-01-
CHEGANO NU ARRAIÁ
José Antônio Gama de Souza-Balzac

Sinhora dona da casa
Dá licença di chegá
Adiscurpe u mô atraso
Mas u trem vêi divagá

Inhô tô vino lá di Minas
Vim aqui é pra saudá
Us amigo qui chegô
I us cainda farta chegá

Truxe aqui minha viola
Truxe tamém u imborná
Cumas coisa lá di Minas
Qué prôceis saboriá

Pão di queijo, goiabada
Torresmim, queijo frescá
Dôsdileiti, pinga boa
I uma broa di fubá

Quem quisé cantá cumigo
Podi logo cumeçá
Um calango ô uma moda
P`ras mocinha sincantá

Mas agora cum perdão
Das madama du lugá
Vô perguntá sem demora
Mô amô aí já tá?

Si tivé, sachêgui logo
Qu`é p`ra modi misquentá
Cuns abraço i cuns carim
Qu`eu tô doido p`ra beijá

Leopoldina (MG)

-02-

Aqui, estamos nós!
A caminho da roça pra roçar o milhinho...
Trabalhão é a culinária da época: mexer a cangica,
até do tacho despreender..rapidez ó diacho é tudo comer!
A pamonha bem feita na palha do milho,
ligada com atilhos fervidos na lenha,
brincadeira de senha pra beijar o amado...
solteiras em agonia pedem a Stº Antônio e a Maria,
o alcance da graça de cedo casar,
pra no próximo S.João ter ido ao altar!
A lenha cortada arrumada no pátio, fogueirão a queimar!
Às meninas enfeitadas de sais rodadas,
Nas tranças..uma flor, parecem crianças, em busca de um par.
A sanfona, zabumba e o triângulo tocando, a multidão arrastando,
ao redor da fogueira..no alto o estrondo dos fogos soltados
...e, um cachorro assustado faz a maior zueira,
correndo, latindo, faz o maior barulhão,
debaixo das saias se esconde assustado
... E, VIVA SÃO JOÃO!!

EstherRogessi
Recife,27/06/10

-03-
Festa na Roça
Rosângela Coelho

É noite de festa na Roça
Vem chegando gente de todo lado
Muitos balões coloridos
Para deixar o céu iluminado

Tem pipoca, canjica e pamonha
Pé-de-moleque e amendoim torrado
Tem quentão para espantar o frio
E o sanfoneiro para deixar tudo animado

Tem fogueira para se pular
Faça um pedido, e ele se realizará
Não esqueça a quadrilha
Que dança sem parar

Festa na roça é divertida
E todos podem participar
É só chegar de mansinho
E logo vai se alegrar

Curitiba, 27 de junho de 2010 - às 16h22min

-04-
UM MILAGRE DE SÃO JOÃO...
Eloísa Antunes Maciel

Janjão do Cerrado,
Não era estimado
Por ser caladão...
Vestido de juta,
Na sua labuta
Ganhava seu pão...

Um sonho ele tinha:
Dançar com Joaninha,
A filha do Tião...
Mas Tião o vigiava,
Pois não apoiava
Sua tola ilusão...

E junho chegava,
Janjão esperava
Por essa ocasião...
Janjão se alegrava,
Mas não comentava
A sua intenção...

São João se anunciava,
E a noite chegava
Com brilho e pujança...
E a bela Joaninha
Tornou-se a rainha
De toda a festança...

Janjão disfarçado
Num terno engomado,
Prestava atenção...
Não era notado,
Mas foi convidado
Pra vir ao salão...

Na primeira dança,
Daquela festança,
Foi revelação...
Então foi premiado
E foi proclamado
O “Rei de São João”.

Nem ele sabia
Que enfim deveria
Dançar com a rainha...
E assim, finalmente,
Dançava, contente,
Com sua Joaninha...

Santa Maria (RS)

-05-
Arraiá
Sidney Santos

Na quadrilha, o balancê
Pra dançar muito com cê
Aí a fila dobra
Correndo feito cobra
No cantinho da quermesse
Vê se cê não esquece
Tô esperando com carinho
Só pra te dar um beijinho

-06-
PRICISU PARTICIPÁ
Fernando ALberto Salinas Couto

Brigadu cumadri Rô
pela alegria qui mi dá
sabê qui tu mi convidô
pra irmus nesse arraiá.
Sinhá Esther também
inscreveu e mi chamô
intão pricisu participá
dessa festa de paz e bem.

Dizem qui vai tê quentão,
pipoca, cocada, ros doce,
mimdim, milhu, pinhão...
Vai tê muita brincadera
e inté a cumadri Joyce
vai decramá i sortá balão.
Puesia pértu da fuguera...

Adispois u qui mais queria:
vamu dançá quadrilha,
na maió das alegria,
cum casamento caipira,
noiva di vestidu coloridu,
noivo cum chapéu de palha,
tudu qui u padre inspira
nos casório já cunhecidu.

Tudo isso vai sê beleza
Cumu nhô Jota doraria...
Uma festa pela prena paz
i defesa da nossa natureza,
través da arte i da puesia.
Nosso arraiá da CAPPAZ.

-07-
Lembranças de Maria
Adriana Pontes Mendes

Êita! São João.
Festa boa, com muita animação,
é menino, homem e mulher dançando igual pião.
É xote, xaxado e baião...
É forró, quadrilha e fogos de rojão.
Ó João! No ascender da fogueira lá estava nosso fogão:
Canjica, pamonha, bolo de milho, mandioca e quentão.
Ó João! Se tu estivesses aqui, farias tudo isso comigo
-Os homens não te deixam morrer-
... O nordeste é uma animação só!
Até feriado é.. pelo teu nome!
Se eles bem soubessem o que eu sei.. o que tu fazias...
Os homens não ti conheceram como eu: gostavas de ajudar os pobrezinhos... Como falavas do amor de Deus!
Eras um homem bão ó meu João. Eu não entendo.. sabe?
Os homens teimam em dizer que, junho é o teu mês porque dá muito milho. Não sabem que tu apenas plantavas.. e, esperava o tempo de colher.Se tu estivesse aqui homem, irias dizer pra todos eles: “ Que, o grão do milho tu plantava.. mas, a colheita só o Deus Vivo é quem dava!”
Ah! Que saudade de ocê João...!

Seccional Recife-PE

-08-
Festa na roça
Ana Teresinha Drumond Machado

Nesta hora de devoção
Rogo a Pedro, Antônio e João
Que me deem abastança
Para eu ajeitar a dança.

As bandeiras lá na aldeia
com singela discrição
anunciam: vem fogueira!
Preparem o coração.

A um santo popular
A moça põe a rogar:
Meu santinho do menino,
Cuide bem de meu destino

Me apresente bom marido,
A idade vem montando,
O tempo lá vai passando
Logo acolha o meu pedido.

Ou por fé ...por fantasia
Toma rumo a romaria.
Uns agarram a São João
Outros dançam o baião.

Toma corpo a festança,
A sanfona se estira
Cá nas mãos do caipira
Bem garboso pela herdança.

Lua cheia vem sorrindo
Pra Maria e pro Clarindo
Bem detrás do arraial
Dão um beijo especial.

Nesta noite de folguedo,
Venham todos, mas sem medo.
Que a morena do sertão
Quer roubar seu coração.

O pinhão já tá na brasa,
O quentão já nos abrasa,
A quadrilha pega fogo,
Nosso amor ! Está em jogo.

Alvinópolis/MG
28/06/2010

-09-
Porteiro do Céu...
Joyce L. Krischke

O povo chama São Pedro de "porteiro do céu",
O tal Pedro protetor das viúvas que usam véu
Padroeiro dos pescadores dá a sua proteção.
Antes de ir aos mares eles pedem sua benção.

Na tradição portuguesa e no Brasil, também
Quando começa a trovejar, as crianças dizem:
"É a barriga de São Pedro que está roncando"
Ou "São Pedro seus móveis no céu está mudando”
Quando chove forte “São Pedro está lavando o chão”

Bahia e Ceará... São Pedro tem procissão pra rezar
Dia vinte e nove de junho para seu dia comemorar
Sua imagem é levada em frágeis jangadas ao alto-mar
Para em agradecimento nas altas ondas navegar.

Há quem diga que no céu São Pedro é o mandão
Tem todas as chaves dos céus seguras na sua mão
Relembro: quando criança pulei fogueiras no seu dia
Comemorando feliz meu aniversário, com muita alegria!

Guabiruba/SC , 04/03/2010- 15:00
(Mata Atlântica-Parque Nacional de Preservação Ambiental)

-10-
Amor de São João
Eliene Dantas de Miranda Taveira

Alegremente viestes
Numa noite de São João
Conquistar um grande amor
Que diversos anos durou.

Janeiro, embora foste
Um pouco de mim levaste
Um coração devastado
Sem sonho, apaixonado.

Grandes ilusões tiveste
Amores mil... devaneio
Igual paixão nunca veio.

Procuro alguém conquistar
Igual amor ao seu não há.
Então pra que em vão sonhar!

 









|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||


 

Arte e Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados.