Meu Bom São João!
J.J. Oliveira Gonçalves


Então, era São João... quanta alegria
Na rua pobre e quieta – onde cresci!
No céu azul-marinho... que Magia
Aos meus olhos contentes – de guri!

O fogo da fogueira era Poesia
Um Poema a crepitar, ali, eu vi...
São João era o Clarão que me Ungia
A Alma – e o Estro com o qual nasci!

E ia a noite alta... E a Lua-Cheia
Musa e Fada-Madrinha era a Candeia
Que, de Prenda vestida, me sorria!

Hoje, meu Bom São João, quanta Saudade
Das antigas canções... Daquela idade
Da Vida que era, então, Ruiva Guria!

Na memória do olhar... olho o Passado
E o coração resmunga... acabrunhado!

Porto Alegre, 21 de Junho – Inverno/2015. 12h27min
jjotapoesia@gmail.com – www.cappaz.com.br









|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||
Arte e Formatação Joyce Lima Krischke
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados