DIA DA POESIA-2013

Participantes


01- J.J.Oliveira Gonçalves
02- Marcelo de Oliveira Souza
03- Humberto Rodrigues Neto
04- Malú Ferreira
05- Sidney Santos
06- Fátima Peixoto
07- Marco A. Amado
08- Paola Rhoden
09- Varenka de Fátima Araújo
10- Eloisa Antumes Maciel
11- Celeste Farias
12- Eliene Dantas de MIranda
13- Daniel Brasil
14- Rosana Carneiro
15- Odilon Machado de Lourenço
16- Silvia Araújo Motta
17- Antonio Carlos de Paula
18- Silvia Benedetti
19- Haydée S. Hostin Lima
20- Renata Rimet
21- Paulo Rodrigues
22- Sílvia Araújo Motta
23- Roseleide Santana de Farias
24- Kátia Pérola
25- Deomídio Macedo
26- Edécio Mergener
27- Joyce Lima Krischke
28- Marina Martinez





Participações

01.
Pincéis de Éter...
J.J. Oliveira Gonçalves


Teus olhos, ah, são olhos de promessa
São olhos de mulher beirando os 30!
Que o Tempo indiferente não tem pressa
E é com Pincéis de Éter que ele pinta!

Nessas janelas d'Alma leio impressa
Embora tua Alma à minha Alma minta
Bela Metamorfose que confessa:
A angelical menina foi-se... é extinta!

E, crê: por essas coisas do Destino
Mulher na plenitude... E eu menino
Prossigo a buscar sempre a Ilusão:

Ah, da mulher aquela que não veio
Que abrigue o Verso meu no Cais do seio
E diga: Poeta, é teu meu coração!

12 de março/2013. 10h23min

jjotapoesia@gmail.com - www.cappaz.com.br
Porto Alegre-RS



02.
POESIAS NO PAPEL
Marcelo de Oliveira Souza


Nesses versos no papel
As palavras correm como carrossel
Percorrendo a cabeça como fel
Ora adoçando como mel.

A poesia no papel
Também corre o mundo
Ali na mão do vagabundo
Embrulhando tudo de imundo.

Mas tem o que corta a arte
E o leva para toda a parte
Amparando a literatura
Como comida pura!

A poesia alimenta
O amante que oferece logo adiante
Serve tudo e todos
Reciclando a alma numa paz constante!
Marcelo de Oliveira Souza

Salvador-BA



03.
DIA DO POETA
Humberto Rodrigues Neto


Sorri lá fora, entre alegrias opimas,
o dia daquele que compõe poemas,
que sofre horrores fariscando rimas
domando o metro em condições extremas!

Mas para um vate, em qualquer dia há climas
de terso estro e inspirações supremas,
porquanto o desfiar de ricas primas
não se cinge do tempo aos vãos esquemas!

A meu modo de ver, o Dia do Poeta
é aquele instante em que sua mente inquieta
faz de alma e lira a magistral simbiose!

É quando logra, no último terceto
bordar finais de mágica apoteose
nos derradeiros versos de um soneto!

São Paulo-SP



04.
ORVALHADAS MANHÃS
Malú Ferreira


Braços adormecidos descansam
Anexo aos floridos lençóis
Matizados e despetalados
Pelos orvalhos que
Enobrece a paisagem.
Madrugada quase que desperta
Aromatizada...
Essência
“Vida e morte”
Assim são as manhãs.
Nos campos e cidades
Vão se as flores
Ficam as sementes
Futuras raízes.

02/03/2013- 23h39minpm
Salvador-BA



05.
MINHA CORRESPONDÊNCIA
Sidney Santos


Água da minha fonte
Aroma da minha flor
Linha do meu horizonte
Matiz da minha cor
Letra da minha canção
Luz do meu caminho
Pulsar do meu coração
Sonho e meu carinho
Sorriso e minha alegria
Você minha poesia!

março de 2013.
Se minha poesia chegar ao teu coração,
estará concretizada uma transfusão de carinho.
Poeta Dos Sonhos

Santos-SP



06.
Poesia
Fátima Peixoto


Quando leio uma poesia,
Uma emoção envolve a alma,
Começa entrelaçar corpo e palavra.
Tudo que no momento desejo ouvir
Penso, foi escrito pra mim...
Fala da vida, amizade, felicidade,
De maneira poética sai cantando seus versos.
Encantando de beleza até mesmo a tristeza
Fala de jardim, mar, pássaro encantado,
Tenho certeza, foi escrito pra mim...
Começa uma relação de amor
Entre o autor e leitor.

"Mario Quintana me entenderia!
Qualquer ideia que te agrade,
Por isso mesmo... é tua.
O autor nada mais fez que vestir a verdade
Que dentro em ti se achava inteiramente nua..." Mário Quintana

Cabedelo-PB



07.
SOLIDÃO...
Marco A. Amado


Labirinto de sensações
Sentimentos subestimados
Descubro palavras sem nexo
Emaranhado de emoções

Momentos de paixão
Devo chorar ou sorrir é tão complexo
Tento ignorar

Não sei se estou dormindo vivendo a sonhar
Ou estou acordado , mas sendo um zumbi

Será tudo apenas reflexo
De um devaneador coração
Ou apenas saudade de um tempo antigo
Talvez apenas utopia

De um sonhador
Que rascunha o papel em branco
Procurando uma desculpa
Para a sua solidão

Ocram 12/03/2013 23:22
Ilha do Governador-RJ



08.
A poesia está
Paola Rhoden


Nas flores, na grama
No vôo dos pássaros
No amanhecer colorido
No sorrir da criança
A poesia balança
Um coração sofrido
Num jardim florido
Das folhas a dança
A poesia está
Em tudo que existe
E o poeta insiste
Em seu poetar



09.
Poesia
Varenka de Fátima Araújo


Uns homens pode decepcionar,o sol com sua intensidade de luz pode queimá-lo,a correnteza da água pode arrastar o que encontra,a união de um amor pode acabar, mas a boa poesia salva vidas.


Salvador-BA



10.
ETÉREA VELEJADORA...
ELOISA ANTUNES MACIEL


Desde a Idade da Pedra, estou a velejar...
Por velhos mares (nunca dantes desvendados)...
Por mares misteriosos (... desmistificados)...
Por mares ignotos de uma imensidão,
Em meu barco exclusivo – minha inspiração...

Desde os tempos remotos, em meu velejar
Nas asas legendárias da Imaginação,
Eu busco o cais supremo da superação,
Na contramão de gregos -- e também troianos...
Eu canto a imensidade de ancestrais oceanos...

Se terna e simplesmente, em meu velejar,
Eu canto as sutilezas da diversidade,
E canto amor e dores – e também saudade,
Contemplo a luz da aurora no alvor do dia...
Já sabes o meu nome: eu sou a Poesia!

São Martinho da Serra-RS,
12/03/2013.



11.
QUE SAUDADES, POETA DOS MEUS SONHOS...
Celeste Farias


...de rimas e versos sensíveis, poemas aplausíveis, pura sensação, sedução, mistério, beleza e emoção. Falas tão bem da mulher, do universo, do amor e do ser....Ser eu, sua estrela musa. Sabes que me inspira e me seduz nessa profunda viajem que é ler você? E sendo eterna viajante sonho constante em um dia te ter......querer você ao meu lado e juntos compartilharmos sonhos, desejos, amor, prazer e o que mais vier a ter, a ser e acontecer.Que saudades, poeta dos meus sonhos!Vivo aqui, sempre brigando com a lua, mandando-a ir embora, sonhando ser sua, contando as horas, para que na chegada da aurora eu possa olhar pra você e finalmente ver, os desejos tão guardados, sendo cumpridos e musicados, vividos e sentidos, com gestos, carinhos e ruídos......eu, eterna viajante de sonhos constantes, sentindo uma ação em cada respiração.Na areia, corpos em total harmonia vivendo em magia, alegria, sedução, sensação OO...Tão regozijados, paixão pulsando em seu e em meu, Coração! (“Que saudades, poeta dos meus sonhos!”


By Celeste Farias em 14/08/12)
Belo Horizonte-MG



12.
Poetizar
Eliene Dantas de MIranda


Cantar versos de amor
Escrever com o coração
Vaguear pelo espaço
Nas asas da imaginação

É ser como um beija-flor
Viver à procura de alguém
Que aceite seu afago
Fazendo-lhe morrer de amor

É brincar com o sentimento
Presente naquele momento

São Paulo/SP



13.
Dom de Poeta
Daniel Brasil


O bom poeta, quando se preza,
Do próprio verso faz sua defesa...
Porque o cantar é um dom divino,
Abençoado pela natureza,
A humildade é muito importante...
O nosso dom é um diamante,
Esta é a nossa grande riqueza.

Eu agradeço a sabedoria,
Do nosso Mestre do universo,
Eu sei que Ele está dentro de mim,
E dentro de mim eu me submerso...
Eu encontro, neste infinito,
Aquela chave do verso bonito,
Para fechar um bonito verso!...

Porto Alegre-RS



14.
Ser poeta
Rosana Carneiro


Ser Poeta é não esquecer
Que flor é companheira da dor
Que saudade é abrir mão da liberdade
Que amor é sinônimo de cor
Que amigo é quem está comigo
Que a paixão fica escondida no coração

Ser poeta é navegar nos mares dos sonhos
É surfar nos devaneios e utopias
É sentir dor e alegria
É amar e ter nostalgia

Ser poeta é fazer você sorrir
É fazer você chorar
Lendo o que você já sentiu
Lendo o que você já viveu
Sem nunca, pra ninguém contar...

São Paulo-SP



15.
Sobre a poesia
Odilon Machado de Lourenço


A poesia tem vivências
Tem loucuras
Tem diabos e tem deuses
Tem enxadas carpideiras de versos
Das coisas arrancadas de todas as entranhas
a poesia vai e vem navegando seu mundo
A poesia é mulher, é homem e é criança
Criança arteira é a poesia
A poesia nasce em todo lugar que quer nascer
Ela fala o que pensa o poeta
Fala o que o poeta viu pensarem
Fala aquilo que nem o poeta sabe de onde veio
E nem sentiu o poeta
A poesia tem tantas cores molhadas de sol
e mais escurezas do que a noite mais longa
A poesia voa nas asas dos pássaros mais altos
Nada no mar a poesia.

Florianopolis-SC



16.
POESIA E POETA INTERNALIZAM POEMOÇÃO
Silvia Araújo Motta


Noneto nº4-didático-filosófico-jogral-toante-cantante N.º 2783
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

Poesia clássica, verso METRIFICADO........[-Coro:RIMA ( A )];
complexo, anexa visão do mundo,.............{-Solo: 1-flute:}
sem pudor, vive o amor poetizado;............{-Solo: 2-oboé :}
desnuda a alma, chega bem ao fundo........{-Solo: 3-piano: ]

Poeta que exige tom CADENCIADO, .......[-Coro:RIMA ( A )]
conquista e não precisa de analista, ..........{-Solo: 4-saxophone:}
cicatriza aquela ferida aberta no peito.......{-Solo: 5-clarinet:}
dá sentido à vida, preza pelo dom.............{-Solo: 6-harp:}

Poesia moderna, verso da MOCIDADE....[-Coro: (RIMA ( B )]
amante que mente sem estar doente, .........{-Solo: 7-bassoon:}
Poeta que chora a velha saudade...............{Solo: 8-xylophone:}

Verso maduro, sem nota ou INTENÇÃO, ...[-Coro:RIMA ( C )]
denota alegria ou dor, em torno do belo ....{-Solo: 9-tambor:}
Poesia e Poeta internalizam POEMOÇÃO.{-Coro:RIMA ( C )}
- DIA NACIONAL DA POESIA 14 DE MARÇO


Belo Horizonte-MG



17.
REVOADA DE ANJOS
Antonio Carlos de Paula


devaneios, quimeras,
ilusões, fantasia,
e nas minhas artérias,
sangue, sonho, e poesia,
assim como outros tantos,
sonhadores poetas,
rogo a todos os santos,
"dái-me as rimas corretas!"

que meus versos ecoem,
pelo ar, pela rua,
que as pessoas perdoem,
a paixão nua e crua,
que as trombetas ressoem,
a verdade mais pura,
e que os anjos revoem,
prateados de lua!

violões, violinos,
cavaquinhos e banjos,
e ao dobrarem os sinos,
revoada de anjos!

São Paulo-SP



18.
Degredo
Silvia Benedetti


Poeta, vivo em degredo:
Ilha
Nas próprias fronteiras.

Poeta,
Para urdir meu poema,
Saio à procura
De um verso,

No universo ideal
Do território
Que tento abraçar!

O silêncio
era tão grande
O silêncio
desta manha
Que me acordei assustada
Com o barulho ritmado
Do meu coração
Palpitante.

Porto Alegre-RS



19.
Poder poesia
Haydée S. Hostin Lima


Qualquer um pode dizer: o sol brilha.
E nem um milagre acontece.

De repente alguém escreve:
- o sol brilha no céu do teu olhar.
E o sol rompe naquele momento
mesmo sendo meia noite.

Qualquer um pode rabiscar:
- a lua é cheia.
Nada muda ao redor.

Mas quando alguém
murmura – a lua é cheia no ventre
da amada
o quarto resplandece
com desejos de lunação.

(por isso)

É preciso gestar a poesia.
Pegar a bacia com a água
fresca da manhã
e lavar os pés das palavras
- o dia caminhará cheio de cor.

Santa Maria-RS



20.
Renata Rimet


Faltou Poesia...

Rabisquei palavras diversas
Busquei rimas complexas
Tentei crer na ilusão

Retirei o véu da face
Olhei com frieza
Entendi a lição

De nada adianta escrever poesia
Se palavras não fluem do coração

Preciso acelerar o ritmo
Sentir o compasso
Rascunhar os delírios
Rimar com paixão...

De coração vazio
Oco de sentimento
Tudo que leio é palavra solta
Se escrevo, não há conexão

Preciso alimentar o corpo
Amar mais um pouco
Perder a razão...

Salvador - Bahia



21.
Minha poesia
Paulo Rodrigues


Minha poesia possui
uma bela face serena
de traços delicados
em perfeita sintonia
com doce olhar
e meigo sorriso.

Minha poesia possui
manhãs de suave brisa e passarinhos cantores,
jardins floridos e borboletas coloridas,
tarde morena e pôr-do-sol no horizonte,
noite de lua cheia e céu estrelado.

Minha poesia possui você e eu,
nosso amor em belos versos.

Sorocaba/SP



22.
POETAS SÃO CANTORES NESTA VIDA
*Soneto nº 2827-sáfico-heróico-decassílabo-rimado:
( ABAB-ABAB-CDC-EDE)
*Noneto nº 11-jogral-toante-cantante-(A-A-C-E-E)
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil


Poesia tem magia, sons reais; ( A )
poder vibrante dá ao seu parceiro;
os Trovadores vão formar corais...
ter redondilhas, ver refrão, primeiro.

Os repentistas podem ser os tais...( A )
com dedos fortes, tocam o tempo inteiro;
Os sonetistas raros contam ais,
versos cantantes dançam no celeiro.

Nem sempre vem na origem, justa causa...(C)
A melodia torna amor eterno;
quando a dor chega faz a triste pausa!

Compositores sabem qual medida...( E )
Não importa ser clássico ou moderno:
POETAS SÃO CANTORES nesta vida.( E )

- DIA INTERNACIONAL DA POESIA 21 DE MARÇO –



23.
DIA DA POESIA


Descerro a sombra do coração e emoções,
Impetuosa deixo meu sol entrar, lanço-me
Ao teu coração sofrido, carente e perdido.

Dá-nos asas musa inspiradora, liberta-nos
As travas da alma e do corpo, e que assim,

Possam eclodir em nós as miríades de luz,
O reflexo do amor benfazejo a se expandir
Em paixão, ternura, riso, carícia, perdição.
Silêncios contidos em olhares misteriosos,
Infinitos tal o céu, as profundezas do mar.
Ardente Saara, doce oásis, alegria de amar


Autoria: Roseleide Santana de Farias
14/03/2014
Para Roda Poética da CAPPAZ.



24.
O DIA DA POESIA


Hoje comemora-se com bastante galhardia
Pois é ela a poesia a mensagem mais bela
Trazendo a muitos um misto de tristeza e alegria
Ninguém que preza o amor pode esquecer-se dela
Ela é a expressão mais linda que procede da alma
Da mente, do corpo, concentrando-se nele, o coração
Considero este dia tão importante que faço a Deus uma oração
Que desça sua bênção sobre todos artistas poetas e poetisas
Que acalantam nas horas de devaneios a segurança
Aqueles que desejam repartir com o próximo suas emoções
Despertando em todos os corações o sentimento de esperança
De melhores dias repletos de felicidades e confiança.

Kátia Claudino Caetano Pereira
Pseudônimo: Kátia Pérola



25.
Retrato poético!
(Deomídio Macêdo)


Três botões a desabrochar
dois olhares a nos olhar
sobre o livro a desenhar: Poemas.
Nuvens azuis colorindo
o amor estendido ali no papel: Poesia da vida.
Marca março no mês
quatorze dias felizes
com imagem estampada
dos sonhos de cada um
na roda poética:
Retrato do coração!



26.
RENASCER DO POETA


O renascer da poesia quem diria...
Que seria com você mais uma vez
Sonhos e desejos afloram
Perfumam nossos momentos
Sentimentos da alma que aparecem
É... Mais uma vez... Sim...
E já voltam minhas palavras...
Palavras que estavam sufocadas e renascem
Sufocadas pelo destino traiçoeiro
Prisioneiro estava aqui sem tua presença
Presença que mudou tudo... Tudo...
E de repente tudo volta, até a esperança...
A esperança de um poeta triste
Mas não desiste... Vai aluta
Na luta pelo amor que renasce...
Um amor que cresce ainda mais belo
Neste elo tudo se renova na emoção
E nesta paixão um novo renascer.

Edecio Mergener



27.
Poesia
Joyce Lima Krischke


Chegas sem pedir licença,
Não marcas hora, nem dia.
Algumas vezes partes, deixando-me tensa.
Outra me provocas, envias teu ritmo - poesia.

Há momentos em que me fazes calada.
É quando fico a refletir meu dia-a-dia.
Quero-te menina mimosa e muito amada.
Sei que virás ao meu encontro - poesia...

Convidando-me a seguirmos livres,
Descobrindo estrelas e bela fantasia,
Com o corpo e a alma leves...
Voando em nuvens brancas - poesia.

Voltes! Não me deixes no esquecimento.
Viajemos com ritmo e em harmonia.
Sinto algo no ar, envolto em sentimento.
Percebo rumor no pensamento - Poesia!

“IN” -Tempo de Amor - 2004-página-97
Releitura pela autora em 12/03/2013



28.
FREUD E POESIA
Marina Martinez


Por vezes, uma poesia é só uma poesia.
Até Freud percebeu assim,
ao defender um charuto analisado.

O poeta pode cantar sua vida,
poetar seu sonho, vivido ou pretendido.
Mas pode falar também de flor,
de mar, guerra, aventura,
sem se tornar abelha-rainha,
peixe , arma ou escultura;
pode exaltar política, sem conhecer o senado,
reverenciar Ghandi, Buda e Picasso
sem sair de casa, escondido.

Pode cantar um amor despudorado,
imaginando um lupanar lascivo,
campos de vitória ou de fracasso,
falar do amanhã, do ontem, do agora,
sem ser, no tempo, viajante.

Pode ser catarse funda, quem diria,
expondo alguma alma aflita
ou somente a caneta no papel,
rabiscando, distraída, alguma escrita.

Tudo pode virar inspiração.
Depende do momento do poeta,
observador, amante ou oportunista.
Um filme, um som alto ou distante,
palavras capturadas em algum diálogo,
gestos sem segunda intenção,
uma criança a chorar ou a rir,
ou até mesmo outra poesia.

Para mim, independe de motivação.
Se tudo pode alimentar o artista,
avivar qualquer chama criativa,
por que não permitir, sem heresia,
o direito de o poeta escrever
apenas para se divertir?

Porto Alegre-RS







SELO DE PARTICIPAÇÃO













|| Página Inicial | Voltar | Livro de Visitas ||

Arte e Formatação Joyce Lima Krischke
Exclusivo para CAPPAZ - Confraria Artistas e Poetas pela Paz
Todos os direitos reservados