-RODA POÉTICA CAPPAZ-
AMIGOS...AMIGO!




-AGRADECIMENTOS-



Clique para ouvir.

Agradecemos as participações dos CAPPAZ (ES), na Roda Poética- Amigos... Amigo!
Rodamos nossas letras durante uma semana, apenas.
Estamos reunidos, nesta roda, com 24 participações.
O IMPORTANTE É CATIVAR (SE)
“Se queres um amigo, cativa-me!” Saint-Exupéry
Sim, aqui estamos reunidos, em Confraria, comemorando e refletindo durante uma semana: Amigos (as)... Amigo (a)!
CATIVAR E CATIVAR-SE?
Sim, criar laços de amor com alguém e gostar de si mesmo.
Valorizar os outros, valorizando-se (relembrando o Pequeno Príncipe)
Amigos... Amigo!
Talvez, algo esquecido no mundo tecnológico - de hoje.
Mundo em que somos muitas vezes identificados, não, pelo nosso nome e, sim, por números e senhas.
Durante a leitura das participações refletimos: o amor verdadeiro e a partilha de vida, gratuita e desinteressada.
Existe? Onde encontrá-la?Como fugir da massificação?
Acreditamos ser possível, sim: através da convivência humana-fraterna, profundamente desinteressada, de peito aberto, com alguém que nos cativou e se deixou cativar por nós.
O desafio está lançado para cada um de nós
- confrades e confreiras da CAPPAZ.
É o brado de esperança - de vida plena de Paz e Amor,
embora as barreiras enfrentadas no dia-a-dia.
Felizmente, Amigos... Amigo, ainda existe!
A prova está expressa claramente na Roda Poética
- CAPPAZ- Amigos... Amigo!
Obrigada, Amigos e Amigas CAPPAZES!
Balneário Camboriú, 25 de julho de 2011- 00h28min
Joyce Lima Krischke – Presidente Fundadora CAPPAZ



-ENCERRAMENTO-

Amigos(as), abraça-me!
Deomídio Macêdo

Ufa...! Ufa...!
Percorri montanhas e cachoeiras das Minas Gerais,
E aqui cheguei arfando em tempo, para abraçar a todos nesta rodada poética.
Quero perceber cada olhar, cada sorriso, sentindo as batidas dos seus corações que vibra na minha alma, feliz por ter você, sempre ao meu ladinho, transmitindo-me mensagem de Amor e Paz!
Estou na Bahia de todos os santos.
Dia 20 de agosto/11 em Diadema – São Paulo;
Terra da neblina, dos Jesuítas, de Anchieta, do Padre Manuel da Nóbrega.
Terra dos rios Tietê, Anhangabaú e Tamanduateí, entre colinas, onde tudo começou.
Vamos dar as mãos, crescer, nos agigantarmos e abraçar Diadema - SP no sarau da CAPPAZ.
Salvador- julho- 2011

Deomídio Macêdo
2º Vice-Presidente Nacional -CAPPAZ








-INTRODUÇÃO-

Amigo para Valer!
J.J. Oliveira Gonçalves

Às seis horas desta manhã chumbada, chuvosa e fria  de quarta-feira, 20 de Julho - Dia do Amigo - um grande e belo Amigo meu se fez o próprio presente! Que melhor presente, neste dia, quando o presente é o próprio? Um Amigo do peito! E qual Amigo ou Amiga não é do peito? Não fora, daí, não seria Amigo. Ah, conhecido, apenas... Recordo - com grande Saudade e Emoção - que meus pais e minha avó materna me diziam que "de um Amigo a gente cuida"... E eles davam o exemplo concreto. E, até hoje, lhes sigo tão belo e nobre exemplo.

A Amizade? Ah, a Amizade é uma das mais belas e cálidas nuanças do Amor. Deus é Amor. Amor é Deus. Então, tudo isso não é singularmente gostoso e profundo? Amizade não tem credo, religião. Ela é o credo e a religião. Amizade não tem idade. Ela é SEMPRE, ou seja: é Eterna. Se estende e continua além deste efêmero e exíguo Plano Terreno. Não fora assim, não teria graça... Não teria Sentido tanto Querer-Bem, tanta Sincronia de Almas, tanta alegria no Coração... As aves migram, quando chega o Tempo... As Almas migram quando chega a Estação... Mas o Tempo e as Estações pertencem a Deus.

O querido Poetinha Vinícius - lá, do Infinito aonde foi morar - nos lembra, de forma fraterna e poética, (pois que era e continua Poeta!): >Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida! Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure sempre! Esse ensinamento do Poetinha vem carregado de Verdade e de Poesia! E com ele me identifico - de corpo e Alma! É... como bem canta outro poeta - o Mílton: Amigo é pra se guardar no lado esquerdo do peito.Com satisfação - e suspiroso - enxergo meu pai, minha mãe e minha avó materna na Amizade do Vinícius e do Mílton!

E, por assim escrever, neste 20 de Julho, mais me convenço e me atrevo, amorosamente, a confirmar que Amizade é uma Via de Duas Mãos - metafórica e literalmente. Pois Amizade é Amor. E Amor é Respeito. Nosso Amigão - Jesus - nos ensinou a Amar ao próximo como a nós mesmo - não é? Com certeza, com todos meus Pecados - eis que sou homem e não santo - estou em Paz com Jesus, pois consigo fazer de meu próximo não somente outro ser-humano, mas um animal, uma árvore, um riachinho, uma flor, uma pedra... (Aliás, as pedras são as Criaturas mas antigas do Planeta e têm muitas e velhas histórias para contar...)

Ah, neste parágrafo, vou revelar quem é este Amigo que se fez presente - presenteado por outro Amigão. Hoje, faz 23 dias que ele desaparecera. Saiu num domingo muito frio e não voltou mais - até, hoje, é claro. Chegou pelos fundos da casa. Pelo pátio. E nos chamou lá das bandas da cozinha, com seu miado conhecido - e como se fora filhotinho. Sim, meu Amigo Corujito - que, em nossa intimidade gostosa e silenciosa do dia-a-dia, chamo carinhosamente de "Jijo" ou "Jijito". (Coisas de pai-corujão... rs...) Meu belo e grande gato angorá voltou magro - e não estava em nenhum "spa" com certeza! (Interpreto sua magreza por não comer, por tristeza e por Saudade!) Voltou sujo - ele que tem o pêlo branco e emoldurado de manchas - muito limpo. Sua carinha mostra cansaço e seus olhinhos (de egípcio) estão tristonhos... Também está "conversador" - coisa que ele pouco fazia. (Creio que me contando o que aconteceu e se queixando...) Todos esses dias de vazio, de apreensão e de Saudade, eu pensava nele. Ficava tentando imaginar o que acontecera com ele. Se estaria vivo. Se estava sofrendo. Todavia, com meu coração de poeta e meus olhos (marejados!) de menino, pedia a São Francisco que, se meu peludo Amigo estivesse vivo, que Ele o trouxesse para mim. Que, se estivesse prisioneiro, que o libertasse, pois ele acharia o caminho de casa. Foi o que aconteceu!

E, assim, no momento em que escrevo estas linhas, estou muito feliz! Afinal, neste 20 de Julho - Dia Internacional do Amigo - meu Amigo Corujito está de volta ao lar. Fez-se o próprio presente, voltando a estar presente em sua Família ou Irmandade. E quão grato sou ao Amigão São Francisco de Assis que libertou meu "Jijo". Quem sabe, lhe disse: "Vai para casa que nosso irmão João está te esperando..." Esse "filho-gato" era bichinho de rua... E, num anoitecer, ele me seguiu e eu o trouxe para casa. Veio - feito um pingente - agarrado no lado esquerdo do peito, por incrível que possa parecer. Passamos na frente da Igreja de São Francisco, no Bairro Santana, onde moro, "mostrei-lhe" a Igreja, de sua porta, apresentei-o a Francisquinho - como se precisasse... rs... - e, "conversando", chegamos em casa.

Neste 7º parágrafo, escrevo, ainda, para dizer que ofereço esta crônica poética a todos(as) vocês - Amigos e Amigas deste poeta e homem-comum, depressivo porque a Alma sofre de hipersensibilidade... Irreverente porque a irreverência é uma arma e uma arte para que o coração-poeta sobreviva... AMIGO, sim, e para valer, porque a AMIZADE - segundo aprendi e pratico! - é uma das mais belas Nuanças do AMOR!!!





Roda Poética Iniciada por Carlos Reinaldo de Souza-MG

Coordenação Joyce L.Krischke

Aos(Às) meus (minhas) queridos(as) amigos(as):
Amanhã, 20 de julho, é o Dia do(a) Amigo(a).
Envio-lhes algumas trovinhas que fazem parte
do meu livro “Casulo de Letras”, dedicando-as
a vocês, integrantes de um círculo maravilhoso
que guardo, com especial carinho, no recesso
do meu coração, universo da nossa Amizade!
Abraços fraternais deste amigo de sempre,

Carlos Reinaldo – Lafayette, 19/07/2011.



01.
AMIZADE, SENTIDO DA VIDA
Carlos Reinaldo de Souza


Na tenra infância eu ouvi,
com total sinceridade,
e, com ternura, senti
o valor da amizade.

Conselheiro generoso,
disse meu pai, voz capaz:
"O amigo é um bem precioso,
é o guardião da tua paz.”

Procurei sempre lembrar
aquela frase brilhante;
assim, pude desfrutar
paz que a amizade garante.

Se hoje vivo feliz,
sempre longe dos perigos,
é porque eu sempre quis
ter muitos e bons amigos.

Um amigo é acalanto,
é uma pessoa querida.
Amizade é, portanto,
real sentido da vida !



02.
AMIGO!
Sílvia Silva Benedetti

(Com o especial carinho do poetamigoirmão
J JOliveira Gonçalves)

Amigo é sol escancarado
Mesmo sob o aguaceiro
Inclemente dos temporais:
Guarida perene, fortaleza,
O porto-seguro das horas difíceis.

Ele não se condiciona.
É pleno, confiável e fiel.
Seja no inverno ou no verão,
Ancoradouro de paz.

Amigo não tem preço.
É jóia rara,
Imensurável, insubstituível.
É bênção celestial
Açucarando a vida
Com a ternura espontânea
Que só ele possui!

Porto Alegre, 19 de julho de 2011



03.
Semente da Amizade!
J.J. Oliveira Gonçalves


É com imenso prazer
Que venho, aqui, conhecê-los!
Meus versinhos escrever
E ao vivo poder dizê-los!

Neles vai meu Bem-Querer
À querida criançada!
Em fraterno conviver
Pela Paz tão almejada!

Agradeço essa candura
Que lhes vem do coração!
Também lhes trago a ternura
No aperto afável da mão!

Os sorrisos das crianças
São Sóis varando o escuro!
Doces Rimas de Esperanças
No Poema do Futuro!

Que nosso Mestre Jesus
Abençoe-os noite e dia!
Seja de todos a Luz
Sob o olhar de Mãe-Maria!

Protejam Mãe-Natureza
E os maninhos animais!
Obras de Deus – com certeza
São Belezas sem iguais!

E, aqui, fica esta alegria
De poder compartilhar
Na Paz, no Bem da poesia
O gostoso verbo Amar!

Desejo um ótimo ano
Saúde – principalmente!
Fica o abraço franciscano
E a Amizade – por Semente!

*Poeminha oferecido às crianças da Casa da Criança do Brasil de Balneário Camboriú/SC – por ocasião da visita deste poeta, em 22 de fevereiro/2010.

Balneário Camboriú, 20 de fevereiro/2010. 19h23min – HS
jjotapoeta@yahoo.com.br – jjotapoesia@gmail.com
http://transmutacoes.zip.net



04.
AMIGO É
Eliene Dantas de Miranda




Saber ouvir e calar
Compartilhar segredo
Falar de maneira simples
Renunciar e servir sem medo

Alegrar-se nos bons momentos
Ser forte na dificuldade
Sofrer também nos tomentos
Promover paz, aconchego, felicidade

Ser fiel e leal na adversidade
Sem preconceito de sexo, raça ou cor
Regar a planta da amizade
Com bondade, presteza e calor

Ver-se no outro
Cantar, dançar e chorar na dor
Aconselhar e criticar, se preciso
Refletir e poetizar o amor

São Paulo (SP)



05.
AMIGO EU DIGO AMIGO
Edécio Mergener


Amigo eu digo amigo
Contigo eu me abrigo
Me ligo... Sem perigo
Confio e sigo contigo.

Amigo verdadeiro
Sempre é o primeiro
A me olhar... Me, cuidar
Pra me abrigar é certeiro.

Amigo, conte comigo
Estarei aqui pronto pra te ajudar
Quando precisares te acolherei
E com você sempre andarei.

Amigo... Seja ele ou ela
Seja criança, jovem ou idoso
Amigo bondoso, amigo sincero
Quero... Sempre por perto.

São José dos Pinhais/PR



06.
Amigo!!
Joyce-Lu@zul


Amigo!! Neste dia especial
Aceite meu abraço fraternal
Enfeitado com galhos de trigo

Colhidos pra você- meu amigo
Depois, plante sementes... Cuidado!
Lembre-se que é muito amado...

O trigo quando voltar a terra

Mostrará a beleza que encerra!

Balneário Camboriú/SC- 20 de julho de 2.011- 03h04 min.
(Aniversário da Cidade)



07.
AMIGOS...AMIGO!
J Otoniel Poeta


Amigos... Amigo!... Palavras fáceis de dizer
Na vida real difícil, muito difícil!
Dizer que não os tenho é temeroso afirmar
Em período dantes por mim vivido
Tive acesso a “Gramática Latina Raviza”
Não foi uma oportunidade vã nem vil
Pude nela ler uma expressão própria de analisar
De conformidade com o tema ora oferecido

A frase mencionada tem aparência de quem avisa:
“ Amicus certus in re incerta cernitur” (latim)
Traduzindo-a ao idioma português, significa:
(O amigo certo se conhece na ocasião incerta)
De forma que os amigos... O amigo é aquele
Que na hora da dificuldade de mim se aproxima
Ocasião esta que precisamos de um ombro amigo
Sendo também de mim o procedimento recíproco

É um princípio de natureza cristã até termos amigos
Não devemos assumir o negativo papel de esperarmos
Que outros se aproximem e nos ofereça sua amizade
Com demonstração fraterna devemos nos imbuirmos
E com franqueza revelarmos a outrem a necessidade
De sermos amigos desejando o bem e o oferecermos
Com humildade havemos de a eles nos incorporarmos
Assim fazendo estamos construindo um ambiente de
Felicidade

O Mestre Jesus Cristo reunindo seus discípulos, disse:
“Amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei!”
Amando-se ao irmão é a maneira mais eficaz
De ter amigo e não só um e sim muitos amigos
Abrindo desta forma um caminho de amor e paz
Para uma existência espiritual amemos até os nossos Inimigos!
Foi exatamente isso que Jesus o fez, pedindo ao Pai
Aos seus algozes que não sabem o que fazem o perdão dai!



08
Aos amigos
Vera Passos


Os limites do ser estão nele mesmo.
Às vezes nos encontramos num labirinto.
Somos testados porque ou por quem, não sabemos.
Por Deus na seria necessário. Ele nos conhece. Somos gente.
As nossas deficiências são normais. No homem, não há perfeição.
Faltam-nos muitas vezes braços para estender.
Faltam-nos pernas para chegarmos a nós mesmos.
Faltam-nos olhos para vermos a verdade.
Faltam-nos pensamentos bons para mudarmos a atmosfera terrestre.
Faltam-nos coração e alma. Falta-nos vontade de fazer.
Faltam-nos trabalhos que nos enobreçam.
Faltam amizades e amigos.Falta-nos respeito ao outro.
Restam-nos juízes.
Por mim eu sou feliz, mesmo com pernas trôpegas,olhos reciclados,órgãos extirpados...
Sou feliz porque para isto não preciso só de corpo, mas do espírito. E eu sou grata por estar aqui. Hoje já não tenho medo de mim pois saí do primitivismo, matando, agredindo e vingando. São outras dimensões. São outras vidas. Outras Estações.
Ninguém é suficientemente sábio pra poder julgar o outro. Todos nós temos defeitos. Todos nós erramos.
Só DEUS é Onipresente, Onipotente e Onisciente.
Um dia venceremos todas as barreiras. Como disse o Mestre: seremos deuses.
Há muito o que caminhar. Há muito o que aprendermos. Ninguém detém o conhecimento absoluto de nada. As Leis Morais estão aí para serem entendidas e praticadas, se possível, onde for possível.
A Lei de Ação e Reação de Isac Newton , nos fala não do olho por olho, dente por dente, mas da responsabilidade por tudo que fizermos à Mãe Natureza. Se cortamos uma árvore , perderemos, as flores , os frutos, a sombra, a ventilação, etc. (Consultem o Capítulo III do Evangelho Segundo o Espiritismo).
Que todos nós saibamos usar a inteligência nesta vida. Aproveitem esta oportunidade. Pensem nisto.




09
O VERDADEIRO AMIGO...
Marco A. Amado


Um colega se adquire rapidamente,
Mas a verdadeira amizade,
É como o vinho
Só com o tempo e lentamente
Ela cresce
E se fortalecesse

Ocram 19/07/11



10.
AMIZADE
Marco A. Amado


A amizade não é algo
De apenas um dia
São atitudes, gestos
Que tornam-se solida
Com o andar do tempo
Ficando para sempre
Gravada no coração

Ocram 20/07/11



11.
Amigo
Haydée S. Hostin Lima


Amigo é janela que abrimos
para alegria para o abraço.
Amigo não tem etiqueta
a qualidade é o bater do coração.
Amigo é canção.
Amigo vem pela manhã
e traz o pão fresco da simpatia
- amigo sem saber nos remete ao poema-
e altas horas desvenda
nossos mais intrincados teoremas.



12.
AMIGO
SIDNEY SANTOS


Amigo é aperto de mão
Um aparte na briga
Último pedaço do pão
Letra de uma cantiga

Amigo é o papel de presente
Também o tonel para o vinho
O mote de um repente
A palavra carinho

Amigo é o sorriso franco
Uma certa reprimenda
Linha do papel em branco
A cobertura da tenda

Amigo um constante abrigo
Paredes de forte concreto
Estando sempre contigo
Não importando o errado ou certo



13.
Melhores Amigas
Ana Beatriz Sebastiany de Oliveira

6 anos





14.
AMIZADE CONSCIENTE
EstherRogessi


Estamos vivendo o mês de julho e precisamente no dia 20/07 comemoramos o dia do amigo.

Amigo é o maior tesouro que se pode achar na vida.

Analisemos o que é um amigo: Nem sempre é o que se diz amigo, menos ainda, o que nos abraça e está sempre se desmanchando em sorrisos; o que nos fala sempre com palavras brandas, doces.

Encontraremos o amigo verdadeiro na clareza das ações, quando essas condizem com as suas palavras – isso, é raro. Por muitas vezes por trás das palavras brandas e doces se encontra um coração que não se dobra verdadeiramente ao amor; um coração rancoroso – Ninguém pode ser bom em uma área de sua vida e seguir ferindo a outros, o amor é um todo indivisível ( Mahatmam Gandhi) – que, mesmo tendo ciência do erro, jamais se desculpa. Prossegue o seu caminho, como que, se nada estivesse a dever – espiritualmente falando –

“A mágoa resseca os ossos”. Sabemos que quando erramos sem que nos desculpemos, isso refletirá na nossa vida espiritual. “Examine-se o homem a si mesmo”. Teremos da vida segundo as nossas ações e pensamentos.

É importante o reconhecimento do erro. Façamos uma autoanálise das nossas ações; sejamos dignos e nobres em reconhecermos onde erramos.

O amigo deve ter senso de justiça para com a outra parte. Essa justiça deve começar dentro da própria casa. Justiça requer imparcialidade no julgamento – falo do discernir o certo do errado, não do pronunciamento condenatório. Certo é o que está certo. Jamais deixemo-nos levar por amizades ou laços consangüíneos , na execução do nosso parecer.

É responsabilidade de um amigo reconhecer erros e acertos do que tem por amigo. Porém, que o discernimento desses erros, não coopere para o detrimento dessa amizade. Estando certa ou errada, a amizade prevalecerá.

A verdadeira amizade aplaude na hora certa, ralha no momento exato – o amigo difere do bajulador. Amigo é o que mostra o erro, sem que seja conivente com ele – o que é conivente com o erro se torna um com ele.

A verdade liberta, mesmo que, venha sacudir, ao que costuma pensar estar e ser sempre correto, dono da razão. Chegará o momento em que haverá o despertar. A verdade, antes dolorosa, julgada ultrajante – embora libertadora –, veio através de um verdadeiro amigo.

O amigo critica construindo. Jamais fala mal sem que esse esteja presente.

A maior fraqueza do ser humano é falar de quem, enganosamente, nos tem por amigo, na sua ausência. Impossibilitando a sua defesa e explicações; pensar conhecer tudo e a todos, em profundidade; fazer conclusões próprias, sobre fatos e pessoas que, em verdade, são completamente diferentes do que se imagina, atraindo para si coisas negativas – “Nem tudo que é parece ser e nem tudo que parece é”.

Receberemos da vida não mais, não menos, do que pensarmos ou executarmos contra o nosso próximo.

Lembremos de uma palavra que faz parte, integra e é imprescindível na amizade – “fidelidade”. As duas são ingredientes perfeitos do amor. Havendo amor há fidelidade. Na falta dela, o amor estará em falta. A infidelidade nos conduz a vários caminhos e buscas. Quem encontra o amor não tem o que e/ou a quem buscar – já encontrou.

Não lhes falo sobre o amor Eros, mas sobre o amor Ágape, Zoe, este último é o amor que deve existir entre irmãos, amigos – o puro amor de Deus. O amor que existiu entre Jônatas e Davi e vice-versa.

O amor que Jônatas sentia por Davi transcendia ao amor de muitas mulheres.

Essa verdade bíblica concerne, ao fato de que, muitas vezes não se encontra em uma mulher: sinceridade, fidelidade. O amor nela existente, não é suficiente, para uma convivência em honra, transformando a confiança, nela depositada, em traição.

Dessa forma, a fidelidade e sinceridade existente na amizade entre, o súdito – espiritual – Jônatas e o rei Davi era tão excelente, e, pura que transcendia ao amor de muitas mulheres.

O puro amor de Deus sem nenhum sentimento contrário a verdadeira amizade; sem nenhuma referência a sexualidade. Nada mais além, nem aquém. Amizade em amor e justiça.

Importava a Jônatas agradar a Deus. Os laços consanguíneos não o afastaram da retidão. Ele sabia que o seu pai – o rei Saul estava enlouquecido pela inveja e ciúmes. Deus era com Davi e estava com Davi. Sendo ele contra Davi seria contra Deus.

Na verdadeira amizade há senso de justiça – o certo jamais deixará de ser certo. Isso é agradável a Deus.

Desejo a você a felicidade de encontrar um amigo verdadeiro.

EstherRogessi
Seccional Recife-PE
1ª Vice-Presidente Nacional CAPPAZ




15.
AMIGO
Luiz Menezes de Miranda


O que seria de mim
Se não fossem os meus amigos
Com os seus ombros sofridos
Calejados de tantos lamentos

Não sei o que iria dizer
Do meu eterno sofrer
Jogado ao leu do destino
Faminto, com falta de amor

Posso dizer de palanque
Que esses amigos constantes
São portas sempre abertas
Para ouvir minhas lamúrias

Amigo é ouvido atento
Em silêncio mensura
E transforma em ternura
Todos nossos sofrimentos

Amigo é aquele
Que com o dedo em risca
Olhando em seus olhos
Lhe diz a verdade

Quem não tem um amigo
É órfão da mãe do destino
É pedra redonda em limo
É peito aberto em feridas

Amigo não é irmão,
Nem parente nem aderente
Amigo é coisa diferente.
Amigo é uma doce invenção de Deus



16.
AMIGO É:
Luiz Menezes de Miranda


Amigo não se explica
Amigo é uma coisa inexplicável
Amigo é uma semente de Deus que brotou em nossa vida
Amigo é falar-se no silêncio
Amigo não cobra dispõe-se
Amigo não é metade, é um todo
Amigo é um amor inteiro
Amigo se compreende só no olhar
Amigo dispõe-se a tudo
Amigo aprende, ensina e sofre com você
Amigo se alegra com a sua felicidade mesmo estando triste
Amigo está sempre ao seu lado
Amigo chora junto na tristeza e ri na alegria
Amigo vive em comunhão
Amigo não tem medida é inteiro
Amigo não é distância é presença
Amigo não tem beleza, feio ou bonito é amigo
Amigo é ser mais que irmão
Amigo é sentido
Amigo é uma semente, quando você vê, ela já germinou
Amigo é uma dádiva de Deus
Amigo é o irmão de Deus que ele botou a nossa disposição
Amigo é Deus se fingindo de irmão



17.

Amizade é como se fosse o sol! Ele está presente no inverno, no verão, no outono e na primavera,
e, a cada instante do dia ele faz um aquecimento necessário que você busca ele, a todo momento ...

(José Assumpção)



18.
AMIZADE
Humberto – Poeta


A tua sincera amizade
dispõe dessa qualidade
de suavizar nosso trilho...
Com ela é mais linda a lua,
mais rica a palavra tua,
e os astros, na noite nua,
têm mais vida e maior brilho!

Conhecer-te é um privilégio,
chega a ser um sortilégio
de encantos paranormais.
Não sei se cresces comigo,
mas uma coisa te digo:
que o bem de privar contigo
me faz crescer muito mais!



19.
Amigos... Amigo
Judite Krischke Sebastiany


Ao encontro dos olhares
Emoção, sintonia, harmonia.
Suas palavras, sua sensibilidade
Fazem nascer amizade.

Este toca violão,
e toca meu coração.
Aquela faz sua linda trova
E a alegria já renova.

Outra vem com um abraço,
E desfaz todo o cansaço.
Suas histórias de vida,
Seu cansaço, sua lida...

Amizade passageira, cheiro de céu.
Como um traço de pincel,
Dá seu tom na aquarela
Tornando a mais bela.

Mas o amigo, mesmo, pra valer
Guarda na distância o bem querer.
Continua em contato, de fato.
Apoia e aconselha, cala, sorri.

Agradeço-te, amigo, o contato mantido.



20.
Amigos, amigo amizade!
Flávio Martinez


Amigos, amigo amizade!
São laços de confiança.
São pedaços de esperança.
São motivos de felicidade.

Amigos, amigo, amizade!
São paus para a mesma canoa.
São cânticos que o bem entoa.
São asas para a liberdade.

Amigos, amigo, amizade!
São motivos de alegria.
São presença noite e dia.
São provas de sinceridade.

Amigos, amigo, amizade!
São jóias de imenso valor.
São forças que geram o amor.
São bênçãos de Deus na verdade.

Diadema- Julho/ 2011



21.
AMIGO... AMIGOS... AMIZADE...
ELOISA ANTUNES MACIEL


Dizem que amigo é pra guardar no peito,
Que amigo é pra gravar no coração...
Que amigos podem ter os seus defeitos,
Mas que merecem consideração...

Amigos se revelam, na verdade,
Nas horas de alegria ou de amargura...
Revelam sua mais pura lealdade,
Amparam na tristeza ou desventura...

E embora, às vezes, sua sinceridade
Possa expressar uma reprovação,
Faz parte dos ditames da amizade
Algum alerta, com moderação.

Se amigos são os anjos feito gente,
Preservem-se os amigos – e a amizade...
Resguarde-se a amizade permanente,
No seu contexto de fraternidade...



22.
TÍTULO: AMIGOS ÍNTIMOS
Tânia Maria de Souza




TÉCNICA: MISTA SOBRE EUCATEX











|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

Arte e Formatação Rosângela Coelho
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados