Felix Eugenio Reichert
(In Memorian)
 07/12/1940
 12/11/2011


Natural de São Paulo/SP. Cursou o o Primário e o Ginásio na cidade de Itajaí/SC.
Graduou-se em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina.
Advogado desde 1968 e iniciou suas atividades em Itajaí e Balneário Camboriú.
Durante 25 anos viveu em Balneário Camboriú, tendo exercido a advocacia como um dos pioneiros, foi presidente e fundador da Subseção da OAB na cidade.
Foi Vereador e Presidente da Câmara dos Vereadores, exerceu as funções de assessor jurídico do Município por diversas vezes, tendo participação direta em muitas realizações na cidade.
Foi fundador do Lions Clube Centro de Balneário Camboriú e Professor de Curso de Contabilidade Bruno Silva.
Em Itajaí foi Professor e Procurador Geral da Univali, fundador do Lions Clube Itajaí Sul, atualmente é membro da Associação Empresarial, da Comissão Municipal do Meio Ambiente, do Lions Clube e do Observatório Social.
Dedica-se às atividades filantrópicas e culturais, como membro de diversas entidades do Brasil e exterior.
Ocupa a Presidencia da Federação Filatélica e Numismática de Santa Catarina, de Presidente da Comissão de Cultura do Lions Clube e é Membro da American Numismatic Association, nos Estados Unidos.
Atualmente é advogado militante sob nº 940, exercendo as atividades em Balneário Camboriú e Itajaí.







UMA LIÇÃO DE DIREITO

No presente artigo que preparamos, abordaremos o exercício profissional da advocacia e de outras atividades relativas às atividades jurídicas.

Nos últimos anos passamos por grandes transformações em todas as atividades profissionais, sendo que a atividade jurídica, por lidar com a honra, moral e costumes, sofreu grandes mudanças em todos os sentidos.


Quando me formei em Direito em 1967, eram aproximadamente 50 advogados por ano no mercado, hoje são milhares, só havia uma Universidade no estado. Hoje são milhares de advogados. Isso não apenas no ramo do Direito, mas na maioria das profissões.

O nível das Faculdades de Direito no estado, é diferenciado, entretanto a Univali e a UFSC estão entre as melhores. As avaliações do MEC apontam para as citadas, índices acima da média nacional.

O grande problema, entretanto, está no ensino básico, o qual é muito falho e gera alunos com baixos índices entrando nas universidades, deveria haver uma grande reforma no ensino do Brasil.

Os bacharéis em direito devem procurar qualificação complementar nos grandes centros, pois lá estão os grandes profissionais e tramitam as grandes ações. Hoje no Brasil a economia deslocou-se para estes centros, todas as grandes empresas procuram transferir suas sedes para grandes cidades. Hoje os melhores escritórios de advocacia estão nestas metrópoles. Lá os profissionais têm melhor qualificação, melhor remuneração, mais destaque e principalmente maior convivência pessoal e profissional.

Atualmente, o advogado tem que procurar uma especialização, pois o mercado assim o exige, além do que as faculdades fornecem apenas uma habilitação, não fornecendo uma formação completa como acontecia até a década de 70.

Hoje em dia os grandes problemas estão nas famílias, sua formação, costumes, dificuldades financeiras, o que vem gerando uma grande quantidade de litígios jurídicos.

Antes não havia o divórcio, não existiam os problemas familiares que temos hoje. Respeitava-se o pai e o professor, a autoridade, no entanto hoje você vê na televisão quase todos os dias brigas de família, estupro, crimes nos lares, alunos quebrando escolas. Tudo isso é problema de falta de educação familiar, o Direito de família exige uma grande preparação do advogado.

Discute-se muito a atuação da OAB, entretanto a OAB vem desempenhando muito bem seu papel. Tem grande prestígio nacional. Em nosso estado a OAB está bem representada e tem agindo corretamente, dentro de suas atribuições e contamos atualmente com aproximadamente 30 mil advogados.

Um dos grandes problemas do advogado é a própria Justiça, é a burocracia e a morosidade. Claro que sempre depende do profissional, geralmente os advogados são bem recebidos em todos os órgãos do judiciário. Agora é importante frisar que o profissional precisa ter muita educação, com habilidade o advogado é bem tratado em qualquer lugar.

O grande patrimônio do advogado é seu nome, precisa ter uma ficha limpa, agir com lisura, honestidade, honrar seus compromissos profissionais e financeiros.

Existem reclamações contra advogados, pois alguns faltam com a ética, não respeitam os outros profissionais, entretanto proporcionalmente, existem maiores reclamações quanto a outros profissionais liberais.

A advocacia é a melhor profissão do mundo. O advogado defende a liberdade das pessoas e não há preço que pague por ela, as pessoas arriscam suas vidas em defesa da liberdade.

FELIX EUGENIO REICHERT
OAB/SC    940
Ex- Procurador Geral da Univali.













Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1024x768.