CAPPAz - Confraria Artistas e Poetas pela Paz





















































Adoção!
J.J. Oliveira Gonçalves


Sou poeta e me ponho à adoção
De mãos bondosas... Suaves mãos de fada!
Perdi meu rumo... Vivo em Solidão
E da Ilusão não resta quase nada!

Dos pássaros tenho a Alma trovadora
Da Natureza-Mãe os frágeis ais!
Preciso de uma Alma sonhadora
Porque sozinho, assim, não sonho mais!

Porém, quem me quiser vai encontrar
Os restos do que fui, em leda Aurora,
Mas é o que posso dar, de mim, agora!

Porém, no coração, tenho a certeza:
O Amor, por sua própria natureza,
Medroso cão de rua há de

Aquela que acolher por adoção
No seu o meu poeta-coração!

Porto Alegre, 23 de outubro/2009. 09h10min
jjotapoeta@yahoo.com.br - www.jjotapoeta.art.br





Adota-se...
Joyce-Lu@zul

(Ao Poetamigo JJotaPoet@)

Adota-se: um coração vivido
Que deseja ser amado... querido
Amor fraterno e transcendente...
Amor puro e adolescente!

Adota-se: coração em prantos
De tanto sofrer os desencantos
Para juntos dedilharmos a lira
Que a musa ao poeta inspira!

Adota-se: um coração alado
E que muito pulsou no passado
E que, hoje, solitário, vive ao léu...

Adota-se: poeta-coração
Que faz da vida em Paz sua canção
Esperando (re) encontros, lá, no céu!

Balneário Camboriú/SC, 23/10/2009- 13h16min





Adoção II
Regina Coeli


Vem, meu poeta, todo em solidão,
Chorar a dor imensa da saudade
No verso belo e triste que te invade
E quebra as tuas asas de ilusão...

Gorjeia a Alma, poeta meu irmão,
Purga os teus ais de amor e de bondade
No inteiro posto apenas à metade
Neste impiedoso corte ao coração.

Vem, meu poeta, e solta a tua voz
Qual foras tu um meigo rouxinol
A encher de encantos cantos meus a sós...

Vem, meu poeta, traz pra mim o sol
Deixemos que ele imante os nossos nós
E aquiete as nossas asas pro arrebol,

Nós dois que somos crias de gaiola,
Órfãos dos céus num voo que não decola...

Rio de Janeiro (RJ), 23 de outubro de 2009.





ADOÇÃO
Kedma O'liver


Adota-se um poeta amigo
Que entenda de sofrer
Que partilhe comigo
A dor do bem querer

Que a alma seja sonhadora
Mesmo que sinta dor
Espera uma nova aurora
Para cantar o amor

Mesmo com dissabores
O seu coração persiste
E descreve os desamores

Adota-se um poeta
Que luta e se renova
Para ter a alma em festa

Dôo a amizade do meu coração
Ao poeta que está em adoção

Santos (SP)











|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||


Arte e Formatação Joyce Lima Krischke
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados