Esther Gonçalves

Escritora e Poeta Brasileira, Esther Gonçalves, nasceu em 17 de fevereiro de 1967, no Hospital Padre Antônio Vieira, em Coroatá - Maranhão. Filha de Zulmira Lima Gonçalves dos Santos e Antônio Pedro dos Santos Neto (falecido em 13/06/1976). Casada com Walmiro Castro Neto [16/10/1984], do qual tem uma filha [Walthênia Kellyne]. Formação Acadêmica: Pedagogia [UEMA]. Pós Graduação: 1.Educação Especial. 2.Português, Gramática e Literatura.

Apreciadora de Castro Alves, José de Alencar, Machado de Assis, Gonçalves Dias, Carlos Drummond de Andrade, Vinícius de Moraes, Tom Jobim...

Começou a escrever poesias aos 12 anos de idade. Escrevia, rasgava, escrevia, tornava a rasgar... com receio de que as pessoas não iriam gostar das suas poesias e poemas. Perdendo assim, vários livros.
Porém, por incentivo de amigos como: Amparo de Lellis, resolvera não mais rasgar e sim, formar novos livros.
Desde então, passou a enviar Mensagens para o Programa da Emissora de Rádio local (Rádio Rio Jordão), da Amparo de Lellis, a qual divulgava suas poesias, fazendo com que os ouvintes pedissem mais poesias e poemas feitos por Esther.

A poetisa sempre pode contar com o apoio: do marido Neto Castro, da filha Walthênia (que também é escritora e poeta brasileira), da mãe Zulmira Gonçalves, do seu irmão Sérgio Gonçalves e Eldo Melo [um dos grandes incentivadores na cidade onde mora]. Além, é claro, do apoio dos amigos poetas: Cláudia Duarte, Rui Edison Lima Tavares, Gustavo Drummond, Marly Drummond, Sérgio Gonçalves [o beija-flor-poeta], João Udine Vasconcelos [Udine], Antônio Poeta, Betânia Uchôa, Marta Peres, Jaak Bosmans, Manoel Virgílio, Amaro Pereira, Guerreiro da Luz [Eduardo], Dolandmay [Walter Silva], Silvio Parise, Celso Corrêa de Freitas, entre outros.

Ama escrever poemas. Chegando a escrever quatro a cinco poemas por dia.

Foi uma das classificadas no CONCURSO INTERNACIONAL DE POESIAS DO PROJETO 48 HORAS, de MARCELO PUGLIA, dando direito a participar do Livro "Latinidade Poética - O melhor da poesia Latino-americana" dia 31/01/2009, com o poema: O Abraço. Sua página no Livro é a 69.
Também está nas Antologias: "Poemas à Flor da Pele" juntamente com seu irmão Sérgio [o beija-flor-poeta] e sua filha Walthênia Lima [Fênix], entre outros poetas. E, "Antologia do Brasil". O lançamento oficial ocorreu na noite do dia 8 de outubro, dentro da programação oficial do XVII Congresso Brasileiro de Poesia [Coordenador Ademir Bacca], em Bento Gonçalves-RS. Está em LUZ, uma antologia lançada em 2011, organizada por Silvio Parise. E na Antologia pelos 35 anos da Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande, como convidada de Celso Corrêa de Freitas [aguardando lançamento].

Tem o pseudônimo "Poetisa", o qual é usado como personagem principal do Orkut, criado por ela.

Significado de Poetisa:
Em busca da paz a qualquer custo, mesmo que para isso tenha que brigar. Não é capaz sequer de se imaginar vivendo ao lado de pessoas que se relacionam na base de tapas e berros, mesmo que sejam elas sua mãe, seu pai ou o grande amor da sua vida.
E que ninguém tente prender ou proibir de alguma coisa, em situações como esta é adeus na certa, sem pensar.
Passa a impressão de uma pessoa muito inteligente e intuitiva, desde muito cedo é notória sua vocação por atividades intelectuais. Não se atrai por atividades desgastantes e de esforço físico. Na maturidade demonstra ter a vida sob controle. Alguém que valoriza a espiritualidade.
Bastante reservada, torna-se difícil ter sua confiança, e guarda seus segredos sempre para si. Não se familiariza com encontros sociais, prefere sempre atividades que exijam concentração. Fala pouco, e evita comentários óbvios, nunca age com a intenção de impressionar, por isso só participa de conversas quando está embasada de sua observação e cuidadosa analise. Preocupa-se com o conteúdo e nunca com a forma.

Significado do nome Poetisa - Sua marca no mundo!
RESERVADA, EQUILÍBRIO, CONFIABILIDADE, PERSPICÁCIA, ESPÍRITO ANALÍTICO

Confreira Efetiva.






NA PAZ DO SORRISO...
Esther Gonçalves

Eu vi o seu olhar mergulhar na paz do sorriso,
Feito mágica que se espalha e paira pelo ar,
Envolvendo e aquecendo a alma a transbordar,
Com esta sua mansidão de espírito e brilho...

Ah! Quantos tantos gostariam de ter a PAZ...
Mas não conseguem proporcioná-la a ninguém,
Em casa, no trabalho, na rua ou mais além...
Pedem, choram, imploram, desejando PAZ!

Não conseguem enxergar que é internamente,
Não adianta pedir PAZ se o seu interior briga,
Se agita e só contribui para a guerra e mente...

Ao pedir PAZ para a sua vida incessantemente,
Não se deu conta de que PAZ não é intriga...
Deve nascer em você e se espalhar diariamente!












Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1024x768.