Josue Ramiro Ramalho

Escritor, filósofo, poeta, educador. Publicou em: Sites, jornais, livros, revistas e coletaneas
Revistas: Art Poesia e O'Mnira - Bahia;
Jornais: Jornal da Barra e Jornal da Ilha - Sergipe;
Coletaneas: Release de Poesia & Prosa 1998; - Prêmio Pórtico de Poesia e Prosa - 1999; Inahdée Nhéenga - 2000; - Dicionário dos Autores Baianos 2006; - Vôo das Flores 2009;
Livro solo: - Vôo Livre Verso & Prosa 2006/2007. Esse livro foi doado para a Cappaz naquela oportunidade na Biblioteca Monteiro Lobato.
Apresentações: faculdades, convenções, colégios, Feiras culturais, bares, restaurantes, Shopping Center, manifestações populares e onde a poesia se fizer presente.
Não costumo comentar sobre prêmios recebidos na área de literatura. Tenho no prelo para edição e publicação: 01 livro de contos, 01 livro de poesia, 01 romance. Esses livros estão praticamente prontinhos para serem editados e publicados.
Movimentos qual já fiz parte, fundei, me apresento, ou já me apresentei:
Movimento Poetas na Praça; Recital Show; Art Poesia; Casa Bahia Brasil; Moc Pop; Amantes do Conhecimento; Fala Escritor, etc

Confrade Efetivo.






MEUS MEDOS
Josue Ramiro Ramalho

Terei medo de enfrentar o amor
Esse amor de entrega abrupta
Amor que é fantasia e insegurança
Terei medo de enfrentar a luta
E outras lembranças
A luta em busca dos salários
Do emprego, da paz
Terei meda da minha fragilidade
Pois ela é frágil demais
Da incompetência desses governos
E da angústia do meu povo
Terei medo do que está velho
Estou com medo do novo

Terei medo do que faltou aprender
E faltou aprender a sorrir
E faltou aprender a lutar
E faltou aprender a seguir
E faltou aprender a recomeçar

Terei medo de uma grande revolta
A revolta do povo pela água
A revolta do povo pelo pão
Do pão sem segurança nem estudo
Da água que em breve será tudo
Esse tudo que está na saúde
Saúde com fome danada
Nada das terras prometidas
Nada que sare as feridas
Feridas nossas tão enraizadas

Mas o meu medo
Minhas angústias
Minhas dúvidas
Terei que enfrentar
Quando preciso for
Acabando com o medo de qualquer medo
E pregando a justiça
Igualdade
Amor!










 

Esta página é melhor visualizada pelo Internet Explorer
com resolução 1600x768.