-01-
Meu Pai
Rosângela Coelho
 
Meu pai é diferente...
Nem um pouco carinhoso
Às vezes parece distante,
Num lugar maravilhoso.
 
Suas rugas mostram sua vida,
Marcada por árdua labuta,
Para deixar a seus filhos
Um legado de amor e boa conduta.
 
Meu pai é diferente...
Não demonstra seu amor, mas sei que o sente
E eu retribuo, amando-o incondicionalmente
 
Curitiba (PR),26/07/2009 - 15:28hrs.

-02-
Papai
Jaak Bosmans

Logo que apareceu aquela figura vinda do horizonte
Como um sol a nascer,
Comecei a acreditar no fim ou no começo de tudo.
Um brilho metálico nos olhos,
Uma carícia especial pelas mãos,
Um sorriso de verdade,
Uma pressa calma,
Um colorido imenso,
Uma palavra sólida.

Aos poucos ele se ia,
Entre raios,
Entre ventos
Entre nuvens.

E deixava um rastro.
Um perfume,
Um exemplo,
Um desejo,
Uma vitória,
Uma saudade.

Belo Horizonte (MG)

-03-
Meu Velho
Marly Feliciano Tamani

Era um moço velho
pele suave é cálida
olhos de corsa mansa
cabelos de seda palha
pequeno, franzino
tranquilo amigo...
pai querido.
era um velho moço
trazia dentro do peito
o mundo em desalento
nos ombros o peso do tempo.
era um amado velho
levou consigo desencanto
deixou comigo este canto!

São Paulo (SP)

-04-
Pai
Marco A. Amado

Pai...
Lembro de tuas calejadas mãos,
Elas foram-me importante...
Na minha criação...
Foram rígidas no momento certo...
Souberam me orientar...
E foram serenas em me amparar...
Pai, tuas calejadas mãos...
Foram o exemplo de trabalho...
Nunca se abriram apenas materialmente...
Mas souberam me orientar...
Também espiritualmente...
Ah! E teus olhos, pai...
Que não viam apenas nossas qualidades...
Mas também nossas falhas e defeitos...
E com responsabilidade...
E consciência...
Tecia com um simples gesto...
Aprovação ou reprovação...
Por nossos atos...
Pai, sei que como todo ser humano...
Também tinha seus defeitos...
Que não eras modelo de perfeição...
Mas nunca demonstrou hesitação...
Em nos mostrar o caminho a seguir...
Pai, você foi exemplo...
Foi herói...
Foi amigo...
Foi companheiro...
E também um grande guerreiro...
Pai, meu coração...
Sofre com a saudade...
E a falta que nos faz...
Pai, este texto não é apenas uma homenagem...
Mas sim de admiração...

Ilha do Governador (RJ)
(Ocram 25/07/10)

-05-
Ser pai nos dias atuais
Marco A. Amado

Ser pai nos dias atuais
É difícil!
Mesmo aprendendo em nossos erros,
Mesmo quando sabemos a hora de falar...
E também de calar...
As vezes ser apenas um coadjuvante...
Ficado de lado...
Mais nunca faltando no preciso momento...
Tendo coragem em seguir em frente...
Mesmo que a batalha esteja praticamente perdida...
É saber corrigir suas fraquezas...
Tornando teu filho forte...
Demonstrando através de gestos e orientação...
O que ele terá de passar...
Compreender e enfrentar...
Neste mundo que vive em constante mutação...

Ilha do Governador (RJ)
(Ocram 25/07/10)

-06-
Tag Papai
Rosângela Coelho

Tutorial Sílvia Terêncio, utilizado brushes, tubes e recursos do Paint Shop Pro, versão X3

Curitiba (PR)

-07-
Inesquecível Adiel
Kedma O'liver

Como queria agora
te abraçar com ardor
e dizer com ternura
o tamanho de meu amor.

Bagunçar teus cabelos,
como sempre eu fazia,
me deliciar com sua risada...
era o que acontecia.

Poder sentir seu beijo
na hora de deitar
e escutar tua voz
a me abençoar.

Ir com você na cidade
tomar pêssego real,
ou o torresminho do Joel,
que era sensacional.

Pai, ah! meu querido,
pudesse no tempo voltar
te curtiria bem mais
pra mais lembranças guardar.

Se fôsse possivel voltar
para de novo viver
percorreria o mundo
para reencontrar você.

( te amo Paizão)

Santos (SP)

-08-
Dia dos Pais
Humberto - Poeta

Deus: se tens filhos também,
és nosso pai muito mais,
e é mais Teu que de ninguém
nosso "viva!" ao Dia dos Pais!

Por teres por nós, Senhor,
afeto assim tão profundo,
mereces, pois, todo o amor,
dos filhos que tens no mundo!

Se em data tão comovente
não sabes inda aonde vais,
vem cá, pra casa da gente,
festejar o “Dia dos Pais”!

São Paulo (SP)

-09-
Gentil
Sidney Santos

Conhecer o mar
Destemer embaraços
Aprender a respeitar
Dar os primeiros passos

Seu olhar de carinho
Sua palavra forte
Calçou meu caminho
Rumou meu Norte

Sua grande amizade
Seus braços sempre abertos
Sua tenaz vontade
Seus pensamentos libertos

Espelho da minha vida
Sempre estarei contigo
Sua missão cumprida
Ser humano, pai e amigo

Santos (SP)

-10-
Aprendiz do bem
Vanda Ferreira

Aprendi com meu pai coisas importantes. Por exemplo olhar e ouvir, ouvir e sentir. Aprendi artes: macerar com o coração, fundir meu sangue com o verde florestal; Aprendi comer com os olhos e degustar as delícias dos cheiros, e, então, desenvolvi língua na testa, aflorada de paladar, para lamber paisagens. Aprendi com meu pai a leitura das tatuagens que mapeiam os troncos de velhas árvores e expus o coração revestindo-me os ossos para ouvir passarinhos.

Aprendi com meu pai que o mundo é gigante, seus olhos são o sol, sua boca leitos d'água, compartilha vida e é exemplo de gratidão.

Caminhei cores, trilhas do arco-íris, e descobri o ouro naquele tacho do horizonte celeste. Aprendi com meu pai a pregação de veemente amor santificador de paz que processa respeito pela terra, cobiça sentimental pela harmonia. E, aprendiz do bem, ensinei ao meu pai que vale a pena ensinar o bem.

Campo Grande (MS)

-11-
Meu Pai, meu Modelo
José Antônio Gama de Souza-Balzac

Aquele apito soava
Como um alarme
Em meu coração...

Nos meus cinco anos
Jamais meu entendimento
Comportaria a idéia
De que naqueles bolsos
Donde eu tirava
Ávida e religiosamente
As balas que adoçavam
As noites de minha inocente vida
As mãos que lá as haviam colocado
Haviam trabalhado no mínimo doze horas
Num mesmo dia!

Não há mais apito
Não há mais bolsos
Não há mais balas
E nem inocência!

Nem aquele boné de operário...

O trabalho...
O que seria mais importante?
A vida?
Só se de trabalho!
Necessidade...
Conceito...
Conceito público de trabalhador!
Honrado, honesto.
Que dava dignidade,
Que gerava respeito
Que conquistava amizades
Que despertava orgulho!
De trabalhador...
Simplesmente, humildemente.

Que paradoxo!
Orgulho da humildade.
De ser apenas um trabalhador
Digno
E como tal ser respeitado.
E querido!

E o coração cresceu...
De tanto trabalhar
Cresceu para abrigar esperanças
De que sua descendência
Pudesse repeti-lo
Porque havia uma coisa mais importante que o trabalho...
A família, no trabalho!

Dos seus bolsos, meu pai
Tirei doces
Do seu trabalho, meu pai
Tirei vida
Da sua vida de homem, meu pai
Tirei modelo!...

Leopoldina (MG)

-12-
Pai e Mãe
José Antônio Gama de Souza-Balzac

Eu era bem pequeno mas me lembro muito bem...
Quando à noite me sentia inseguro, carente ou desconfortável eu gritava:
- Mamãe, eu quero água!
Papai lá vinha, solícito sempre, apesar de sonolento e cansado, trazendo num copo a água mais deliciosa e lenitiva do mundo.
Eu já tinha tamanho suficiente para alcançar a talha (filtro) d'água, e tirar a minha água sozinho.
Mas sempre escondi este fato.
Algum tempo depois, descobri que mamãe sabia disto muito bem....
Que isto escondera de mim durante todo tempo.
E que papai sentira muito quando parei de incomodá-la (a ela, mamãe).
Talvez ficara aguardando que eu novamente a solicitasse, para que ele pudesse num só ato praticar dois carinhos.
Para com ela e para comigo.
Era mesmo assim...
Mamãe, o mais zeloso pai; e papai, a mais carinhosa mãe que alguém pudesse querer.
Apesar de não mais pedir, eu nunca prescindi daquela "água" e mesmo que pudesse dizer a eles que já alcanço a talha, não o faria.
Ah...
O amor e suas formas perfeitas...

Leopoldina (MG)

-13-
Pai
Leonardo André

Pai
a tua presença constante
o olhar às vezes distante
me fazem te admirar

Pai
o teu abraço apertado
mãos firmes e sempre ao meu lado
me dão forças pra caminhar

Pai
o teu sorriso ilumina
a tua voz me fascina
me acalma nas horas de dor

Pai
amigo, herói, companheiro,
sincero, leal, verdadeiro
o meu exemplo de amor

Pai
hoje eu quero te agradecer
ter me dado o dom de viver
de ser forte, crescer e lutar

Pai
quero dar-te um abraço bem forte
e sorrir bem feliz pela sorte:
ser teu filho e poder te abraçar

São Paulo (SP)

-14-
Pai
Sônia Dias Freitas


Quando lhe vejo pensativo...
Fico a imaginar, o que passa no seu silencio..
Sempre quieto o senhor esta, fico te observando...
Pai o que você tem? Porque esta assim?
“As” vezes, não sei o que esta se passando com você...
Você não diz, outro dia quando me ligou...
Chorava e dizia -filha eu te amo, eu tenho orgulho de ser seu pai...
Choramos junto pai... Você sempre foi meu companheiro pai...
Sempre fomos amigos... Todas as vezes que me sinto infeliz...
Porque nos afastamos, Seu ombro sempre procurava...
Sempre disposto a me ouvir, você e assim pai, meu refugio, minha fortaleza...
Quando eu era criança, sempre bravo comigo o senhor ficava...
Dizia -Mocinha não pode fazer isso, te critiquei tantas vezes...
Mas hoje mulher, mãe, sei o valor que teve todas as suas broncas...
Se hoje sou esta mulher de valor pai.
Agradeço a você... Todo amor que me dedicas até hoje...
Todo afeto que tem por mim...
E te peço perdão pai, se eu não consigo passar este amor que tenho por você.
E se deixo de fazer algumas coisas que na minha vida seria importante pai...
E apenas para não te ferir, eu quero ser sempre o seu orgulho...
Isso eu te prometo pai... Nunca te fazer sofrer.
Pai EU TE AMO, você e muito importante para mim.
Quero que saiba como sempre poderá contar comigo.
Feliz Dias dos Pais.

Autora Soninha Poetisa
Dourados (MS)

-15-
O Papel do Pai
Adriana Pontes Mendes


Qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o filho, lhe dará uma pedra? Cada um de nós temos grandes responsabilidades que, levaremos por longos dias de nossas vidas.Quando recebemos a benção de sermos pais, esta responsabilidade dobra.O homem de caráter não foge. Assume! Assim, assumindo suas responsabilidades será formado em si o caráter de um pai verdadeiro. Louvo a Deus, por me ter dado um grande pai, um grande homem. O falar de meu pai enternece o meu coração. Lembro-me, dos seus esforços para dá o mantimento a casa. Quantas vezes, minha mãe dizia:”Homem lembra um pouco de ti.” Mas o que o alegrava, era saber que os seus três filhos e sua esposa estavam bem.
Hoje aos seus 62 anos, Deus tem renovado suas forças mesmo em passos lentos, ainda luta pelo bem estar da casa e da família. Mesmo os filhos já todos casados e independentes, a sua preocupação é a mesma. Nunca se esquivou para dá o melhor aos filhos. È um grande pai! E hoje vejo o meu esposo fazendo o mesmo comigo e, com os nossos filhos.
Portanto medito e agradeço ao Senhor: “Que darei eu ao Senhor, por todos os seus benefícios? Qual o homem que, o filho pedindo-lhe peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?( Mt 7:9-11).
Feliz dia dos pais para todos que têm o privilégio de abraçar e beijar aos seus pais e, aos que ficaram órfãos, que cultivem sempre a boa lembrança dos seus queridos e, sejam gratos por ter no plano metafísico, um Pai que está acima de todos os pais, o nosso Deus que nunca abandona e nem desampara.

Recife (PE), 06/08/2010 às 01:05hs

-16-
Lembrança & Tributo:
Esther Rogessi

Essa é uma temática dolorida, diante do fato de eu não ter pai e de serem poucas às boas lembranças. Tudo isso é fato, porém, diante dessa análise, chego à conclusão de que, devo-lhe a vida. E, o bendigo, o perdôo e sinto saudades das poucas lembranças boas que, guardo quando da minha infância; da minha imensurável e cândida alegria, ao receber dele -aos cinco anos de idade-, o que para minha mente infantil foi lindo, caro e marcante: o meu primeiro talher... Lembro de uma viagem que fiz ao seu lado a uma praia linda no litoral de Maceió/Alagoas; lembro do seu jeito, seu andar..não mais o verei! Sinto saudades do que não vivemos... Do que poderíamos ter vivido.. e, que, se assim, tivesse sido.., eu estaria hoje, perpetuando suas ações através dos meus escritos. Mesmo assim, aqui está o meu pai, que não foi o que poderia ter sido.. porém, creio, que, ele me deu o máximo de si... e, para ele, mesmo não sendo, foi o seu melhor, eu queria que tivesse sido o melhor de Deus para mim... Resta-me saudades e o desejo de ser para os meus filhos, e netos, o que senti faltar nele, para comigo. Encontrei porém, um Pai que transcende qualquer outro, em bondade,amor e compreensão. A Ele, dedico a poética que dele recebo:
TESOURO INCOMPARÁVEL
Recolho-me à solidão...
Momento d’encontro com o meu eu
... esvazio-me de tudo, para sentir-Te meu!
Ó cândida doçura invade minh’alma.. e, eu,
assim.. calma, deleito-me em tua presença.
Sinto-me pequena..menina, envolta por Ti!
Qual pérola..encoberta dentro da ostra
...protegida pela concha.. Assim sou eu!
Qual criança, mão pequenina,
Segura pelo pai, em confiança...
Que lhe parece um gigante..em força, em poder
...Assim, sou eu!
Qual namorada, levada por caminhos difíceis
Que contigo se tornam maravilhosos
...Assim sou eu!
Calo-me, falas-me..manso e verdadeiro!
Ouço-Te..e, segundo o Teu querer
...Enfrento o mundo inteiro...
E, contigo venço!
Quantos não entendem..esse laço bendito?
Quantos querem entre nós se interpor...
Meu amado, amante de minh’alma,
Tesouro incomparável, que me dá o real valor!
Amo-Te... amas-me!
Pequenina sou!


EstherRogessi. Prosa & poesia: Lembranças & Tributo.
Presidente da Seccional e Regional CAPPAZ Recife/PE
05/08/10 às 08h55min.

-17-
Ao Meu Pai
Carlos Reinaldo de Souza

Vou descrever, nestes humildes versos,
tudo o que evoca um passado feliz;
meus sentimentos, falhos e dispersos,
porém, não retratam tudo que eu quis.

Pai, lembro-me de ti; ainda menino
ouvia tua voz, firme e calorosa;
eu, que me julgava tão pequenino,
sentia minh'alma mais valorosa.

Teu semblante era austero e jovial;
coerentes eram as tuas lições,
em se tratando do bem ou do mal.

Como mestre, externavas a brandura,
sabias separar bem as funções,
como pai, exalavas a ternura!

Conselheiro Lafayete (MG)

-18-
Bilhete ao pai adotivo
Haydée S. Hostin Lima

Eu não estava
no porta retrato
de ninguém
vagava desnudo
nos corredores da solidão.

Um dia teus braços amarrados
soltaram-se e acolheram-me.
Surpreso fui ao teu encontro
vacilante criança
sonegada de amor.

Alimentado pelo teu colo
bebi tua água
mastiguei teu pão.

Teu amor de pai
me fez corado tranqüilo
feliz e menino.

Hoje sou o
teu retrato.

Santa Maria (RS)

-19-
Recordações...
(“Em memória”)
Joyce L.Krischke

(Re)Lembranças... não consigo ouvir
Recordações... Lágrimas a cair
Passeios no Parque da Redenção...
Ah! Vejo seu jardim em extinção

Suas rosas... pomar abandonados
(Ex)Refúgio de pássaros... namorados
O seu verde gramado já secou
E o canto dos passarinhos acabou

Hoje, estou aqui com meus ais

Na Roda Poética- “Dia dos Pais”

Balneário Camboriú (SC), 05/08/2010.- 15h45min.

-20-
Os Pais nos Bastidores
Fernando Alberto Salinas Couto

Há muitos que, felizes, assumem.
Há outros inseguros que relutam.
Os mais covardes até somem.
Mas os mais dignos participam !

Mães são sempre mais lembradas,
mas todo pai que é responsável
tem nelas as suas amadas
e sabem qual é o seu papel !

Diante dessa louca sociedade,
o amor aos filhos traz preocupação,
pois pai que tem responsabilidade
está sempre com o coração na mão !

Mas a emoção dos primeiros passos
daquele pequeno ser de instinto puro
sendo trocada por sucessos e fracassos
aumenta incertezas sobre o futuro !

Enquanto as mães recebem flores,
eles compreensivos e apreensivos,
acompanham sozinhos nos bastidores,
querendo somente os filhos vivos !

Mas o mais admirável e relevante
é que mesmo magoado e repelido,
um pai que nunca esteve ausente,
pelos filhos, um dia será querido !

São Paulo (SP), 08/08/07

-21-
O Tempo e meu Pai
Osmar Ricardo Lazarini (Sonekka)

Pai, se lembra eu era pequenino
dormia e tinha muito medo
dos meus sonhos intranquilos

Pai, me socorria dos perigos
me protegia dos castigos
desse mundo marginal

Pai, eu não queria ser piegas
mas as peças que essa vida prega
Afastou os vossos braços esse homem
que hoje chora por vocÊ

Pai, eu ando tendo pesadelos
Socorro pai eu tenho medo
Porque o tempo passa
rápido demais

Pai, eu quero só te ver sorrindo
correndo feito o seu menino
meu medos era de que tempo
afastasse nós dois

Santos (SP)

-22-
Somente por um dia?
Regina Azenha

Posso até
estar errada,
mas continuo não concordando
com certas datas comemorativas...

Será que devemos
demonstrar amor,
carinho e gratidão a um Pai,
somente por um dia?

Certamente que não.

Um Pai
muitas vezes é Mãe também,
é aquele a quem temos por herói,
é quem nos dá amor incondicional,
e às vezes mesmo errando,
tenta fazer o melhor por nós;

e se por algum motivo
ele se omitiu,
e não cumpriu a missão,
que por Deus lhe foi confiada,
mesmo assim,
devemos ao nosso Pai
amor e gratidão
por nos ter gerado...

Santos (SP)

-23-
Homenagem ao Dia dos Pais
Celso Corrêa de Freitas

"Meu pai não precisou fazer muito para que eu o reverenciasse como uma pessoa especial para mim.
No começo do meu "SER" pensante tinha como certeza: Ele, com minha mãe me deu a vida, isto já me basta para ama-los.
Aos Dezoito anos no entanto, senti falta de algo e num encontro marcado com ele, lhe falei na nossa primeira conversa de verdade o quanto este detalhe era importante para mim.
Disse-lhe: Eu já trabalho, já luto pelo meus sonhos, mas tem uma coisa que está me fazendo falta. Esta coisa é o seu reconhecimento de que sou seu filho, não o reconhecimento Legal mas o Pessoal.
Ele me entendeu, me abraçou, chorou(E eu também) e assim a nossa vida pode seguir seu curso naturalmente.
Este reconhecimento contribuiu para eu ser o que hoje sou.
Ele realmente não precisou fazer muito...mas eu o amei e o amo todos os dias dos quais vivi e ainda vou viver.
Mesmo distante em todos os sentidos, ele sempre foi e será, meu Pai!"

Santos (SP)

-24-
Pai !!! (Memoriam)
Olga Kirilo (ROSASOL)

Que meus pensamentos sejam
Portadores de imensa paz...
De carinho!!!
Que deles estravazem límpidos
pensamentos de amor,
de balsamo...
de alívio...
de força...
de luz....
para amenizar nossa dor !

que sejam substituídos por amor
a nossa imensa dor !
doída com a sua passagem
para a eternidade!

Saudades ! oh !!! saudades!
Faze-me forte ao meio
da tempestade,
Deixando-nos ver o sol que nasce,
Que rompe a noite ! Que se faça dia!
Que se faz belo! Que se faz vida !

Xau João, esse era o nome
que você usava quando
era meu PAI ! nesse
Planeta terra.

Até um dia PAI !
NUNCA te esqueci
Te amo como sempre te amei!


Goiânia (GO), 05/07/2010

-25-
Pai???
Cida Micossi

Se eu pudesse, claro, tivesse eu o poder hoje voltaria no tempo e me faria sentar - um menina de 11 anos, ao lado de meu pai no barranco lá na chácara do Augusto, amigo que sempre o convidava a ir apanhar laranjas no pomar onde o que se plantava, frutificava... Nesse lugar bucólico, alimentada pelo amor da família eu ouvia as suas histórias que, entre o colher e o descascar uma laranja e outra, ele me relatava sobre sua vida na Capital. E eu o ouvia encantada, e viajava com suas experiências. Ele era meu herói!
As mãos calejadas pelo trabalho, limpava nas pernas das calças de brim cáqui o canivete que tirava do bolso: caprichosa e lentamente cortava a casca modelando-a como óculos e a depositava em meu rosto num gesto de proteção e carinho. Essas nossas aventuras eram embaladas pelo cantar dos pássaros, alguns raros que Seu Augusto tão orgulhosamente cuidava. A terra era fértil e assim era a minha imaginação. Do alto do pequeno barranco, meu olhar alcançava a estrada, saída para a cidade grande, horas distante dali.
E lá ficávamos por horas, meu pai e eu, dois sonhadores sentindo a natureza pura e desfrutando do amor familiar. Vivíamos o momento; para mim, não havia preocupação com o futuro porque mesmo modesta a família se mantinha e na minha concepção de menina o tempo era estático. Apenas os dias se seguiam, eu não tinha o alcance de pensar que um dia cresceria (era tão bom ser criança...), iria me casar, ter filhos, trabalhar e sofrer – mero detalhe.
Ao final de nossa aventura, após encher meio saco com laranjas lima e a outra metade com laranjas cravo (hoje raras) voltávamos alegres a casa e já sentíamos o cheirinho agradável do jantar que minha mãe cedo começava a preparar. Nossa vida prosseguia. Éramos felizes, vivíamos do fruto do trabalho de meus pais... E eu dos sonhos que ele tão bem me ensinava a cultivar, ASSIM COMO ERAM cultivadas as laranjas do pomar de Seu Augusto.
Não tenho mais sua presença física, porém pequenos grandes momentos como esses já passados me fazem sentir os olhos molhados e a alma reconfortada pela base familiar que independe de situação financeira ou cultural, mas de fatores muito mais importantes: segurança, afeto, retidão, amor, amor, amor...

Santos (SP), 08/08/2010

-26-
Desvelos de Pai...
Eloísa Antunes Maciel
(À memória de meu pai, Nestor Antunes Maciel)

Ele se desvelava bravamente
No intento de cumprir a sua missão...
Sua luta corajosa, e persistente,
Fez-se um exemplo de dedicação...

A qualquer hora, e a qualquer momento,
Aos filhos se dispunha a confortar...
Visava a resguardar o sentimento,
De independência e de bem – estar...

Já velho e alquebrado pelos anos,
E vergastado pelos desenganos,
Dizia aos filhos não temer a dor...

Se hoje ele reside noutro plano,
Eu louvo o seu exemplo sobre - humano,
Pois ele foi meu pai... “O Seu Nestor”...

Santa Maria (RS)

-27-
Seu José...
J.J. Oliveira Gonçalves

Domingo de Oxalá... O Céu chumbado
Neste Dia dos Pais, a manhã fria
Reporta-me às janelas do Passado
Num misto de Beleza e Nostalgia!

No anteontem, lá, da Existência
Criança eu era, então... Trabalhador
Meu pai de seu papel tinha consciência
Sabia da Família o seu Valor!

Entre brinquedos, livros - me criou
E para eu ser alguém muito lutou
Em sua humildade de homem pobre!

Domingo tão tristonho quão dolente...
Eu lembro com Saudade, ó, pai, da gente
E abraço tua Lembrança - Amiga e Nobre!


Porto Alegre (RS), 08 de agosto/2010. 12h22min
jjotapoeta@yahoo.com.br  - jjotapoesia@gmail.com
http://transmutacoes.zip.net  - www.cappaz.com.br
http://muraldosescritores.ning.com

-28-
Saudades do Bom Pai!
J.J. Oliveira Gonçalves

Embora pai, me sinto um tanto ausente
Neste domingo em que a Chuva chora!
No coração, há um quê de descontente
Saudade do bom pai que foi embora!

Ano passado ainda, aqui, estava
O que de tão velhinho, então, morreu!
Aos poucos, o seu corpo definhava
Vela que se apagou... (Sequer gemeu!)

Ah, recolhido em mim olho a vidraça
E a Chuva a tilintar ela me abraça
Suas lágrimas em doce lulluby!

A Vida é assim... Que assim quis Deus
E entre lembranças mil, dos olhos meus
Escorre esta Saudade do meu pai!

Porto Alegre, 08 de agosto/2010. 15h19min
jjotapoeta@yahoo.com.br  - jjotapoesia@gmail.com
http://transmutacoes.zip.net  - www.cappaz.com.br
http://muradosescritores.ning.com

-29-
Homenagem aos Pais Amigos
Poema-Acróstico nº 3121
Por Sílvia Araújo Motta

H-Homenagear PAIS é gratificante:
O-O sol invisível, que sabe aquecer,
M-Mostra firmeza no olhar cativante
E-E na força do exemplo pode vencer;
N-Na pauta afinada, a nota cantante
A-Alcança objetivos pela força do querer,
G-Guarda a esperança na busca constante
E-E na fé transcendente, o compreender;
M-Maior companheiro que PAZ garante;

A-A mão de sustentação na caminhada,
O-O braço que põe um carinho no colo,
S-Saudade feliz da família muito amada!

P-Parabéns PAIS, pela responsabilidade,
A-Ao lado das Mães que geram o AMOR,
I-Irradiam afeto na LUZ da maternidade,
S-Sempre confiantes no Cristo Redentor!

A-Aprendem a ser filhos quando são pais,
M-Mas aprendem a ser melhores PAIS,
I-Indiscutivelmente, quando são AVÓS...
G-Geradores do porto seguro FAMILIAR,
O-Orgulho dos filhos que não lhes deixam sós.
S-Segundo Domingo de Agosto,PARABÉNS!

Belo Horizonte (MG), 8 de agosto de 2010.

-30-
Caminhos de Pais
Acróstico nº 2465
Por Sílvia Araújo Motta

C-Com alegria o Pai, até chora:
A-Anuncia a paternidade querida...
M-Mais tarde escuta, aconselha,
I-Indica ao filho o melhor caminho,
N-Na vida de quem lhe espelha:
H-Hombridade, integridade de caráter,
O-Ostenta, enquanto pode entregar
S-Sua forma verdadeira de amar.

D-Depois de doar-se tanto na vida,
E-É tempo de descansar na velhice,

P-Para receber o que fez por merecer:
A-Amor, compreensão, paciência,
I-Imprescindível PAZ para irradiar
S-Sabedoria, na voz da experiência.

C-Caminhos de Pais responsáveis
A-Anunciam a gestação programada,
M-Maestros de gestos e ações memoráveis,
I-Inesquecíveis, junto à mãe amada...
N-No colo, carregam o bebê nascido,
H-Homenagens merecem o ano inteiro!
O-O Dia dos Pais, por gosto, foi escolhido:
S-Segundo Domingo do mês de agosto.

D-De mãos dadas os pais seguem
E-Estradas iluminadas de amor...

P-Pais de filhos adotivos também
A-Amam, apadrinham de verdade,
I-Interagem altivos na família,
S-Semeiam alegria, paz, felicidade.

Meu pai Sílvio já dizia
desde a minha tenra idade:
-Se quiser ter ALEGRIA
cultiva AMOR e AMIZADE.

PARABÉNS AOS PAIS.

-31-
Ser Pai nos dias Atuais
Marco A. Amado

Ser pai nos dias atuais
É difícil!
Mesmo aprendendo com nossos erros

Mesmo quando sabemos a hora de falar...
E também de calar...
As vezes, ser apenas um coadjuvante

PAI...
Pai...
Lembro-me de tuas calejadas mãos
Elas foram importantes
Na minha criação.
Foram rígidas no momento certo
Souberam me orientar...
E foram serenas em me amparar!
Pai, tuas calejadas mãos
Foram o exemplo de trabalho!

Ilha do Governador (RJ)

-32-
Árvore Genealógica!
Deomídio Macêdo

Homem ...
Cabelos alvejados, corpo frágil, sensível.
pensamentos confusos no cérebro,
provocado por Alzheimer.
olhar no meu olhar,
aleatório, sem saber quem sou!
Seu sorriso inebria minha alma,
Pedindo-me cuidados especiais.
Este homem permitiu-me vir ao mundo;
Ensinou-me a caminhar, rezar;
Cantou pra eu dormir;
Sofria com o meu sofrer;
Sorria com o meu sorriso;
Apresentou-me a Jesus;
Ensinou-me a amar.
Hoje, eu canto para ele dormir;
Sofro com o seu sofrer;
Rio com o seu sorriso.
Falo pra ele de Jesus.
Acaricio seus cabelos grisalhos
E falo bem baixinho aos seus ouvidos:
Obrigado por você existir!
Por ser amigo! Conselheiro! meu irmão.
Obrigado por ser meu pai, tu és meu herói.
Gutemberg Macêdo.

Guanambi (BA)

 

 

 

 





|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||




Arte e Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Fundo musical: Pai - Autoria do Confrade Leonardo André
Todos os direitos reservados