J.J. Oliveira Gonçalves – JJotaPoeta

Além de João é José. Natural de Bagé/RS, cursou Primário, Ginásio e Científico, em sua terra natal. Há 43 anos mora em Porto Alegre/RS, onde cursou Letras (Português, Francês e Literaturas), e, posteriormente, Comunicação Social (Jornalismo) – ambos na PUCRGS. Lecionou, por mais de 30 anos, em escolas públicas estaduais, na Capital.

Literato, é poeta, escritor, trovador, cronista, ensaísta, palestrante. Adepto de São Francisco de Assis, tem especial afeto pela Mãe-Natureza e pelos irmãos-animais. Ecologista, espiritualista, místico, médium busca os Caminhos do Xamanismo. Premiado em inúmeros certames literários nacionais e internacionais, com bem mais de uma centena de premiações, entre troféus, medalhas e diplomas, conquistados em verso e em prosa. Publicado em uma centena de antologias, coletâneas e seletas – além de agendas, jornais e revistas. Agraciado com a Comenda Stella Brasiliense e com a Medalha Jorn. Hipólito José da Costa, ambas pelo Grupo Brasília de Comunicação – Brasília/DF.

Membro-Fundador da Academia de Estudos e Pesquisas Literárias, Brasília/DF, Cadeira nº 8, sob a Patronímia de Mário Quintana; Titular da Cadeira 082, Patronímia de “Rafael Pompilho Flores”, da Área de Letras do Colegiado Acadêmico do Clube de Escritores de Piracicaba – Piracicaba/SP; Membro da Confraria dos Poetas/BR; Presidente do Conselho Deliberativo da Casa do Poeta Rio-Grandense – Porto Alegre/RS; 2º Secretário do Grêmio Literário “Castro Alves”, Porto Alegre/RS; Titular da Cadeira de nº 35 – Patronímia de Augusto dos Anjos – na Academia de Artes, Ciências e Letras “Castro Alves” – Porto Alegre/RS; Titular da Cadeira de Nº 21 – Patronímia de Jayme Caetano Braun – na Academia de Letras e Artes de Porto Alegre, onde também é Conselheiro; Vice-Presidente da AVSPE – Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores – Balneário Camboriú/SC
Filho de José Faustino Gonçalves da Silva e de Adelaide Oliveira Gonçalves, é casado com Maria Olimpia Salerno Gonçalves e tem as filhas Karina (Socióloga) e Candice (Bióloga).

Porto Alegre, Outono de 2008.
J.J. Oliveira Gonçalves/JJotaPoeta

Presidente de Honra.






Desfraldo a Minha Paz!
J.J. Oliveira Gonçalves

Não quero a fria Paz dos cemitérios
A que traduz Ausência, Dor, Saudade!
E à paz dos ditadores, deletérios
Desfraldo a minha Paz de Liberdade!

A Paz da Alvorada em calmaria
Em seu olhar trazendo a Claridade!
A Paz do Criador - essa Alquimia
A transmutar o Ódio em Bondade!

Não quero essa paz-de-faz-de-conta
Que à humana inteligência é rude afronta
E sendo assim revolta a Natureza!

A Paz que eu quero vem do coração
Se é Utopia... isso é lá outra questão
É Comunhão com Deus: tenho certeza!

Porto Alegre, 25 de março/2008. 12h44min



Nas Asas da Paz!
J.J. Oliveira Gonçalves

Ah, nas Asas da Paz busco a Igualdade
A da Alma Franciscana – ensolarada!
Que prega, entre irmãos, Bem e Bondade
Ah, nas Asas da Paz: sou Liberdade!

Entre a Beleza e a Dor teço o Lirismo:
Rimo riso de criança com... tristeza!
Ai, choro ao ver gemer Mãe-Natureza
Na Torre-de-Babel: quanto egoísmo!

Nas Asas da Paz, apraz-me a canção
Do Vento, cirandeiro, que semeia
O Sonho Universal de quem pazeia!

Nas Asas da Paz, o verso voa, vai
E em nome da Mãe, do Filho e do Pai
Eu rimo Paz e Amor com Comunhão!

Porto Alegre, 29 de agosto/2007. 13h25min








 

Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1600x768.