SER POETA
José Antônio Gama de Souza-Balzac

Ser poeta
É ser muitos
E preservar-se
É dissolver-se
E multiplicar-se
Ser alguém que gostaria
Ser alguém que não gostaria
Estar com alguém bem perto
Mesmo que bem distante
E nunca distante
De quem está perto
Jamais estar só
Mesmo com ninguém por perto
Sentir e sofrer
Mesmo que solitariamente
Ainda que não seja
Sua própria dor
Amar intensamente
Viver sempre um grande amor
Mesmo que virtualmente
Ainda que não seja
Seu próprio amor.

Leopoldina (MG)
 

 





|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

 

Arte Joyce Lima Krischke
Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados

Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1024x768.