Marina Martinez

Nasceu em Porto Alegre, em 12 de outubro. Funcionária inativa da Previdência Social. Foi professora de redação na FAMECOS/PUCRS, (área de Relações Públicas) e presidiu o Conselho Regional de Relações Públicas. Atualmente, se dedica a correções de textos. É autora dos livros Redação Eficaz e Torne-se uma Pessoa Melhor - Editora Sagra Luzzatto - e Cerimonial para Executivos, em sua quarta edição, da Editora Doravante.
Integra o Grêmio Literário “Castro Alves” e a Casa do Poeta Rio-Grandense.

Confreira Efetiva.






NATUREZA PERDIDA
Marina Martinez

Fui falar com os animais. Não os achei.
Enfeitam paredes, empalhados,
ou estão no chão, pisoteados.

Fui falar com as flores. Não as achei.
Artificiais arremedos coloridos,
ornamentam vasos corroídos.

Fui falar com os mares. Não os achei.
Encharcam praias, poluídos;
estertoram nas pedras, com gemidos.

Fui falar com os homens. Não os achei.
Vagam nas guerras, perdidos,
buscando, aflitos, seus feridos.

Fui falar com os anjos. Não os achei.
Voam no espaço, abandonados;
peregrinam, nos ares, alucinados.

Fui rezar para Deus. Não O achei.
Chorava em um canto pelos seus.
Fui falar comigo. E também não me achei.
Alienada, havia perecido, sem saber, no animal, na flor,
no mar, no anjo, em cada lágrima de Deus.

Terceiro lugar –
Concurso poesia do GLCA
- tema natureza