PEQUENO PÁSSARO
Judite Krischke Sebastiany

Agradeço-te essa visita,
Pequeno pássaro.
Agradeço-te a visita
Nesse local de trabalho.

Dia cheio de “emoções”
Uns gritam, outros choram.
Cada um tem suas razões.
Todos querem, mas não oram.

Ambiente carregado, tensão.
Problemas para resolver.
Tudo espera minha decisão.
Só de longe quero ver...

A cada palavra, a cada passo
Busco instaurar serenidade e paz
Aos poucos se desfaz o laço
Um por um, cada nó a gente desfaz.

A responsabilidade e o compromisso
Não deixam relaxar, nada vejo.
Sem curtir do processo o progresso.
Mas, quando o pássaro chega eu vejo.

Meu visitante amigo, alegra e traz leveza.
Sinto-me bem, me invade natureza.
Sua presença me diz que está tudo bem.
Ele não entraria ali para sofrer, ser refém.

Consigo respirar devagar e sorrir
Cautelosa, chamo outros para ver
Sorrisos se abrem, se põe a rir
Cena tocante, para não esquecer.

O pequeno pássaro voa pela sala,
Pousa no ventilador desligado
Olha para os lados, quase fala.
Nos acompanha, e voa para o lado.

A janela aberta é sua garantia de liberdade
Por ela ele entra, por ela ele sai.
Naquele dia, grande felicidade!
Com sua presença a dor se vai.

Agradeço a Deus pelo socorro
Pois sozinha, me perco e morro.

 

 

 

 





|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

 

 

Arte e Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados

Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1024x768.