CAPPAZ - Confraria Artistas e poetas pela Paz




Editorial/04-2012
Abril e a CAPPAZ...
Autoria: J.J. Oliveira Gonçalves




Pois, o Outono é a Estação que sempre ganhou de mim um olhar especial sobre seu corpo sazonal, nostálgico. E o Inverno veio assim como completar meu Encantamento de homem-comum e de poeta. E Abril - desde que me lembro - me fascinou com suas nuanças outonais, suas calmarias, suas flores, seus amores... Creio, mesmo, com a gostosa e lírica sonoridade do próprio nome: Abril... Quem sabe, com a beleza, a textura e a fragrância das "rosas de abril"... Influência, quem sabe, dos românticos roseirais "Das Rosas" do gutural e personalíssimo Caymmi... Quem sabe...

Lá em Bagé, por exemplo, onde vivi a fase mais bela de minha vida - a adolescência - ficaram fragmentos de mim, de minha Família, da namoradinha, dos tantos e bucólicos "abriles" que guardei, carinhosa e inesquecivelmente, escaninhos d'Alma, nas doces Lembranças do coração... (Esse "abriles" é romântica reminiscência do saudoso "Percal" na voz inconfundível e metálica "del bigode cantante" - Bienvenido Granda - que me conquistou e romanceou a adolescência com "Perfume de Gardênia" - em especial.)

Abril, enfim, é um mês especial. Já veio assim predestinado. Então, saindo do particular - ou pessoal - para o universal e apenas para ilustrar esta generosidade de Abril, lembro algumas das tantas datas importantes e comemorativas no calendário de Abril. O mês já começa com o "1º de Abril" que, quando guri, ouvia dizer que era o "Dia dos Bobos" - "Dia da Mentira" - em que se pregava peças nos outros, inventando uma mentira ou fazendo alguém de bobo. E, entre um desfile dessas efemérides, temos, por exemplo: 13/Dia do Hino Nacional; 18/Dia Nacional do Livro Infantil; 18/Dia de Monteiro Lobato; 19/Dia do Índio; 20/ Dia do Disco; 21/Tiradentes; 22/ Descobrimento do Brasil; 22/Dia Mundial da Terra; 23/Dia de São Jorge; 23/Dia Mundial do Livro; 28/Dia da Educação; 28/Dia da Sogra; 30/Dia Nacional da Mulher... Entre outros acontecimentos importantes, às vezes, o "Domingo de Páscoa" também "cai" neste mês. Abril - com sua face outonal, sua lírica nostalgia, seus perfumes, suas flores - é meu mês "especial", embora eu tenha nascido num Janeiro, que também é bonito na sonoridade do nome e em sua "descendência" da deusa Janus.

Há quatro anos atrás, quando minha amiga Joyce Lima Krischke me convidou para ajudá-la a pensar na criação/fundação de uma confraria alicerçada em objetivos claros e metas abrangentes buscando preservar a Vida no e do Planeta-Azul, (através da Arte e da filosofia franciscana de Paz e Bem), entre as tantas e difíceis definições a traçar/delinear, estava a data de fundação. E a Joyce, confiante em minha pessoa e em meus singelos conhecimentos esotéricos, deixou a meu cargo a escolha da data e o "P" dobrado, (pela harmonia do feminino Nº 6), na sigla de nossa Confraria. Assim que, depois de muita pesquisa, muito estudo e deliberações, (com a redação do Regimento e a escolha dos Ícones da Confraria), no dia 09 de Abril, de 2008, fundou-se, então, a CAPPAZ - "Confraria Artistas e Poetas pela Paz". Assim, nesse calendário generoso em efemérides de Abril, faz quatro anos, gravamos - com filigranas de Idealismo e sadio orgulho: "Dia 9/Fundação da CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz".

CAPPAZ: quatro anos, apenas. Ainda vive sua plena infância. Todavia, uma infância plena de Sonhos que não ficaram apenas no Etéreo-Azul dos Sonhos... Sonhos que se realizaram. Se realizam. Se realizarão. Sob a batuta - atenta e audaciosa de minha amiga Joyce. A reger idéias, palavras, pensamentos, ações! Dentro de um Ideal-Maior de Paz e Bem e de Amor à Vida do nosso paciencioso Planeta-Azul! Muitas flores e aromas nesta Infância tão belamente adulta, consciente, responsável - Amorosa!

Nestes idos de Abril - que já vão me deixando emotiva Saudade para guardar nos escaninhos do peito e nos Vôos de Arribação da Alma! - quero que a CAPPAZ seja a Metáfora de uma grande e afinada Orquestra, onde cada qual, com seu instrumento musical - com sua Arte - execute, magistralmente, a mesma e cadenciada melodia, em uníssono e harmônico Concerto: o Concerto Vivo e Universal da Paz e da Vida! AMÉM!


Porto Alegre, 27 de abril/2012. 23h30min
jjotapoesia@gmail.com - www.cappaz.com.br


















Copyright® 2008/2015 - Confraria Artistas e Poetas pela Paz - Todos os direitos reservados
Formatação e layout por Rosângela Coelho

Site melhor visualizado pelo Internet Explorer
com resolução 1600x900px.