CAPPAZ - Confraria Artistas e poetas pela Paz




Editorial/01-2009
Uma Crônica CAPPAZ
Descontraidamente
Autoria: J. J. Oliveira Gonçalves




Às vezes, escrevo sob o tropel das Emoções.
Outras, deixo que o tempo ou os dias passem...
As Emoções, todavia, não passam. Permanecem.
Efetivam-se nas Lembranças... Na Saudade...
Nasci poeta... (Feliz ou infelizmente?) Não sei..
O que sei é que sou movido a Emoções...
O que sei é que carrego Distâncias dentro de mim.
Na memória do coração: Iluminuras...
No bico de minha Pena de poeta: Filigranas...
Minha palavra poética oscila entre a Dor e a Beleza!
E, assim, deixo que a Alma seja a Chama Andarilha de meus Sonhos...
Seja nômade! Desfrute da Liberdade Cigana de que é feita!
Sou um camarada saudoso do outro e de mim mesmo...
Uma Incógnita ser-se poeta. Um Conflito ser-se Aquariano.
E, por mais que eu tente, não decifrarei o Enigma - que é a Vida!
Por isso, mesmo, ela me devora um pouco a cada dia que passo...
Escrevo entre Relembranças e Saudades de Balneário Camboriú...
Momentos doces, fraternos, alegres, descontraídos - companheiros!
E, tudo isso, envolto num clima interior de Nostalgia - eis que sou Outonal...
Carrego, pelas alamedas da Alma, essa paisagem gostosamente contemplativa.
Trouxe comigo tão belas cenas dos momentos que lá passei, durante uma semana.
Lá, onde fui presidir mais um encontro da Confraria Artistas e Poetas pela Paz.
Lá, onde, no papel de Presidente Nacional da CAPPAZ, senti-me orgulhoso.
Mas, orgulhoso de um orgulho são - não de um orgulho vaidoso e doentio!
Acredito, mesmo, que todos nós, CAPPAZES, nos sentimos assim:
Orgulhosos da Entidade que, de uma forma ou de outra, ajudamos a criar.
Orgulhosos do privilégio de estarmos presentes - de corpo e Alma! -
ao VIII Encontro CAPPAZ e ao I Encontro CAPPAZ/2009.
O clima foi de seriedade, de participação, de descontração, de fraternidade!
Pessoalmente, tive a feliz oportunidade de conhecer pessoas - Confrades e Confreiras -
que me encantaram e, por isso, me cativaram, me conquistaram.
Presidente Nacional da CAPPAZ, agradeço a presença de todos.
Um "obrigado especial" à ampla divulgação pela Imprensa - jornais e rádios.
O Encontro CAPPAZ, de janeiro/2009, foi um encontro ímpar - singular.
Naquele clima de Igualdade regado à Esperança e Harmonia, Sonhei...
Sonhei em silêncio. Recolhido em mim mesmo. Ainda que, ali, não estivesse só!
Teci Utopias. Viajei no Etéreo das Ilusões... Afinal, poeta, teço as Tramas do Imaginário...
E, nesse Imaginário ilimitado, caminhei com Francisco (o Santo!) e cavalguei com Arthur (o Rei!).
Conversei com Mãe-Natureza e revisitei o lendário Camelot!
Todavia, bebi de cada palavra, de cada gesto, de cada relato, de cada sugestão...
Enfim, sorvi de cada gole de vinho... de cada verso... de cada brilho de olhar!
A CAPPAZ tem apenas 9 meses... Mas já se faz adulta: por seu (des)empenho, por sua Luta!
Por ser uma Verdade - bela, transparente e nua! E, não, uma mentira, um faz-de-conta...
Simplesmente, porque todos nós, CAPPAZES, somos explicitamente Verdadeiros!!
Mais uma vez, agradeço a todos! Pois todo CAPPAZ é importante, é gente! Todo CAPPAZ É!!
Homenageando a todos, deixo, a todos, meu carinho, citando uma pessoa que a todos conquistou -
por seu jeito fraterno de ser, sua garra, seu idealismo, seu companheirismo, enfim, por seu doar-se:
Joyce Lima Krischke: Presidente-Fundadora da CAPPAZ!!
Enfim, arremato estas bem, (ou mal traçadas), deixando esta belíssima e sábia Lição de Torga:

“Recomeça… se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres,
nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade,
enquanto não alcances não descanses,
de nenhum fruto queiras só metade.”
- Miguel Torga -

Com franciscano abraço,
J.J.Oliveira Gonçalves
Presidente Nacional/CAPPAZ
Porto Alegre, 24 de janeiro/2009. 10h38min


















Copyright® 2008/2015 - Confraria Artistas e Poetas pela Paz - Todos os direitos reservados
Formatação e layout por Rosângela Coelho

Site melhor visualizado pelo Internet Explorer
com resolução 1600x900px.