção
Para alegrar a multidão

Balneário Camboriú/SC



22.
Ritmo harmônico do Amor
Eliene Dantas de Miranda


Perto de mim chegou
Ao som do bumbo: tum, tum, tum...
Assim bateu meu coração
No ritmo da louca paixão.

Bata coração bem ritmado
Compassado, calmo e lentamente
Deixe lágrimas e solidão de lado
O Amor agora, está presente.

Dois corações em harmonia
Tanto a noite quanto o dia
Vivem em constante sinfonia.

São Paulo/SP



23.
Poeta um fingidor
Paulo Rodrigues


Quando o coração
Bate no ritmo harmônico do amor
Versos desabrocham
Qual brisa na tarde morena:
Descompromissada
Com a razão.
Às vezes os versos já foram versos
E embalaram outras canções,
Fazendo do poeta um fingidor,
Ao seguir lógica dos fatos.
Mas não faz mal
Ele só quer viver o amor, plenamente,
Até que finde a quarta-feira de cinzas.

28/01/2016
Sorocaba/SP



24.
Ternura
Neneca Barbosa


O amor é como as raízes do bambu
Profundo com seu poder imanente
Suporta com humildade o vendaval
Com paciência cresce verticalmente
Sua energia é de uma essência divinal.

O amor está na nossa semeadura
Se soubermos escolher boas sementes
Para que no momento da colheita
Possamos colher bons frutos somente
Usando as benditas mãos com bravura.

O amor é o clarim para despertarmos
Deixemos a nossa candeia clarear
A escuridão dos que vivem na noite
Com ternura vamos amenizar
A solidão que vem com seus açoites.
João Pessoa/PB



25.
Deixa o olhar refletir amor
Edvaldo Nunes


O olhar não tem meias palavras, por mais silencioso que seja. Apresenta-se despido e não cabe-lhe coberturas, tão pouco lantejoulas e adereços. Obedece a determinações do coração, não se sabe ao certo; diria, tanto, alguns que gloriosamente velejam no ritmo harmônico de um amor que se aproxima, quanto, outros, endurecidos por farpas acertadas aleatoriamente ao longo da vida num já calejado corpo.

É uma arma que se tem e não se controla facilmente com um simples querer. O olhar, consequência de sentimentos. Cínica e apressadamente fala por si. Ora, aproxima projetos convergentes em aplausos emudecidos. Assim, como numa alma lavada para a alegria incontida de um complacente universo. Ora, distanciam pobres seres escolhidos pelo destino para provar de infelicidades. Cenário que entristece até inanimadas rochas inertes.

_ Estimula a mente, abre o teu coração. Recomenda a sabedoria. Deixa os olhos refletirem o “Amai-vos uns aos outros”. Deixa a vida seguir num caminho divino. Deixa o amor nascer e saboreia os seus frutos. Seja cúmplice do Criador.


João Pessoa/PB



26.
Coração
Letícia da Rocha Silva


Oh! Coração. Bate.
Embalado pela harmonia do amor.
Suavemente pulsando no peito.
No compasso, do seu jeito.
Trazendo vida e vigor.

Quanta força! Quanta energia!
Oh! Coração. Bate.
Nos enchendo de alegria.
Alimentando a vida noite e dia.
Oh! Coração. Bate.
Seu pulsar é uma canção.
Que nos enche de emoção.

De todos os órgãos, Oh! Coração.
Bate dentro de mim.
Levando o ritmo do amor.
A todos com esplendor.
Oh! Coração. Bate. Bate sem fim.
E a vida terá mais sentido.
Por ser um pedaço de mim.

Guanambi/BA



27.
Amor aos Animais...
J.J. Oliveira Gonçalves


Amar os animais e a Natureza
Faz bem à Alma e adoça o coração!
Há sensação de Paz no Ato e Nobreza
E com o Criador há Comunhão!

Cada animal, pra mim, é sábio irmão
Pois vem da mesma Fonte – com certeza!
E quem o ajuda – em sua Evolução
Por certo, vive em Interior Riqueza!

Bichos-de-estimação os tive... e tantos
Parceiros de sorrisos e de prantos
Hoje, de meus Vazios e Solidões!

Só a eles eu lhes devo o estar aqui
Que o coração será sempre um guri
Com eles a aprender novas Lições!

Porto Alegre/RS



28.
Conversando com o coração.
Carlos Reinaldo


Entre amar e ser feliz,
existe um longo caminho;
acerta aquele que diz:
amor é bom, com carinho.

Meu coração sofredor,
entre ais e sofrimentos,
me disse que seu temor
é viver só, em tormentos.

Para acalma-lo exclamei:
não se preocupe, amigo,
na vida eu acreditei,
o amor afasta o perigo.

Basta pensar positivo,
amando com devoção,
sem ser da dor um cativo,
seja a esperança um condão.

E assim nós vamos seguindo
as ondas do coração,
os batimentos sentindo,
pulsando em cada emoção!

Cons. Lafayette/MG



ENCERRAMENTO E AGRADECIMENTOS

Que ritmo tem em nossas vidas?
Quando começa? Quando termina?
Quem saberá dizer: o Coração?
Sim, só ele, o Coração, no ritmo harmonioso do Amor,
- Tema desta Ciranda que aqui se encerra -,
Poderá nos revelar pela inspiração,
Pelo sentimento,
Pelo desejo e disponibilidade dos nossos autores,
Que aqui participaram...
O quanto pulsa a emoção do Poeta...
E faz escorrer em letras e palavras,
No riscar de uma caneta,
Este sentimento eterno...
A Ciranda de fevereiro acaba... ponto final
O “cirandeiro” que expos seus versos
Crente de que o poema se findou... errou...
Não!!! Ele aqui começa...
O Coração que um dia ditou inspiração ao Poeta,
Agora fará correr como em artérias,
O Amor...
Pela leitura... pelo sentimento... pela emoção... pela interpretação...
De quem se aventurar na degustação dessa Ciranda.
Obrigado por participarem... obrigado por escreverem... por lerem...
Obrigado, por viverem no ritmo harmonioso do amor que a poesia encerra.
Isso é, do meu coração para o seu coração.

Geraldo Lafayette
Conselheiro Lafaiete/MG
28 de fevereiro de 2016


SELO DE PARTICIPAÇÃO









|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

Arte Joyce Lima Krischke
Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados