Edson Costa

Edson da Silva Costa - é baiano, soteropolitano, sagitariano. Lecionou nos colégios: Pinto de Carvalho (em São Caetano, como estagiário), Luis Viana (Brotas), Teixeira de Freitas (Nazaré), Costa e Silva (Ribeira) e Faculdade Visconde de Cairu (substituto).
Foi Instrutor de Suprimento de Materiais (Petrobrás) e Instrutor de Compras e Armazenamento de Materiais (Senai-Dendezeiros).
É artista plástico com cursos no Mam-Ba,poeta, escritor e historiador.
Participou dos Concursos de Poesia da Maioridade do Banco Real; da Fundação Nelson Rufino e do Sesi-Industrial. Cursos de História da Bahia. Cursos de Yorubá e Árabe.
Participou das seguintes antologias: “O que os homens estão escrevendo” (Litteris Ed. 2004), “Poesia Viva” (Litteris Ed. 2005), “Bahia de todos os contos” (Ominira-2008), “Ecos Machadianos” (Artpoesia-2009), “Ecos Castroalvinos” (Artpoesia-2010), “Caderno de Literatura n° 18 (Gac-Ba. 2011), “Coletânea 13”, da Òmnira, em 2013 e “Livro dos Namorados” Edit. Artpoesia, 2013.
É coordenador de pesquisas do Movimento Artpoesia e neste ano de 2014, lançará o livro "O que é que a Bahia tem?", pelo selo do mesmo Movimento.

Confrade Efetivo.






CARNAVAL
Edson Costa

Alegria, alegria
Salvador, Bahia de Todos os Santos
E de todos nós!
Folia, magia, sorria
A Bahia é só alegria!
Bloco com corda,
Cordão sem corda
Folião com fome...
Povo desempregado
Cerveja - cachaça - folia!
E a barriga vazia,
O bolso vazio
Mas sorria: esta é nossa Bahia!
Trio com dez,
Elétrico com eletrônico.
O povo pula, o povo grita
Salvador é só alegria!
Mulher- mulata baiana roxa
Samba - acarajé com vatapá
Vá, tapa na cara
Ciúme, desilusão
Barriga mole
Carnaval duro
Bolso vazio...
Folia! - Chiclete na Avenida
Mas não veio
Banana não entra
E chega o novembro
Nasce um novo folião!...












Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1024x768.>