Maria Fernanda Reis Esteves

51 anos
Natural: Setúbal
- 1º prémio no concurso de poesia da APPACDM de Setúbal em 2007
- 2º prémio no concurso de poesia da APPACDM de Setúbal em 2008
- 1º prémio no concurso de poesia da Câmara Municipal de Ovar em 2010 – na categoria F
- Várias menções honrosas
- Participou em várias colectâneas portuguesas e brasileiras; Edições Ag; Celeiro de Escritores; Del’Sechhi; Poeta Mostra a tua cara; Temas Originais; Escritartes; Galeria Brasil, Alpas XXI; APPACDM; ANEM.
- Autora do livro de poesia “Canteiros de Esperança” – editado em 2009, sob a chancela da Temas Originais
- Autora do romance “4 Folhas de 1 mesmo Trevo” – editado em 2010, sob a chancela da Temas Originais
- Colaboradora da Luso Poemas, Recanto das Letras, Poesia pura, Escritartes, World Art friends, Encontro de Poetas e Amigos e Poetas e Escritores do amor e da paz.

Confreira Efetiva.






Quero a paz na minha terra!
Fernanda Esteves

Os tempos sofrem mudanças
e nem sempre pr'a melhor,
nem idosos, nem crianças
se sentem em segurança,
porque as mentes mais preversas
desprovidas de valores
(a quem os senhores doutores,
que fazem valer as leis
rotulam de esquizofrénicos)
para tentar justificar
todas as atrocidades
com contornos de malvadez,
com que sem humanidade
se rouba a dignidade
e a inocência, por vezes...

Na era da insegurança
mata-se à queima roupa,
sem que a consciência pese,
deixando filhos sem pais,
deixando um rasto de medo.

E os assaltos diários
vão espalhando o terror
com rostos encapuzados
que nada têm de humanos
vendem a alma ao diabo
e atormentam a gente

Se há sol que chegue para todos,
porquê ódios, porquê guerras?
Soltem a pomba da paz
deixai-a voar nos céus,
sem temores, sem amarras
Quero a minha terra em paz,
quero a paz na minha terra!












Página melhor visualizada pelo internet Explorer
na resolução 1024x768px.