ENCERRAMENTO

Encerramos com sucesso mais uma Roda Poética-Radiofônica - Dia dos Professores- 2010.
Agradecemos a presença de todos, num total de vinte e quatro participações.
Os textos que integram a Roda Poética foram lidos na Radiosol (os últimos textos, recebidos ontem, serão lidos no Programa Boleros e Poesias de hoje-17/10/2010).

A Webradiosol em parceria com a CAPPAZ sente-se honrada em homenagear os mestres e educadores no Programa Boleros e Poesias no Dia dos Professores.
Parabéns a todos, por esse caminho de luz em prol de levar sabedoria aos alunos!

Abraço fraterno a todos.

Diadema/SP, 17/10/2010.

Flávio Martinez
Diretor da Radiosol
Diretor de Divulgação - CAPPAZ

Balneário Camboriú/SC, 17/10/2010.
Joyce L. Krischke
Presidente Nacional - CAPPAZ







Roda Poética

DIA DOS PROFESSORES
15 de outubro de 2010

Participações


01- Joyce L.Krischke
02- Karina Salerno
03- Marco A. Amado
04- Elio Candido
05- Fátima Peixoto
06- Kedma O’liver
07- Kika Brandão
08- Akasha De LionCourt
09- J.J. Oliveira Gonçalves
10- Celso Corrêa de Freitas
11- Pablo Silveira
12- Diná Fernandes
13- Aparecida de Lourdes Micossi Perez
14- Sidney Santos
15- JJ.Oliveira Gonçalves
16- Judite Krischke Sebastiany
17- Eloísa Antunes Maciel
18- Fernando Alberto Salinas Couto
19- Carlos Reinaldo Souza
20- Silvia Benedetti
21- Stella Vives
22- Fernando Salinas Couto
23- Eliene de Miranda
24- EstherRogessi








01.
PROFESSORA... SEMPRE PROFESSORA
Joyce L.Krischke

(Para as minhas filhas professoras: Mariazinha e Judite)

Sim, sou professora!
Sempre serei professora.
Sou aquela que muito usou o giz.
Professora que da vida é aprendiz.

Professora do B, A, BA... Do um mais um,
Professora que estudou aluno... um a um.
Professora que viu seu aluno “prefeito”,
Embora sem estudo perfeito.

Professora da professora do seu filho,
Cuja missão é dar luzes e não brilho.
Professora que, da escola, até o chão lavou
E de muitos alunos as suas feridas tratou.

Professora da ciranda, cirandinha...
Professora da menina em desalinho.
Professora que muito segredo guarda
Professora... Ouviu muito e ficou calada.

Professora da primavera e do verão
Professora sempre em qualquer estação
Professora de escolinha do interior
Professora do universitário enfrentador.

Professora da diretora e da supervisora
Sim, sou professora... Já fui até inspetora!
Vivenciei todos os papeis no magistério,
Descobrindo da vida algum mistério.

Professora... Ser professora sempre eu quis!
Professora do lápis, da borracha e do giz,
Professora da caneta, da prova vestibular,
Conjugando dia após dia o verbo PAZEAR...

Editado em A Volta da Lu@zul- Página 72- 2ªEdição
Releitura pela autora em 14/10/2010-19h:35min




02.
Mensagem aos professores
Karina Salerno


Olá, boa noite!!
Gostaria de colaborar com este singelo agradecimento aos mestres!
Um forte abraço

Aos professores, não apenas àqueles que ensinam as letras e os números, mas principalmente aqueles que ensinam sobre a vida; Àqueles que deixam sua herança sobre este mundo nas mentes de seus pupilos, semeando idéias e ideais pelos caminhos que trilharam, pelos corações e almas que tocaram;
Àqueles homens e mulheres que nos tomaram pela mão e nos conduziram na aventura brilhante e memorável do saber, sempre inesgotável, sempre infinita e que fazem dos livros seus fiéis parceiros e confidentes; A todos vocês, pessoas iluminadas que assumiram com bravura a nobre e árdua missão de transmitir e fazer brotar o saber aonde quer que seja, a vocês que verdadeiramente mais do que professores são sábios mestres:
Muito obrigada e o mais sincero agradecimento por este trabalho de doação incondicional prestado a toda a sociedade. Obrigada por nos ensinarem a sermos pessoas melhores, mais fraternas e mais humanas!!
Aos mestres com carinho, a nossa mais profunda gratidão.

Karina Salerno
Porto Alegre/RS




03.
SER PROFESSOR É...
Marco A. Amado


Ser professor é muito mais que ensinar...
E o conteúdo dominar...
Não é apenas educar...
É se doar...
Ao aluno se dedicar!
Pois o futuro deste jovem
Encontra-se em suas mãos.

Ser professor é ser do lar a extensão
Descobrir o potencial do jovem...
Enxergando o talento individual
E fazê-lo entregar-se
Em busca de um ideal.

Ser professor não é apenas um trabalho
Mas, sim, uma entrega de corpo e alma
A uma causa às vezes árdua

Ser professor é ser paciente e sereno
Encontrar mil formas de ensinar...
É esquecer os descasos
Até mesmo a desvalorização...
Que encontra em seu caminho...

Ser professor é ser forte...
Pois um dos seus principais afazeres
É formar cidadãos
Dando chance de igualdade
Ensinando princípios e dignidade
Além da responsabilidade...
Pois escolheu para si está profissão

Ser professor é ser como a natureza
E com sutileza...
Promover a transformação...
Por isto aceitou está árdua missão.
Onde a vitória de seus aprendizes
É sua maior satisfação!

Ocram 14/10/10
Ilha do Governador/RJ



04.
PROFESSORA..
Elio Candido


É quanto tempo!
Agora sei compreender.
Porque brigava para eu fazer o dever
Como eu não entendia que era para eu crescer.

A primeira palavra que dificuldade
De aprender a bela realidade.
Hoje te vejo em imagens retorcidas
Mas na alma e mente jamais esquecida.

Do aluno hoje ainda a alma a pulsar
Quanto queria no tempo voltar
Em teus ensinamentos mais atenção prestar.

Só que Deus em sua sabedoria.
Nada faz por ironia.
Você Professora dotou de paciência.
E assim veio e ensinou a primeira ciência.

È Mestra!
Aprendi que educação
É chave que abre até coração.
Que palavras trazem a emoção
Os números a exatidão.

Mas Mestra a melhor lição.
Veio da sua atenção.
A mim dedicada
E creia! Por Deus e por mim respeitada

Elio Candido de Oliveira 15, 10, 2010
ibia/MG



05.
Professor é ser facilitador de sonhos
Fátima Peixoto


Apaixonado pelo ato de ensinar
Ensina e aprende,
Trabalha com a formação humana,
Passa exemplos e valores,
Vivenciando os conhecimentos adquiridos,
Na vida e nos livros de grandes educadores.

Crianças, adolescentes, jovens e adultos,
Responsabilidade de motivar, educar e ensinar,
Não por obrigação,
Não só para colocar uma nota,
Não só para aprová-los no final de ano,
Mas para que sintam que o aprender ...
Nos leva a outros horizontes

A vida é uma grande aprendizagem,
Aprendizagem significativa
Que usamos para sobreviver,
Aprendemos o que nos dá prazer
Aprendemos quando nos apaixonamos,
Pelo que é ensinado,
E pela competência de quem ensina

Ser Professor é ser um facilitador sonhos,
É ajudar as crianças, adolescentes, jovens e adultos,
A lançarem voos cada vez mais altos,
É acreditar que você é responsável por uma geração melhor,
Mais justa, mais humanizada.

Faça sua parte Professor!!!
O mundo será bem melhor com seu compromisso,
Competência e dedicação...
Não podemos deixar de sonhar,
Nem deixar de facilitar, alimentar os sonhos
Das nossas crianças, adolescentes, jovens e adultos,
Para que os sonhos se tornem realidade.

Já que nossos governantes não priorizam,
A formação da população,
Quanto mais ignorantes,
Voto trocado por um quilo de feijão.

Cabedelo/PB



06
AO MESTRE
Kedma O’liver


A você que sempre passa
várias horas de seu dia
dedicando a ensinar
as pessoas com alegria

deixo aqui o meu abraço
e meus respeitos também,
és digno de aplausos
pois ao mundo fazes bem.

Se for criança que ensinas
Tem que ter muita tolerância
Pois sabemos que com elas
É preciso paciência

Se for pessoa adulta
É cuidado dobrado
Pois precisam de atenção
Pra não se sentir rejeitado.

Professor, eu admiro
Pois sei o quanto é preciso
De abnegação e carinho
Para assumir esse compromisso

Á você o meu abraço
e a minha admiração.
Parabéns pelo seu dia,
receba, é de coração.

Santos/SP



07.
Minha professora
Kika Brandão


Lembro bem da minha professora de infância.
Uma senhora de voz meiga e firme
Já com alguns fios prateando-lhe os cabelos.
Ela tinha o sorriso aberto o tempo inteiro.
Era uma mulher sábia e fraterna,
Ensinava-nos com as lições da vida
Que ia muito além do ‘b, a, ba’.
Professora que nos observava para nos ajudar
Conseguia ver através dos nossos olhos, nossos problemas
Não fazia alarde, e na sua meiguice ajudava um a um.
Sabia escutar e tinha o dom de nos fazer ouvi-la.
Professora, mestra da entrega e do amor.
Professora do pai, da mãe, das professoras, de todos.
Professora que ensinava além do português, história ou matemática.
Ensinava-nos lições de amor, caridade e doação.
Despertou em mim, ainda criança, a vontade de professora também ser.
Não lembro uma outra profissão que eu quisesse ter.
Desde criança, professora eu queria ser.
Lembro que brincava de escola na porta de casa
Com caderno e lápis na mão, reunia as amigas e suas babás.
Na inocência da idade,
Não percebia que tinha feito da calçada uma sala de aula.
Ensinava a noite, o que eu aprendia de dia.
E o que não sabia, perguntava a professora no outro dia.
Quantas saudades da minha doce professorinha.
Professora é profissão sublime,
Que só se faz bem feito se for com entrega e amor!
Para minha inesquecível professora primária... Dona Esthér M. Sales!

15.10.10
09h: 50 min



08.
À Mestra Com Carinho
Akasha De LionCourt


A você que me ensinou os primeiros passos...
Me fez acreditar sempre que eu seria capaz...
Deu-me carinho, afeto, dedicação...
As primeiras letras ajudou-me a desenhar...
As vacinas escolares e meu medo de injeção
Os machucados e o sangue...
Eu tinha pavor então...
Lembro-me da Cartilha Caminho Suave...
O alfabeto todo colorido...
As musicas infantis hei de carregar
Para aos meus filhos ainda ensinar...
Ah, mestra, você era cheia de Luz
Fortaleceu-me o caráter,
Deu-me raça e nobreza...
Cidadania aprendi,
Amar meu próximo também
Respeitar acima de tudo,
Lutar sem pisar em ninguém...
Mestra, se todos fossem iguais a você
Não teríamos tantas crianças nas ruas
Abandonadas,
Largadas
Exploradas,
Lavando carros
Vendendo doces...
Roubando,
Matando...
Sendo mortas...
Se houvessem mais mestras como você,
E educação fosse levada a sério
Criança estaria na escola,
E jamais em lápides no cemitério...
Obrigada por fazer da sua vida
Uma parte da minha.

Akasha De LionCourt
Bauru/SP

Para minha primeira professora, Sílvia, que aos seis anos
me ensinou lições para uma vida toda...
e a todos os mestres que, como ela, fazem desse mundo
um lugar menos repleto de dor e sofrimento.
Parabéns pelo Dia do Professor !

Akasha De Lioncourt



09.
Pai-Professor!
J.J. Oliveira Gonçalves


Revivo a Via-Crúcis de meu pai
Que, neste Dia, ia me deixando...
Silenciosamente... sem um ai...
Meus olhos a escrever vão-se orvalhando!

Há tantas Marcas, neste vida amarga...
Marcou-me a Sina, assim, mais esta Dor:
(Só de lembrar minha garganta embarga!)
Meu pai foi meu primeiro professor!

Pois, o que é um pai, se ele não ensina
Ao filho, à filha, sobre os “quês” da Vida
Que, se ela é bela, exige e é igual dorida?

Na tumba, silenciosa, e esmeraldina
Onde o corpo do pai – quietinho! – jaz
Ao Vento eu peço que o nine me Paz!

Que o Vento é meu irmão – e cantador
Minh’Alma embalará quando eu me for!

Balneário Camboriú, 15 de Outubro – Dia do Professor/2010.
11h22min



10.
O Lama e a Corrupção
Celso Corrêa de Freitas


A lama (corrupção) era tanta, que uns poucos movidos pela preocupação, decidiram consultar um LAMA.
-Mestre o que fazer para sairmos desta lama?
O mestre pensou, pensou...Pensou mais um pouco e sentenciou.
- A lama que os cobre, é a origem da perola. Parem de olhar para o lodo e olhem para a perola.
Os consulentes começaram a sair da frente do LAMA. O faziam sem estarem convencidos pelo entendimento daquilo que o mestre lhes dissera. O mestre percebeu e chamou-os de volta a sua frente e pacientemente lhes explicou:
-Quem gera a perola é a ostra e o que gera a ostra é o lodo. O lodo é a ignorância que os domina e a ostra é a reação a este estado, através da educação e do conhecimento.
Finalmente eles entenderam e voltaram para casa e ali promoveram uma revolução. E a nós, enquanto família ou individualmente, precisamos ajudar os nossos Professores a promoverem a revolução educacional que irá tirar o Brasil dessa lama,onde poucos são aqueles que realmente ganham e muitos são aqueles que realmente perdem.




11.
O retrato de um mestre
Pablo Silveira


Maria, professora
54 anos
alguns
deixados
à profissão
e uma furtiva
desolação
diz-se respeito
ao pó inalado
pela alma
ao descrever
no quadro
os versos
do saber
não rimados
pelo abandono
do ser.

E agora, Maria?
uma chaga
no estômago,
uma fenda
no coração.

Hoje, pré-aposentada
recebe o santo
óbolo dos mártires
pago, vaticanamente,
pela nação

(E o aprendiz?
À espera
de aprender
nalguma estação,
quando houver
o desejo
irrestrito de
EDUCAÇÃO!)



12.
Acróstico – Dia do Professor
Diná Fernandes


Digno de aplausos, é o Mestre
Ingressa na profissão com sede de formar,
A nortear caminhos que nem sempre serão seguidos,

Dia a dia sob chuva ou sol, ela está lá, parece incansável.
O caminho é árduo, requer amor e paciência

Profícuo , necessário e um tanto desvalorizado.
Respira ensinamento e os repassa compulsivamente.
O difícil conciliar da vida doméstica, com a vida laborativa,
Faz do Professor um ser polivalente
Essa capacidade de multiplicidade lhe é peculiar.
Seu maior prazer é ver o desenvolver dos seus discípulos.
Sua maior injúria é ver suas palavras perdidas e o sucateamento da Educação.
Oh! Senhor proteja os Mestres, dá-lhe força e Luz prá suportar o peso do fardo,
Renuncias tantas estão a permear suas vidas, temeroso segue lutando por melhores dias.


15 de Outubro-dia do Professor

Parabéns Mestres!

O Mestre é aquele ser abnegado que traz em si o dom de ensinar, e de compreender as inúmeras dificuldades dos seus discípulos, conhece cada um a fundo.
Ser mestre é antes de tudo saber liderar. É desafio, é prazer, é doação e divertimento, é um mundo complexo a ser entendido...
Educar é transformar através do ensinamento que chega como uma luz na escuridão, daquele que nada sabe. É sentir-se gratificado pela função de formador de talentos, e por ter a certeza que seus ensinamentos irão perdurar por uma vida inteira.
Carrega nos ombros a grande responsabilidade que lhe é imposta...
O zelo e carinho pela criança, como se filho fosse, é uma das suas prioridades. É cobrado por tudo e mal reconhecido!
Mas o que dói, não é o cansaço do dia a dia, é o descaso das autoridades, deixando “N” crianças analfabetas sem perspectivas de futuro algum,
dói o desrespeito ao Mestre em pleno exercício da profissão,
dói ver as escolas sendo usadas para outros fins,
dói saber que existem jovens que não querem aprender!
Dói a segurança que lhe ronda


Feliz Dia do Mestre!

Diná Fernandes



13.
Dia do Professor
Aparecida de Lourdes Micossi Peres


Desde muito criança meu pai me perguntava onde eu era bonita.
- Nos olhos. - respondia eu.
Aos seis anos já estava matriculada no Grupo Escolar. Poucos dias depois de começarem as aulas, chegou à porta da sala a Professora Dirce e perguntou à minha professora D. Wanda:
- Quem é aquela menina de olhos azuis? Vou levá-la comigo.
E lá fui eu para a classe dela, auto estima elevada, feliz da vida.
Dona Dirce era bondosa, paciente e marcou muito minha vida escolar.
Quando fui para a terceira série, tive aula com uma professora substituta de longas unhas vermelhas e “olhar de bruxa” (hoje verbalizo isso pela primeira vez). Ocorre que, passando pela minha carteira, ela me viu conversando com a colega do lado e me deu um forte beliscão no braço. Não sei bem como foi, mas eu consegui “enterrar” essa pessoa no meu subconsciente, só deixando a lembrança aflorar 40 anos depois, numa sessão de cinesioterapia.
Dona Dirce, ao contrário,mesmo já estando em outra dimensão, sempre continuou viva e amada em minha memória. A ela e a todas as minhas professoras e professores, deixo aqui a gratidão por terem influenciado na profissão que ainda hoje exerço com muito amor e dedicação. Aos meus alunos, que me oportunizam concretizar meu trabalho, fica a alegria por poder fazer parte de suas vidas.

Aparecida de Lourdes Micossi Perez , Cubatão, 04/10/2010




14.
Aos colegas!


"Ao Professor é atribuída a sublime missão de transmitir conhecimento com honestidade de propósito."

Sidney Santos
Professor de Educação Física



15.
Professorar...
J.J. Oliveira Gonçalves


Professorar... Sinônimo de Amar
De transmitir Saber – com Emoção!
De ao Aprendiz, contente, ensinar
Com ele, aprender nova Lição!

Professorar é a Alma aprimorar
Não é sacerdócio, não: é profissão!
É o coração docente revelar
Num labutar de Paz: dedicação!

Ah, professor já fui por longos anos
E por buscar os Rastros Franciscanos
Sofri – por contrariar o vil Sistema!

Porém, cumpri – com Honra! – a Caminhada
E ao chegar ao fim da árdua Jornada
Confirmo: Paz e Bem é o meu Lema!

Que o Ato de Ensinar é Humildade:
O Mestre e o Aprendiz – na Igualdade!

Balneário Camboriú, 15 de outubro – Dia do Professor/2010. 10h45min



16.
EDUCAR, HOJE
Judite Krischke Sebastiany


Hoje não está nada fácil educar,
Muito mais fácil seria cantar ou dançar.
Muita concorrência desleal,
Levando nossos jovens para o mal.

Querem que eu desista,
mas sou teimosa
Canto tristezas e alegrias
em verso e prosa.

Se nós desistirmos
Com quem eles irão contar?
Se não tivermos amor e firmeza
Outros lhe oferecerão moleza.
Encontramos tristezas no dia-a-dia,
Encontramos esperança no olhar de Maria
O sucesso de um aluno, hoje
Alimenta a esperança, que ruge.

Como um leão corajoso,
Enfrentamos perigos e desafios
Pela criança, pelo jovem e pelo idoso.
Como águia que sobrevoa ruas e rios.
É preciso uma grande corrente,
Uma ação interdependente.
Uma forte rede de proteção
Em torno dos jovens desta nação.

(Professora-Especialista em Educação-
Orientadora Educacional-Diretora de Escola Pública)



17.
“AOS MESTRES, COM CARINHO...”
ELOISA ANTUNES MACIEL


Aos mestres, com carinho... Será piada,
Se seus direitos são ignorados?
Se sua autoridade é contestada,
Se seus preceitos são menosprezados?

Aos mestres que labutam, diariamente,
Mantendo o ideal da educação,
(Em situações por vezes deprimentes),
Os meus louvores e admiração...

“Aos mestres com carinho...” Isto é verdade?
Se a muitos o carinho é regateado?...
Talvez para ocultar uma inverdade,
Esse carinho seja simulado...

“Aos mestres, com carinho”, alguém repete,
Talvez por mero reconhecimento,
Como um simples refrão que lhe compete,
Ou tão somente como um cumprimento...

No entanto, penso que ainda exista gente,
Como ex-alunos, pais ou cidadãos,
Que expressem sua mensagem reverente,
Num preito de carinho e gratidão...

Que esse carinho, mais do que refrão,
Expresse uma homenagem merecida...
Aos mestres que, em favor da Educação,
Plasmam valores de verdade e vida!



18.
Mensagem-Radiofônica
Fernando Alberto Salinas Couto


Boa noite caro amigo e confrade Martinez, hoje, véspera do dia do professor, quero, desde já manifestar meu respeito e admiração por esses seres, professores e professoras, que no meu modo de ver, são mais importantes do que qualquer rei, presidente ou nome máximo de um país, inclusive ídolos que possam influenciar os costumes ou comportamento da infância ou juventude de uma nação, pois é a esses heróis (no caso do Brasil) que devemos não só os futuros empregos, mas parte da nossa personalidade e conseqüente felicidade. Digo só parte, porque entendo que o principal cabe aos pais, inclusive o respeito pelos mestres.


DIA DOS PROFESSORES
Fernando Alberto Salinas Couto


Neste dia de tanta importância
para nossa trajetória pelo mundo,
lembro até do jardim da infância,
onde se começava aprendendo.

Eu recordo como se fosse agora,
aquela figura, para mim, divina.
Seria minha primeira professora,
a querida e saudosa dona Dalvina.

As primeiras letras aprendendo
e até algumas contas já fazia.
Agora já estou até trabalhando
e também rabisco umas poesias.

Época que acima dos professores
só respeitávamos nossos pais.
Hoje com a inversão de valores,
quase ninguém se respeita mais.

E com esses os salários ridículos,
até nosso governo os despreza.
Sem eles, como fazer currículos
para entrar em qualquer empresa.

Queridos professores e professoras,
neste dia , finalmente, reconhecemos
que se nossas vidas são promissoras
é muito a vocês que nós devemos.

SP. 14/10//
Fernando Alberto Salinas Couto

Obs.: Além de homenagear aos (as) professores (as), desejo prestar uma homenagem póstuma à minha primeira professora, dona Dalvina, que ministrava aulas a crianças do bairro em uma garagem ao lado de sua residência.




19.
A PRIMEIRA PROFESSORA
Carlos Reinaldo


Eu me lembro, era pequeno,
ia à Escola estudar,
gostava do rosto ameno
da professora a falar.

Era boa e carinhosa,
nos gestos muita bondade,
não era muito vaidosa,
mas era linda, é verdade.

Ensinava com doçura,
com voz terna e amiga,
estava sempre à procura
do saber que nos abriga.

Quanta saudade eu tenho
da professora querida,
então, nestes versos venho,
trazer saudade incontida !

15/10/2010



20.
A C R Ó S T I C O
Silvia Benedetti


Professor
Reconhecido amigo,
Orientador sempre presente
Fonte do saber
E incontestável dedicação,
Segue sua missão sublime
Semeando a instrução,
Orientando ao melhor caminho,
Rumo por onde passa a educação!

Parabéns no seu dia!
Ártifice da arte do ensinar.
Roteirista das futuras conquistas
Aos que foram seus alunos:
Beatriz, Catarina, João, Maria,
E tantos outros que virão...
Neste seu sacerdócio de amor,
Seja reconhecido o seu VALOR!


Com o meu carinho Silvia Benedetti



21.
MESTRES
Stella Vives


Tantas vidas, tantas lições...
Eu , cheia de ambições...
sonhos que não acabavam mais...
Eles atravessaram minha vida,
trazendo-me conhecimento,
curiosidade e educação:
Meus Mestres queridos...
Pessoas maravilhosas,
que comparo às rosas...
porque perfumaram e
enfeitaram minha vida,
numa grande lição!
Obrigada,mil vezes,
por tamanha dedicação...
Pelo incentivo,
pelo reconhecimento,
pelas trocas...
Mestres!

MINHA HOMENAGEM !
PAZ E BEM!

Stella Vives
24/09/09
Momentos de Reflexão



22.
PELOS PROFESSORES
Fernando Alberto Salinas Couto


Neste dia, que é dos professores,
peço a Deus, com muita devoção,
por quem, com salário mesquinho,
se dedica a ensinar com amor,
acreditando no futuro da nação.

Ah, como eu sinto saudade
do tempo em que respeito
era o mínimo que se devia
a quem nos dava oportunidade
de realizar do melhor jeito
o que nossa cultura permitia.

Mas eu acredito na nova geração
que revê os verdadeiros valores
e, um dia, terá muita admiração
pelos nossos queridos professores.

SP – 15/10/10
Fernando Alberto Salinas Couto



23.
Professora Dona Ana
Eliene de Miranda


Ana foi minha professora
Que ensinou o BA... BA
Contar um, dois, três até mil.
Ela orgulha o meu Brasil.

Transmitia conhecimento
Muita experiência de vida
Dava aula de civismo
Ler, escrever com lirismo.

Querida professorinha
Muitos anos se passaram
Recordo do amor que tinha.

Sempre nos lábios o cantar
Aprendi com ela a tabuada...
Sonhar e as letras amar!

São Paulo, 15/10/2010



24.
PROFESSOR O QUE COMEMORAR NESSE DIA?
EstherRogessi


Seria bom que tivéssemos muito a comemorar no “Dia do Professor.” Profissão magnânima, imprescindível para a formação de futuros cidadãos.
Para que uma nação seja próspera, faz-se necessário que se invista e que se dê prioridade a saúde, educação e cultura do seu povo. Faz-se imprescindível, também, um governo instruído e sábio, em todos os escalões: vereadores, deputados e todos os possíveis etcétaras.
O conhecimento adquirido por cada um desses, do vereador ao presidente, deve-se certamente aos educadores, aos formadores de cidadãos, desde o maternal, até a pós, doutorado, mestrado... De forma que, o que hoje governa a nação o deve aos seus mestres. Porém, lança-os no esquecimento... Muitas dessas “enciclopédias ambulantes” observam hoje, no poder, semi-analfabetos, usufruindo de salários exorbitantes, diante da sofrível realidade salarial brasileira. Com mordomias dignas de uma realeza: carros, combustível, casas, viagens,hotéis,alimentação, roupas, altos salários, além de todas as facilidades criadas, por eles e, para eles. Salário intocável e só acrescido. Quase nenhum, trabalho e muito riso...
O educador brasileiro sobrevive com salário de fome, mesmo sendo enciclopédias vivas e ambulantes; se alimentam mal – pelo salário ínfimo diante da desvalorização da classe, por parte dos que exercem o poder. Desdobram-se indo e vindo a vários centros educacionais, visando uma renda maior, tal como, os profissionais da saúde – que correm a dar plantões em vários hospitais, para sobreviverem com um pouco mais de dignidade, mesmo que – irresponsavelmente –, consultem em tempo Record o que está morrendo na fila de espera - dos postos médicos e hospitais emergenciais -, desde a madrugada.
Diante dessa triste realidade brasileira, até então, não há motivo de comemoração por parte dos nossos educadores. Às conquistas adquiridas, a muito custo, nada são além de direitos que chegaram tardiamente – digá-se de passagem. Falá-se na possibilidade de o professor do futuro usar a tecnologia, transformando o pedagógico em virtual. Há o risco, de que, futuramente, o profissional de educação se torne mais invisível do que hoje o é? É inegável o poder tecnológico. A informática e suas maravilhosas ferramentas são deveras, sensacionais! Estimulam o aprendizado, dinamizam e focam a atenção de alunos de todas as faixas etárias, para o então desejado. Porém, a figura tradicional do professor interagindo em sala de aula com os seus alunos; o calor humano; o emocional captado por esses profissionais amorosos, que são um pouco: pais, amigos, psicólogos, conselheiros... jamais serão substituídos pela máquina.

(...) “Há a possibilidade do uso da tecnologia e de toda uma infra-estrutura de comunicação a serviço da educação, constitui-se na condição básica para viabilizar um projeto de educação para o novo século. Porém, somente esta condição não é suficiente para criar um modelo pedagógico. É necessário investir na capacitação humana e na preparação do professor, e assim, com certeza termos a figura do professor do futuro”(...)
(Solange Gomes da Fonseca)


O governo brasileiro precisa urgentemente priorizar o investimento em Saúde, Educação e Cultura.
Investir na capacitação humana e na preparação do professor, infelizmente, sem condição de aperfeiçoamento profissional, e, acesso às novas tecnologias -. O professor do futuro, certamente, estará inteirado e integrado ao mundo tecnológico; informatizado, e, saberá usar e transformar todas às ferramentas possíveis, em metodologias educacionais que possibilitarão, grandemente, um maior aprendizado da minoria - classe abastada-. Sabemos, que, a nossa nação é constituída de uma maioria famigerada, desprovida do próprio alimento, quanto mais, da possibilidade de possuir em seus lares computadores e suas maravilhosas ferramentas tecnológicas. A criança e/ou o jovem que, faz informática gratuita, não tem como praticá-la, por está impossibilitado de possuir um PC.
Com os nossos professores não é diferente. É com grande pesar que, fazemos parte de um país, onde a “Saúde e Educação” estão muito distantes de serem vistos, como que, “Prioridade Nacional.”
Parabéns Professor por o seres... Parabenizarei o teu dia, quando chegar o nosso dia!

EstherRogessi
Regional Recife-PE/BR
17/10/10 às 8:horas.












|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

Arte e Formatação Joyce Lima Krischke
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados